Tuesday, October 23, 2012

... e não consigo...



Entraste devagarinho dentro de mim. E eu deixei.
Inundaste-me com a alegria de um menino. E eu sorri.
Dançámos todas as danças que havia para inventar. Estremeci
e o teu coração bateu forte, apressado.

No vai e vem das marés andámos por caminhos proibidos. E tu sabias.
Demos as mãos com a ternura do amor primeiro. O nosso.
Pintámos esse amor com o vermelho da paixão. Vivido.
Das palavras que nos dissemos só uma ficou acordada. Falo da saudade.
Todas as outras adormeceram no tempo no dia na hora que não escolhemos.
Vejo os teus olhos que me sorriem e tu não me vês.
Dou-te um abraço apertado que tu não sentes.
Beijo-te o corpo sem te tocar e amo-te!
Mantenho o teu cheiro, que guardo com todos os sentidos.
Vives rente ao meu coração que ainda bate descompassado, por ti.
Agora sou eu que quero sair de dentro de mim.
Estilhaçar-me em mil pedaços.
… e não consigo…

12 comments:

Rogério Pereira said...

Abençoada impotência, essa
De não conseguires sair de ti
Nada pior que perder-mo-nos
De nós

Vítor Fernandes said...

Um beijo sem tocar o corpo
Um poema que nos beija
a metamorfose
o quebrar do casulo.
Conseguirás.

Luis Eme said...

és mesmo uma poetisa do amor!

beijinhos Maria

trepadeira said...

Um mimo.

Um abraço,
mário

C Valente said...

Sorrir, é necessário. rir é ainda melhor
Muito bem
Saudações amigas

elvira carvalho said...

Um texto excelente. Adorei.
Um abraço

heretico said...

muito bonito, Maria.

beijo

Pitanga Doce said...

Maria, já te li poemas que falavam tudo, mas este fala de tudo. Do que foi, do que já não é, do toque, a presença que nos persegue dentro dos olhos. Tu começas e terminas com "e não consigo". E eu te digo " e já nem tento".

Beijos em dia quente, para Primavera.

Bípede Implume said...

Fausto é genial.
Disseste a palavra exacta!
Tal como neste lindo poema as palavras são exactas e perfeitas.
Beijinho
Isabel

Justine said...

Texto belíssimo e pungente, Maria! Comovente...
(encontramo-nos, pois!)

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram por aqui.

Beijos.

samuel said...

Passei mais tarde... mas passei.
E valeu bem a viagem!!! :-)

Abreijo.