Monday, December 17, 2012

KYRIE



Em nome dos que choram,
Dos que sofrem,
Dos que acendem na noite o facho da revolta

E que de noite morrem,
Com a esperança nos olhos e arames em volta.
Em nome dos que sonham com palavras
De amor e paz que nunca foram ditas,
Em nome dos que rezam em silêncio
E estendem em silêncio as duas mãos aflitas.
Em nome dos que pedem em segredo
A esmola que os humilha e os destrói
E devoram as lágrimas e o medo
Quando a fome lhes dói.
Em nome dos que dormem ao relento
Numa cama de chuva com lençóis de vento
O sono da miséria, terrível e profundo.
Em nome dos teus filhos que esqueceste,
Filho de Deus que nunca mais nasceste,
Volta outra vez ao mundo!

 
José Carlos Ary dos Santos

8 comments:

Rosa dos Ventos said...

Ary é incontornável!
Este poema dói!

Abraço

Justine said...

Que grito, este poema!
Em nome de todos eles lutaremos!

A.S. said...

As palavras certas na hora certa! Pena que tão poucos as escutem!!!!!!

Beijos,
AL

said...

amei!
BEIJOS

Fernando Santos (Chana) said...

Excelente poema da Ary dos Santos....
Cumprimentos

OUTONO said...

...com saúde, venceremos!
beijo!

M. said...

Um poema muito belo de uma enorme humanidade.

*******

O meu abraço natalício para ti.

Mar Arável said...

Tudo pelo melhor

Bjs