Tuesday, August 06, 2013

Hiroshima



Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa, sem nada

(Vinicius de Moraes)

6 comments:

Luis Eme said...

Beijinhos Maria.

Rosa dos Ventos said...

Bem lembrado, Maria!

Abraço

Agulheta said...

Que bem lembrado Maria,este belíssimo poema de Vinicius! A rosa é linda.
Beijinhos

heretico said...

... e no entanto a Rosa!

beijo

Cris Caetano said...

Além de triste é linda, uma de minhas preferidas.

Beijinhos, Maria

GR said...

Grande Poema!

BJS,

GR