Saturday, February 04, 2017

HAVEMOS DE VOLTAR


Às casas, às nossas lavras
às praias, aos nossos campos
havemos de voltar.
Às nossas terras
vermelhas do café
brancas de algodão
verdes dos milharais
havemos de voltar.
Às nossas minas de diamantes
ouro, cobre, de petróleo
havemos de voltar.
Aos nossos rios, nossos lagos
às montanhas, às florestas
havemos de voltar.
À frescura da mulemba
às nossas tradições
aos ritmos e às fogueiras
havemos de voltar.
À marimba e ao quissange
ao nosso carnaval
havemos de voltar.
À bela pátria angolana
nossa terra, nossa mãe
havemos de voltar.
Havemos de voltar
À Angola libertada
Angola independente.
Agostinho Neto 

6 comments:

Manuel Veiga said...

Boa noite, Maria
obrigado por te "mostrares" de novo
não mais te irei perder.

beijo

Mar Arável said...

Estamos sempre
Bjs

O Puma said...

Bjs

bettips said...

Havemos, haveremos. Nós e os nossos descendentes. Porque conhecemos a honestidade da luta.
Abçs

Justine said...

Já se faz tarde, poeta!

José Santos said...

Então não é que me deu uma nostalgia do tamanho do Mundo? Beijos minha Maria!