Wednesday, November 10, 2010

Porque me apetece Joaquim Pessoa



As mãos fechadas no teu peito e o
vestido azul caído aos pés da cama.
(Teu corpo de mulher é belo nu
e ainda mais belo quando ama).

Os meus beijos são potros que te mordem
os seios e as coxas e os cabelos
para que os minutos todos nos acordem
e nunca mais possamos esquecê-los.

E penetrando em ti perdidamente
atravesso mil bosques pela estrada
que há dentro do teu sexo e lentamente

tu ficas nos meus braços espantada
como se o mundo fosse de repente
acabar em plena madrugada.


Joaquim Pessoa
(in OS OLHOS DE ISA)

12 comments:

Paula Barros said...

E agora me apetece também o Joaquim Pessoa.

Bonito e intenso.

abraço!

zmsantos said...

O Poeta da sensualidade e do amor-combate.
Bonito!

Fernando Samuel said...

Que dizer senão que te apeteceu bem?...

Um beijo grande.

Filoxera said...

A força do amor feito poema...
Lindo.
Um beijo.

Baila sem peso said...

Que soneto de entrega esse!
Sensualidade que desperta apetecer
nos braços da poesia do prazer...

Muito belo! (não conhecia!)

Um beijo, Maria

smvasconcelos said...

Que bom!:)) Eu rendi-me ao seu talento! É soberbo, comove-me sempre.
Beijo,

heretico said...

apeteceu-te muito bem...
grato pela partilha.

joaquim Pessoa um poeta maior.

beijo

Rosa dos Ventos said...

É de se ficar sem fôlego!
Lindo...e não só!

Abraço

Mar Arável said...

Joaquim Pessoa

sempre

Bjs tantos

Maria said...

Muito obrigada por terem passado por aqui.

Beijos.

Ana said...

Apetece-te sempre coisas belas como este poema belíssimo de Joaquim Pessoa Que bom, Maria !

Parapeito said...

:)) Gosto sempre destas tuas " birras"
se te apetece....olha que bom :)
gosto do Joaquim..obrigada
Brisas mansas para ti linda***