Saturday, February 08, 2014

Recomeça...


Recomeça…
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças…

Miguel Torga

4 comments:

Rogerio G. V. Pereira said...

"Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade."

Não descansaremos

Justine said...

Recomeçamos todos os dias...

heretico said...

verdades "rudes", como torgas!

beijo

bettips said...

Visitando os lugares que conheço, íntimos e antigos: reencontro-me e reconheço-me neste cheiro-de-esperança.