Monday, November 08, 2010

Devolvo-te o coração


Venho devolver-te o coração que te tiraram. Encontrei-o num caminho agreste, ao vento e ao frio, e sangrava. Aconcheguei-o nas minhas mãos e dei-lhe um beijo. Estremeceu. Vi que ainda batia. Por isso to devolvo.
Renasce para a vida. Aproveita cada momento. Não adies o tempo que é teu, que é vosso. Vive o que tem de ser vivido. Não adies mais, o tempo pode esgotar. Ou cansar-se, porque o tempo também se cansa. Vive o que tem de ser vivido!
Para isso te devolvo o coração que te tiraram, mas que ainda pulsa, cheio de vida!

24 comments:

Aníbal Pires said...

Bem Hajas.
Com a s tuas palavras a vida fica menos agreste e o futuro menos cinzento.
Beijinhos

salvoconduto said...

Em tempo de roubalheira é cada vez mais raro alguém devolver seja o que for...

Abreijos.

Rosa dos Ventos said...

Lindo!

Abraço

Baila sem peso said...

Ó minha amiga!!! Devolves um coração
cheio de carinho da tua mão...
Achei linda esta tua doação!!!!
Outros quaisquer deixariam ao abandono
esse coração que já tinha dono...

Tem uma boa semana
beijos

smvasconcelos said...

Grandiosa mensagem! Obrigada, é lindo mesmo!
beijo,

Apenas eu said...

tão lindo e tão sentido...
até eu o ouvi pulsar... sim Maria está cheio de vida!

beijos
atapevsce

Paula Barros said...

Vixe!!! Quase choro.

Quando você escreve, arrasa é meu coração. Ufa!

Muito lindo, Maria, muito lindo.

E esta parte então:
"Aconcheguei-o nas minhas mãos e dei-lhe um beijo" De arrepiar.

beijos e abraços!

Manuela Freitas said...

Olá Maria,
Sempre muita bonita e original a tua escrita!...
Sabes eu já nem sei se tenho coração, tem levado tanta pancada!!!
Beijinhos e passa bem,
Manuela

trepadeira said...

Como este povo precisa que lhe devolvam o coração,com carinho.
Um abraço,
mário

Fernando Samuel said...

Com mãos assim a aconchegá-lo, um coração viverá sempre...

Um beijo grande.

Agulheta said...

Querida amiga.Cada um de nós espera ansioso que lhe devolvam o coração,aquele onde a fraternidade e felicidade seja digno de cada um,o teu sei que é grande.
Beijinho e boa semana

mariam said...

Maria,

É LINDO o que escreveste! E comovente.

beijinhos :)
mariam

clic said...

Nos "perdidos e achados" da vida... :)

Cris Caetano said...

Lindo, Maria! :)

Beijinhos

OUTONO said...

Um soletrar....de sentimentos constantes...em redor de um coração ...que diz vontade...

Parabéns!

beijinho!

Luis Eme said...

bonito...

embora o coração não seja suficiente para se saber viver, Maria.

beijinho

Leticia Gabian said...

Por mais agrestes que sejam os caminhos, há a certeza de encontrar grandes corações como este teu.

Beijo imenso, AICeT!

Pedro Branco said...

Deixo as minhas palavras marcadas no peito como uma raiva. Que se quer furar até sangrar o mundo inteiro. Deixo a minha voz num grito de arrancar os olhos. Porque não quero ver. Não quero ouvir. Não quero desenhar mais...

Duarte said...

Todo um canto à esperança.
Palavras que são portadoras de nobres sentimentos, que escritas assim, choram e sangram. Quanta sensibilidade!

Um grande abraço fruta da emoção

Justine said...

Muito belo, e cheio de bons conselhos...

samuel said...

Muito bonito... escrito com o coração...

Abreijo.

Maria said...

Obrigada a todos que passaram por aqui.

Beijos.

heretico said...

o hálito quente de um beijo. e um coração perdido. que reanima...

terno e generoso texto.

gostei

beijos

Parapeito said...

aconteça o que acontecer...o que importa é que o coraçao nao páre de bater
brisas doces*****