Friday, February 29, 2008

Porque acordar é preciso



Acordai
acordai
homens que dormis
a embalar a dor
dos silêncios vis
vinde no clamor
das almas viris
arrancar a flor
que dorme na raíz

Acordai
acordai
raios e tufões
que dormis no ar
e nas multidões
vinde incendiar
de astros e canções
as pedras do mar
o mundo e os corações

Acordai
acendei
de almas e de sóis
este mar sem cais
nem luz de faróis
e acordai depois
das lutas finais
os nossos heróis
que dormem nos covais
Acordai!

(José Gomes Ferreira)

(é a segunda vez que coloco aqui este poema.
provavelmente não será a última...)

Agradecendo, outra vez...

Já não sei como dizer, mas os prémios continuam a "cair" na ilha...
Estes vieram todos da Blue Velvet:




































Obrigada Blue Velvet, beijos.........

****************

Estes foram recebidos da Elvira, do Sexta Feira, e do José Gonçalves, do Por entre montes e vales:

































Obrigada Elvira, obrigada José Gonçalves. Beijos.......

Thursday, February 28, 2008

Ausência


O dia amanheceu igual e tu ainda estás em mim
e nas ondas que rebentam lá em baixo
vou pedir ao vento que te traga
e as tuas lágrimas são flores do meu jardim feito de cardos
Dói-me o estômago pela tua ausência.......

Wednesday, February 27, 2008

**--**


Porque é que as águas mil que tenho nos olhos teimam em saltar
quando o que eu quero é apenas ir contigo, nesse barco, meu amor?

Tuesday, February 26, 2008

Agradecendo....

Nos últimos quatro ou cinco dias "caíram-me" aqui vários prémios. Está na hora de os agradecer...


Assim, do José Gonçalves, da Amigona e da Agulheta chegou-me há uns dias este prémio que, originalmente, foi outorgado pelo blog Dualidades, quando este fez três meses no passado dia 14 de Fevereiro.
Para comemorar esses três meses de existência, os autores do Dualidades decidiram fazer um selo para oferecerem aos seus habituais leitores, dando-lhes a indicação de que deveriam passá-lo a sete outros blogs que no seu entender o merecessem.
Como este prémio me foi atribuído por três bloggers, poderei nomear 21.... que serão exactamente os primeiros 21 visitantes que aqui chegarem e... comentarem....
É uma maneira diferente de fazer nomeações, vamos ver no que dá...
Muito obrigada José Gonçalves, Amigona e Lisa, beijos aos três.

***************************************************
Recebi da Amigona, do C Valente, da Sophiamar e do José Gonçalves o prémio "Blog do dia", que tem este selo:

As regras de atribuição deste prémio são:

1) Este prémio deverá ser atribuído aos blogs que considera bons e aqueles que costuma visitar regularmente e deixa comentários;
2) Quando o prémio é recebido deverá fazer um post indicando a pessoa que lhe atribuiu o prémio e a respectiva ligação ao blog;
3) Indicar 7 blogs para atribuição do prémio;
4) Deverá ser exibido orgulhosamente o selo do prémio, de preferência com ligação ao local onde é falado dele.

Não sendo viável enunciar aqui todos os blogues que visito diariamente, passo o prémio a todos que visito e que ainda não o tenham recebido.
Muito obrigada Amigona, C Valente, Sophiamar e José Gonçalves. Beijos aos quatro.

****************************************************
A Mimo atribuiu-me também os seguintes prémios:











Sintam-se à vontade para os levar, todos.....
Obrigada Mimo-te, beijos para ti.

Monday, February 25, 2008

Agarrar o futuro


Sorriu a terra ao receber a semente fecundada de esperança
no acto do amor em que se estremeceram pingos de chuva
E no final da esperada, dolorida, intensa e prolongada gestação
a terra rasgou-se e pariu homens mulheres e flores que encheram
ruas e praças para, num grito à liberdade, agarrarem o futuro

Sunday, February 24, 2008

A não perder...


Mayra Andrade, uma mulher que canta com o corpo todo, e nos agarra desde a primeira cantiga....
... verdadeiramente a não perder.
Podem vê-la hoje em Lisboa, no S. Luís, 29 de Fevereiro em Coimbra, 1 de Março em Braga e 2 de Março no Porto.
A não perder, mesmo...

Saturday, February 23, 2008

Para o Zeca, sempre!!!


Balada do Outono

Águas
E pedras do rio
Meu sono vazio
Não vão acordar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar

Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar

Águas
Do rio correndo
Poentes morrendo
P'ràs bandas do mar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar

Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar

Friday, February 22, 2008

Ausência de nós


Diz-me como suportas esta ausência de mim se
eu fecho os olhos e tu estás aqui e não estás
os teus dedos passam ao de leve pela minha pele e
eu sinto-te dentro do meu peito e tu sorris
diz-me, amor, como suportas esta ausência de nós

Thursday, February 21, 2008

Vamos lá afinar a voz...


"O povo unido jamais será vencido"

De pé, cantar, que vamos triunfar
Avançam já bandeiras de unidade
Já vão crescendo brados de vitória
E tu verás teu canto e bandeira, florescer
A luz de um rubro amanhecer,
Milhões de braços fazendo a nova história.

De pé, marchar, que o povo vai triunfar
Agora já ninguém nos vencerá
Nada pode quebrar nossa vontade
E num clamor mil vozes de combate nascerão
Dirão, canção de liberdade;
Será melhor a vida que virá.

E agora, o povo ergue-se e luta
Com voz de gigante, gritando avante

O povo unido jamais será vencido…

O povo está forjando a unidade
De norte a sul, na mina e no trigal
Somos do campo, da aldeia e da cidade
Lutamos unidos pelo nosso ideal, sulcando
Rios de luz, paz e fraternidade
Aurora rubra serás realidade

De pé, cantar, que o povo vai triunfar
Milhões de punhos impõem a verdade
De aço são, ardente batalhão
E as suas mãos levando a justiça e a razão
Mulher, com fogo e com valor
Estás aqui junto ao trabalhador.

E agora, o povo ergue-se e luta
Com voz de gigante, gritando avante

O povo unido jamais será vencido…

(Sérgio Ortega)
(foto da net)

Uma obra que mudou o Mundo


Faz hoje 160 anos foi publicado, em Londres, o Manifesto do Partido Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels.
O blogue "As Vinhas da Ira" tem vindo a publicar excertos do Manifesto, e "o tempo das cerejas" assinala hoje esta efeméride, pelo que não vou acrescentar muito mais, a não ser deixar um link:
http://www.marxists.org/portugues/marx/1848/ManifestoDoPartidoComunista/index.htm
... para quem estiver interessado, obviamente....

Wednesday, February 20, 2008

DESAFIO - 12 palavras...

A minha Amiga Maria P., da Casa de Maio, "lançou-me" este desafio, diferente dos habituais que correm aqui na blogosfera. Consiste em escolher 12 palavras, aquelas que nos dizem algo de especial, e escrever um texto.
Ainda pensei em fazer um texto. E fiz, ontem. Só que hoje não gostei do que escrevi, e optei por colocar aqui 12 das palavras que para mim são importantes, escrevendo à frente o que elas para mim significam ou transmitem.
Então aqui vai:

ABRAÇO - ternura
AMIGO – até ao fim
BEIJO - paz
CAMARADA - aconchego
CHEIRO – o maior dos sentidos
CRIANÇA - vida
MÃOS - amor
MAR - calma
NOITE – silêncio
PARTIDA – para sempre
UTOPIA - sonho
VERDADE - lei

Agora devo desafiar 12 blogues, que são:

A Recalcitrante
A ver o mar
Ana Luar
Blue Velvet
Campo em flor
Cantigueiro
Ecos da Falésia
Pin gente
Poesia de palavras
Por entre montes e vales
Roads
Sexta-feira

Muito obrigada, Maria P., um beijinho...

Prémios

Pois é...

A Rosa Maria Anselmo, do Canto da Rosa acha que este blog “é um blog muito bom sim senhora!” A Sininho, do Ecos da Falésia, acha o mesmo. Perante esta “insistência” só me resta assinalar aqui este facto e oferecer este prémio a quem me visita (por favor levem-no) porque eu já nomeei blogs por 3 ou 4 vezes….
Fica aqui o selo para o colocarem nos vossos blogs.

Obrigada Rosa Maria e Sininho, beijos às duas.

***************
Também a Elvira Carvalho, do Sexta-Feira, me atribuiu este prémio.


Como nunca nomeei blogs com este prémio, vou nomear agora:
Canhotices
Cravo de Abril
Ecos da Falésia
Era uma vez um Girassol
Pitanga Doce

Muito obrigada, Elvira. Um abraço para ti.

Tuesday, February 19, 2008

Recado à chuva


LAVA TODA A MENTIRA E HIPOCRISIA QUE ENCONTRARES NO TEU CAMINHO

Monday, February 18, 2008

Mergulho-te


Mergulho-te encontro-me e beijo-te
navegas em mim e amas-me lentamente....

Sunday, February 17, 2008

Porque de vez em quando é preciso lembrar, aqui fica Brecht, de novo...

ELOGIO DO REVOLUCIONÁRIO

Quando aumenta a repressão, muitos desanimam.
Mas a coragem dele aumenta.
Organiza sua luta pelo salário, pelo pão
e pela conquista do poder.
Interroga a propriedade:
De onde vens?
Pergunta a cada idéia:
Serves a quem?
Ali onde todos calam, ele fala
E onde reina a opressão e se acusa o destino,
ele cita os nomes.
À mesa onde ele se senta
se senta a insatisfação.
A comida desce mal e a sala se torna estreita.
Aonde vai há revolta
e de onde o expulsam
persiste a agitação.

(Bertolt Brecht)

Saturday, February 16, 2008

Para descomprimir

Recebi este mail e não quis deixar de o partilhar convosco....


Para todos aqueles que me passaram correntes dizendo que se eu repassasse e não quebrasse a dita eu ia ficar muito rica, milionária, tenho a dizer que: NADA FUNCIONOU!

Em 2008, por favor, poderiam mandar-me logo dinheiro, chocolates ou vales de gasolina?
Obrigadinha...

Friday, February 15, 2008

---***---


Visto-me da tua ausência. Ouve como te respiro...

Thursday, February 14, 2008

Contra a pedofilia


Porque me é difícil escrever sobre este tema deixo aqui um link onde podem obter informação sobre este drama:
"http://www.mscontraapedofilia.ufms.br/">http://www.mscontraapedofilia.ufms.br/
Podem ir ainda ao blogue da Elvira, http://6feira.blogspot.com/2008/02/blogagem-colectiva.html, e visitar sempre o blogue do Pedro Namora, Vale a pena lutar, linkado na barra da direita.

Meme de S. Valentim

A minha Amiga Elvira Carvalho passou-me este meme com a seguinte indicação: depois de o receber tenho 10 minutos para responder a 2 perguntas e passá-lo a outras dez pessoas, sendo que o meme deverá terminar amanhã, dia 14, à meia noite.

E as perguntas são:
- O que gostarias que o teu par te oferecesse amanhã?
E eu respondo, um sorriso.
- E o que responderias em agradecimento?
Dava-lhe um beijo.

Agora a parte mais difícil, pois, que é nomear:

A Agulheta
A Avelaneira florida
A Blue velvet
A Era uma vez um girassol
A Gi
A Menina do Rio
A Oris
A Tempoparaamar
A Vera

E usando as palavras da Elvira, agora, amigas, desenrasquem-se...

Em tempo: Também a Adriana, do blogue Três Marias, me desafiou para este meme.
Muito obrigada, Adriana. Um beijo.

Wednesday, February 13, 2008

O baile...


A Ernesta do "Cabra de Serviço", decidiu criar um género novo de corrente, em que as "vítimas" confessam as músicas que eram especiais na sua adolescência.

O Samuel do “Cantigueiro” foi um dos desafiados e, por razões que explica no seu blogue, decidiu desafiar-me, a mim, je, moi, euzinha… como se eu tivesse idade para ainda me lembrar destas coisas….

Em minha casa, no início da adolescência, éramos nove primos e devíamos fazer o barulho suficiente com as nossas brincadeiras para que eu não me lembre do que se ouvia na rádio. Lembro-me, sim, de ir com o meu avô ver televisão ao Grémio, onde via o programa do João Villaret.

Mas pensando bem, quando começou o tempo dos namoricos de Escola, havia bailação aos sábados à tarde numa garagem de um amigo, para onde corríamos, claro…

Das músicas que me recordo e que, como a Ernesta muito bem diz, era a música da “tremedeira das pernas”, aquela que nos fazia as pernas tremerem e dançávamos tão agarrados que parecia que nunca nada nos poderia separar, destaco “Quand vient la fin de l’été” dos “Les Chats Sauvages” (xiiiiii, como sou antiga….) e as cantigas do Cliff Richard. A Françoise Hardy vem a seguir, mas já na fase de estar a estudar em Lisboa.

Agora a maldade é ter que passar esta corrente de facto diferente, a mais umas vítimas, poucas, porque convém não abusar e que serão:

A Berta Helena, de “As pequenas coisas"
A Sininho, de “Ecos da Falésia”
A Amigona, de “Instantes da vida”
O Luís Eme, de “Largo da Memória”
O Herético, de “Relógio de Pêndulo”

Espero não te ter deixado ficar mal, Samuel…
(bailação animada com quadro de Botero)

Tuesday, February 12, 2008

Ai Timor - porque ainda me dói....

Lavam-se os olhos nega-se o beijo
do labirinto escolhe-se o mar
no cais deserto fica o desejo
da terra quente por conquistar

Nobre soldado que vens senhor
por sobre as asas do teu dragão
beijas os corpos no chão queimado
nunca serás o nosso perdão

Ai Timor
calam-se as vozes dos teus avós
Ai Timor
se outros calam cantemos nós

Salgas de ventres que não tiveste
ceifando os filhos que não são teus
nobre soldado nunca sonhaste
ver uma espada na mão de Deus

Da cruz se faz uma lança em chamas
que sangra o céu no sol do meio dia
do meio dos corpos a mesma lama
leito final onde o amor nascia

Ai Timor
calam-se as vozes dos teus avós
Ai Timor
se outros calam cantemos nós

(João Monge)

Monday, February 11, 2008

Escondo-te


Escondo-te para te encontrar sempre e quando eu quiser
aqui, na ilha que sabes mas que só vês de longe
porque o mar é muito e as memórias de tempos outros te assaltam
Sim. Os tempos outros. As memórias. Eu. Tu, nós.
E por aqui caminho descalça, para te cheirar, para te sentir...

Sunday, February 10, 2008

Desafio...

Da Elvira Carvalho, do Sexta-feira, recebi um desafio que consiste em escrever 6 coisas particulares, específicas, a meu respeito, e que me caracterizam.

Do meu perfil já constam os traços essenciais, no entanto vou acrescentar alguns pormenores:

1. Sou rigorosamente pontual nos meus compromissos. Prefiro esperar meia hora do que chegar 1 minuto atrasada.
2. Gosto de andar descalça, seja de verão ou de inverno (neste caso ando com meias....)
3. Amo os meus Amigos, são as pessoas mais importantes para mim.
4. Gosto de uma boa discussão política, onde se debatam ideias e pontos de vista diferentes... ou não...
5. Livros e música são paixões que me têm acompanhado ao longo da vida. Também gosto de viajar e de ursos....
6. Por último, enfatizar algo que está no meu perfil: detesto a injustiça, não sei conviver com a mentira, a hipocrisia e a desonestidade.

Sei que não deixo aqui nenhuma “novidade”. Afinal sou mesmo transparente no que escrevo, seja aqui seja nos comentários nos blogues que visito....

Passo este desafio aos seguintes blogues, linkados na barra lateral:

Blue Velvet
Cantares de Amigo
Detalhes
Fórum Cidadania
Mimo-te
Momentos
Poesia de palavras

Muito obrigada, Elvira. Um enorme abraço para ti.

Finalmente uma chamada de atenção para a blogagem colectiva do próximo dia 14 de Fevereiro, CONTRA A PEDOFILIA EM DEFESA DA INOCÊNCIA.

Em tempo: Fui hoje desafiada também pelo José Gonçalves, do Por entre montes e vales. Fica aqui o registo.
Muito obrigada, Amigo José. Um beijo.

Agradecendo....

A Carminda Pinho, do Fórum Cidadania, diz que eu sou uma mulher que a faço pensar...
... e por isso me atribuiu este prémio


que devo passar a 5 bloggers femininas....
E agora?
Sem pensar muito, aqui vai, por ordem alfabética:

Baby velvet
Maçã com canela
Manuela – estados de alma
Som do silêncio
Teresa – voando por aí

Como sou pela Liberdade, dou-a aqui a todas para continuarem, ou não, esta corrente...

Obrigada, Carminda, beijos pra ti.

**************

Também o C Valente me distinguiu com o prémio

E agora devo nomear 6 blogues...
Então aqui vai:

As pequenas coisas
As velas ardem sempre até ao fim
Cantigueiro
Era uma vez um Girassol
Pin gente
Tufa tau

Mais uma vez sintam-se à vontade para darem (ou não) seguimento a esta corrente....
Muito obrigada, C Valente. Beijo para ti.

*******************

Finalmente, a Blue Velvet mimou-me com os prémios todos que se seguem. São vossos. Levem-nos, não me peçam para pôr aqui os links......







Obrigada Blue. Beijos para ti...
(Ahhhhh, no dia em que eu tiver paciência para colocar os selos todos juntinhos.... eu junto...)

Em tempo: Acabo de ver que a Mimo-te também me presenteou com o prémio Amizade. Aqui fica o registo.
Obrigada, Mimo-te, e beijos para ti....

Saturday, February 09, 2008

Paz


No teu marulhar encontro a paz de que tanto preciso.....

Friday, February 08, 2008

Um cafuné na cabeça, malandro, eu quero até de macaco


Brigam Espanha e Holanda
Pelos direitos do mar
O mar é das gaivotas
Que nele sabem voar
Brigam Espanha e Holanda
Pelos direitos do mar
Brigam Espanha e Holanda
Por que não sabem que o mar
Por que não sabem que o mar
Por que não sabem que o mar
É de quem sabe amar

(Milton Nascimento)

Thursday, February 07, 2008

Para a Lena e o Tó, em Lisboa, para a Isaura, na Guarda

Sem palavras, porque nestas alturas não as há, deixo-vos as palavras do Camarada José Gomes Ferreira:

Jornada

Não fiques p'ra trás, ó companheiro,
É de aço esta fúria que nos leva.
P´ra não te perderes no nevoeiro,
Segue os nossos corações na treva.

Vozes ao alto, vozes ao alto!
Unidos como os dedos da mão,
Havemos de chegar ao fim da estrada,
Ao sol desta canção.

Aqueles que se percam no caminho,
Que importa! Chegarão no nosso brado.
Porque nenhum de nós anda sozinho,
E até os mortos vão ao nosso lado.

Vozes ao alto, vozes ao alto!
Unidos como os dedos da mão,
Havemos de chegar ao fim da estrada,
Ao sol desta canção.

Com beijos, e a certeza de que por cada um que cai, outro se levantará.....

Wednesday, February 06, 2008

***


Abraça-me nas tuas ondas
beija-me na espuma dos dias
ama-me em cada maré
leva-me até me encontrar

Tuesday, February 05, 2008

Enquanto me refaço, ainda...

(deixo-vos esta sereia, que tive de presente, e um poema de um livro de Mário Quintana, outro presente)

O poema é uma pedra no abismo,
o eco do poema desloca os perfis:
para bem das águas e das almas
assassinemos o poeta.

(Mário Quintana)

Monday, February 04, 2008

Um Voo

____________________________________

A vida é uma linha ténue e frágil, demasiado frágil, que parte em qualquer momento...
... e morre-se tão lentamente...

João e Maria


Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você além das outras três
Eu enfrentava os batalhões
Os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque
E ensaiava o rock para as matinês

Agora eu era o rei
Era o bedel e era também juiz
E pela minha lei
A gente era obrigado a ser feliz
E você era a princesa que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Que andava nua pelo meu país

Não, não fuja não
Finja que agora eu era o seu brinquedo
Eu era o seu pião
O seu bicho preferido
Sim, me dê a mão
A gente agora já não tinha medo
No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido

Agora era fatal
Que o faz-de-conta terminasse assim
Pra lá deste quintal
Era uma noite que não tem mais fim
Pois você sumiu no mundo sem me avisar
E agora eu era um louco a perguntar
O que é que a vida vai fazer de mim?

(Chico Buarque/ Sivuca)

Sunday, February 03, 2008

Mais prémios.....


Uma vez mais, e logo a seguir à nomeação abaixo, a Sophiamar e a Amigona entenderam que o meu blog "não lhes sai da cabeça".
O criador deste prémio foi o "Blog Neurónio" http://mutumutum.blogspot.com, que disse o que já está descrito no post de 1 de Fevereiro.
Agora vou fazer as 20 nomeações, e já corro o risco de nomear quem já recebeu este prémio...
Assim, ficam nomeados:

A ver o mar
Ana Luar
As pequenas coisas
As velas ardem sempre até ao fim
Caderno de campo
Cantares de amigo
Detalhes
Encosta do mar
Era uma vez um girassol
Fotos Fernanda
Forum Cidadania
Ilhas do mar
Instantes da vida
Multiolhares
Nada de novo
Palavras soltas
Para sempre
Por entre montes e vales
Roads
Sexta-feira
Som do Silêncio
Som & Tom
Viagens pelo Oeste
Vivências

Obrigada Amigona, obrigada Sophiamar. Beijos apertados às duas, com muita Amizade.

Em tempo: A Catarina Alves, de Viver o momento, diz também que o meu blogue "não lhe sai da cabeça"...
Aqui fica o registo, muito obrigada, Nani. Beijo enorme para ti.




Por sua vez, a Blue Velvet acha o meu blog merecedor das estrelinhas e também que não tenho papas na língua....
Ficam estes dois prémios para quem aqui passar e os quiser levar.
Obrigada, Blue velvet, Beijos para ti.