Tuesday, December 25, 2007

Charles Chaplin "voou" faz hoje 30 anos...


Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar,
mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
“quebrei a cara muitas vezes”!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!
Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é “muito” pra ser insignificante.

(Charles Chaplin)

29 comments:

Maria said...

Tinha outro post preparado, para hoje. Mas não podia, nem queria, deixar de assinalar o dia em que o eterno Charlot nos deixou...

Obrigada.

amigona avó e a neta princesa said...

Bela homenagem Maria...beijo querida...

Meg said...

És inteira, intensa, sempre em linha recta e na vertical.
Solidária, inquieta, tolerante e transparente.
E aqui se luta contra a injustiça, a mentira e a hipocrisia,

E por estares do lado esquerdo da vida, não podias deixar de fazer um post em memória de quem partiu ... NUM DIA DE NATAL

Que tenhas tido umas Festas Felizes

Um grande abraço

Sophiamar said...

O Natal está de saída. Não deixemos que com ele partam a magia,a solidariedade, a amizade que o envolvem. Agarremo-las para o ano inteiro. Bela homenagem! Beijinhos

Sol da meia noite said...

Espectacular este post! A coragem de viver... Os ensinamentos tirados dos erros que se cometem... o saber superar.

Maria, que tenhas tido um Natal de paz.
Beijinhos

Pitanga said...

EU NÃO ACREDITO!!! AINDA HOJE MANDARAM-ME ESTE ARQUIVO (A VERA) PORQUE ELA ACHOU QUE ELE TINHA A MINHA CARA. E NÃO É QUE TEM???

"Já chorei ouvindo música e vendo fotos
Já pensei que fosse morrer de saudade"....

Mas o mais certeiro de todos é

"Já perdoei erros quase imperdoáveis
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis".

Ah, Chaplin!

Mar Arável said...

MEU deus

PORQUE SOMOS

TÃO CRIATIVOS?

fj said...

CC não nos fazia só rir...
um Beijo grande Maria...

Ps: Maria, não sei se te disse algo sobre um outro meu Blog (Partilhado, com todos os amigos interessados)se quiseres participar, está la tudinho escrito;)
passa por lá..."Dicionario100Palavras"...boa??

Cris Caetano said...

Conseguiste me emocionar mais uma vez...assim não tá fácil...

"porque o mundo pertence a quem se atreve", mais palavras pra quê?

Muitos beijos com desejos de um MA-RA-VI-LHO-SO 2008, com muita energia positiva e muita saúde. Porque o resto, como costumam dizer, vem atrás...

Maria P. said...

E ainda que assinalas este dia.

Beijinho*

Auíri Au said...

Ele faz falta...

Belo espaço!!!



Beijos natalinos....

rascunhos said...

É sempre bom recordar estas palavras.

beijo

Nilson Barcelli said...

Parece que foi há muito menos tempo.
Ainda há dias estive a rever dois filmes dele. Genial.
Bela homenagem querida amiga.
Beijinhos.

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram por aqui.
Beijos...

samuel said...

Como já disse, noutro lado, o genial artista que encenou a pobreza e miséria, sem lamechice mas sim o gesto certeiro e o humor certo para fazer das "encenações" uma forma de luta...

Blue Velvet said...

Mais umacoincidência, Maria:
Pus este poema, há dias atrás.
Beijinhos

Memórias de um Feto said...

As palavras dele são assim...especiais...
Para nunca esquecer!

Beijinhos*
Manuela F

Pedro Branco said...

Lembro-me tão bem neste dia! Foi dos dias mais tristes da minha vida... Como em muitos onde de repente o mundo ficou muito mais vazio.
Quero acreditar que ficou para sempre dentro de mim.

Beijo grande, Maria!

Sininho said...

Bela lição de vida, esta.
"A vida é MESMO «muito» pra ser insignificante"!!!

Beijinho

O Sibarita said...

Dona Maria a vida é isso, o perdão sempre...

E que poema heim? Hummm... kkk

bjs
O Sibarita

Besnico di Roma said...

Não conhecia.
Podia ter sido escrito por mim.

pin gente said...

e eu senti-me importante, porque já fiz isto tudo!
que ousadia a minha!!!
beijo

Papoila said...

Sempre a homenagear grandes vultos...

Beijinhos
BF

Rain said...

Não conhecia.
ADOREI.
Aquela sensibilidade tão natural e característica!!

Ana Patudos said...

Passei para te ler e desejar um FELIZ 2008
Tudo de bom querida amiga, é o que te desejo.
Penso que ninguém ficou indiferente a esta figura espectacular. Vi toda a sua obra que passou na televisão e cimena durante o século em que viveu e ainda é uma figura insubstituível.
A ti retribuo todas as palavras de carinho que tens deixado no meu Paúl dos Patudos, obrigado.
Fica bem
Ana PAula

Maria said...

Mais uma vez agradeço a passagem de todos por aqui...

Beijos

João JR said...

...e foi este teu post fantástico que eu escolhi para te desejar tudo de bom.. não só no natal, mas em todos os dias do ano! E que 2008venha cheio de paz, saúde, muita alegria e amor para todos nós. Um mundo melhor!
Um grande abraço amiga

Manuela said...

Este poema é tão verdadeiro que até doi...
"já liguei só para escutar uma voz..." "porque o mundo pertence a quem se atreve..."
Simplesmente não há palavras.
Apenas um Obrigado Maria!

Maria said...

joão jr

manuela


Muito obrigada pelas vossas palavras...
Beijos