Friday, October 27, 2006

A Berlenga no Outono


Eu era capaz de viver na Ilha o ano todo, sem qualquer cansaço. O mar é sempre diferente, teria por companhia as gaivotas e as pardelas, o som do vento e o barulho do mar. E o cheiro da Ilha!

5 comments:

Maria said...

Cor do Mar
Este texto foi um dos meus primeiros posts no teu blog.
Curiosamente já na altura falava no cheiro da ilha.
Era esse o nome que tinha que ser.
Um beijo

A Cor do Mar said...

Eu lembrei logo ao le-lo ;)
Obrigada Maria...
Tenho uma foto se nao igualinha, mto mto parecida, tirada do mesmo sitio. Hummm é foto pra post aqui e...no meu ;);)
Beijocas****

Luis Eme said...

Nas Berlengas não... agora no Fayal, podia ser a vida toda...

joão marinheiro said...

Sabes, faz muitos anos a ilha era minha no inverno...Pode ser que um dia conte umas histórias.Obrigado por me fazeres recordar.

Maria said...

joão marinheiro ausente
A ilha também era minha de inverno há uns dez ou doze anos (ou mais).
Costumava ir na rendição dos faroleiros, no Berlenga, e ficava lé em cima no farol, na chamada "casa da inspecção".
Passei lá dias e dias em que na ilha estavam só os 2 faroleiros e eu...
É aí que absorvemos completamente o que a ilha nos dá...