Thursday, March 06, 2014

AO MEU PARTIDO


Deste-me a fraternidade para com o que não conheço.
Acrescentaste à minha a força de todos os que vivem.
Deste-me outra vez a pátria como se nascesse de novo.
Deste-me a liberdade que o solitário não tem.
Ensinaste-me a acender a bondade, como um fogo.
Deste-me a rectidão de que a árvore necessita.
Ensinaste-me a ver a unidade e a diversidade dos homens.
Mostraste-me como a dor de um indivíduo morre com a vitória de todos.
Ensinaste-me a dormir nas camas duras dos meus irmãos.
Fizeste-me edificar sobre a realidade como uma rocha.
Tornaste-me adversário do malvado e muro contra o frenético.
Fizeste-me ver a claridade do mundo e a possibilidade da alegria.
Tornaste-me indestrutível porque, graças a ti, não termino em mim mesmo.

Pablo Neruda

5 comments:

Elvira Carvalho said...

Ainda não a 100%, mas em franca recuperação estou de volta Maria.
Um abraço e bom fim de semana

heretico said...

"claridade do mundo e a possibilidade da alegria..."

que nunca nos falte - essa visão.

beijo

Teresa Durães said...

Infelizmente não consigo essa entrega (com partido nenhum)

Teresa Durães said...

P.S. Nem com religião...

Parapeito said...

Abraço...Neruda lá sabia .