Friday, October 27, 2006

MEMORIA

Foi como se recuássemos no
tempo e nos deixássemos envolver
por sentimentos antigos
Ou pelo menos adormecidos mas
que eu julgava perdidos e, no entanto,
bastou um cruzar de olhos
umas quantas palavras que
eu ouvi como um sussurro,
uma certa maneira
de estares comigo
- ah, e a rosa que me deste -
e um "vamos dançar"
para eu aqui ficar
fragilizada
angustiada
com o redescobrir das
nossas emoções que senti na tua pele
quando te abraçava
sem te abraçar,
quando te amei
sem te desejar,
quando a ternura me transbordou
E me saiu do peito
numa maré cheia de alegria
que eu, depois, fui afogar num
fim de tarde, na nossa praia
onde uma vez, uma única
vez, tu me pegaste a mão e me
deste um beijo.

(Sometime in 1994)

1 comment:

A Cor do Mar said...

Maria... tu deves ter historias "do mar" muito lindas pra contar. Muito lindas, muito cheias de sentimento ;)
Beijinhos grds********

(olha desativei a moderacao de comentarios, pq isto baralhou-se e nao recebo alguns comentarios, o q me deixa triste, e até pelos amigos. Saon 2 teus e + alguns que tenho no mail, mas no blogspot n apareceram:((( -)