Wednesday, September 26, 2007

Uma tempestade na ilha

Esta é a cor normal da água do mar, frente ao cais

Depois de enorme carga de água que caiu, e que lavou rocha e chorões, a praia de areia dourada ficou assim, negra, a água do mar ficou castanha...

... tão castanha....

Esta pedra é a mesma da primeira fotografia, vejam só a diferença da cor da água...

A linha do horizonte mal se distinguia, tal era a cor do céu e da água do mar.... em dia cinzento...
Em tantos anos de ilha, e com chuvas fortes e grandes, nunca vi a água do mar da Berlenga ficar neste estado. Nunca!
Parecia que o céu tinha aberto todas as portas...

70 comments:

amigona avó e a neta princesa said...

Mas é tão bonito de se ver, minha amiga!
Tens um apelo no meu blog...beijo...

Leticia Gabian said...

É o jeito do céu nos mandar os avisos de que algo há que não está correto na natureza.
Beijos, amiga

Leticia Gabian said...

E tudo por culpa do bicho-homem

Meg said...

Como sempre, Maria, perante a Natureza, fico meio embasbacada.
Porque é preciso ver. Olhar não é suficiente.
E vi, pelos teus olhos... só tenho pena de não conhecer essa ilha. Porque eu "sou" do mar. Tenho-o aqui, e já não seria capaz de viver sem ele.

Beijinhos

Pitanga said...

Tempestades, ressacas, o mar revolto, não me assustam. Me instigam e dá-me vontade de fazer coisas inconfessáveis.

beijos Maria de Berlengas.

Teresa Durães said...

a natureza é implacável mas a mais válida. penso eu, claro

Palavras ao vento said...

A força da natureza indomável... Assim será através dos tempos...

Beijos da

Maria

Pitanga said...

Maria, já foste às Pequenas Coisas da Berta Helena? É algo que se leia.

Gi said...

Hoje era onde eu estava bem. Com essas portas todas abertas de par em par. E o resto apaguei :)

Vou sonhar com a tua ilha. Com olhos de pássaro para ver tudo lá do cimo.

Beijos

Maria said...

amigona avó e a neta princesa

Já tinha passado por lá há bocado. Mas foi no dia 21.... Que sugeres fazer?
Beijos

Maria said...

leticia gabian

Podia ser um aviso dos ceús, mas olha que foi um aviso aos gritos.....

Beijão grande

Maria said...

leticia gabian

Pois.....

Maria said...

meg

Também eu fiquei embasbacada. As toneladas de mar azul/verde que ficaram castanhas....

Beijos

Maria said...

pitanga

.... coisas inconfessáveis? hehehehehe.......

Beijinhos

Maria said...

teresa durães

Àparte esta tempestade na ilha, em que não houve danos pessoais, a natureza é, às vezes, demasiado implacável, se é que se pode dizer assim....

Beijos

Maria said...

palavras ao vento

Verdade, e tão bonita que é ver a natureza em toda a sua força...
... e então no mar....

Beijos

Maria said...

pitanga

Já lá fui e continuarei a ir....

Maria said...

gi

Se tivessas lá estado ou te agarravas bem ou ias na enxurrada... lol
Também eu lá estava bem agora...

Beijos

Edna B. said...

Maria fiquei suepresa em ver as fotos, a natureza sempre nos mostra qdo o homem interfere no meio ambiente, e tudo vem com as chuvas demasiadas, com as alterações climáticas...como vc citou, até parece que o céu abriu as portas.
abraços

Gi said...

E voava com aqueles meus chapéus-de-chuva :) armada em Mary Poppins. Porque julgas que foram os pus lá hoje :)))))~
Até amanhã. Beijos

LB said...

E será que, de vez em quando, não as abre?

Beijinho

elvira carvalho said...

Vim agradecer a sua visita lá no meu cantinho e conhecer um pouco do seu. E deparei-me com fotos lindas.
A beleza das ilhas e o azul do mar dá fotos incríveis. Mas as fotos em dia de tempestade também são espectaculares. Já temos duas coisas em comum O mar e as fotos.
Tenho um blog que é quase todo ele fotos. Se quizer dar uma olhada, fique á vontade.
www.artdecorativa.blogspot.com
Um abraço

AJO said...

O homem ainda se vai arrepender, o mar não vai deixar barato...

JOSÉ NEVES said...

Um excelente trabalho, gostei das diferentes comparações.
A Natureza é realmente encantadora e surpreendente.

Parabéns.

Entre linhas... said...

A natureza surpreende-nos em cada dia que passa,ora pelas erosões ora pelo desgaste da mão do Homem.
bjs Zita

António Melenas said...

Olá Maria,
Belo o ´teu último Poema
e execelentes estas fotos da ilha,mesmo se ofrecendo aspectos diferentes do habitual. Ou talvez por isso mesmo

Obrigado, querida Amiga, pela assiduidade das tuas visitas e comentários.
Um beijinho

Chahy said...

As fotografias estão extraordinárias! E quem sabe se não foi o céu que abriu as portas para deixar cair sobre a terra, as lágrimas pela tristeza que por aí anda?

Sininho said...

Pois é, Maria, o homem não tem juízo e depois a natureza cai-lhe em cima...
Mas com o mar verde ou castanho, a beleza subsiste, como as tuas excelentes fotos nos mostram.

Beijinho

Fernanda e Poemas said...

Maria, nunca tinha visto as Berlengas de tão perto.
Adorei!!!!!!
Beijinhos amiga,
Fernandinha

joão marinheiro said...

É o que me faz voltar e voltar e voltar. Matar as saudades da nossa ilha, desta vez de cara/rochas lavadas.
Obrigado.

rosa dourada/ondina azul said...

A natureza com todas as suas forças !!

As fotos estão lindas :)
Beijinho,

multiolhares said...

A natureza espanta-nos
A cada instante

Beijinhos
luna

José António said...

Lindo. Quantas horas passei perto dele? Milhares seguramente...É mesmo assim:imprevível na tonalidade, no movimento... Imprevisível para quem o não conhece e cruel para quem não o respeita. Um duro!

Maria said...

edna b.

É verdade, Edna. Parece que estes fenómenos já fazem parte dos tempos modernos...

Abraço

Maria said...

gi

Tu queres mesmo voar.... Mas só como a Mary Poppins, promete.
Acho que ela se mordia de inveja com os teus chapéus...

Beijinhos

Maria said...

lb

Acho que sim, de uma maneira ou de outra...

Beijinho

Bia said...

Que lindas fotos as tuas Maria!
e o céu parece ter mesmo aberto as portas...
Um beijo muito meu
A._TU

Maria said...

elvira carvalho

Claro que vou dar uma olhadela ao blogue de fotos....
Obrigada pela visita

Um abraço

Maria said...

ajo

E já temos tantas experiências dessas na nossa costa e ao longo dos anos...

Maria said...

josé neves

Muito obrigada....
A natureza surpreendeu-me, também...

Maria said...

entre linhas

é isso mesmo, Zita.

Beijos

Maria said...

antónio melenas

É bom ver-te por aqui. É bom sinal.....

Beijinho, António

Maria said...

chahy

Nem sei responder...

Maria said...

sininho

Mais motivada para ires até à ilha, para o ano?

Beijinho

Berta Helena said...

Olá Maria,

Gostava tanto de conhecer a tua Ilha! Em dias de tempestades ou de bonanças.
Ai as Ilhas! Ai o mar!

Beijinhos

Maria said...

fernanda e poemas

Tens que lá ir, Fernanda. Para as veres mais de perto ainda, e ao vivo...

Beijinhos

Maria said...

joão marinheiro

Eu é que te agradeço, João, por tudo quanto também me tens dado sobre as tuas vivências na Ilha...

Um abraço, daqui

Maria said...

rosa dourada/ondina azul

É isso mesmo.
Obrigada, ;)
Beijinho

Maria said...

multiolhares

É isso mesmo, Luna, e então o mar...

Beijinhos

Maria said...

josé antónio

Um duro, será, mas muito belo.
Este especialmente, de rara beleza...

Maria said...

bia

Quando é que vens à ilha?
Leio-Te.
Beijinhos
G._TE

Maria said...

berta helena

Para primeira vez aconselho-te... um dia de bonança....
Cá por coisas....

Beijinhos

PostScriptum said...

Adora os multitons do mar..
Beijinhos

SILÊNCIO said...

Ai Maria, ate me deu uma "koisa" ... pensar que estava rodeada de agua por todos os lados(sem o meu carro á mao para fugir), com uma tempestade na ilha

Ai nao sei nao se resistia

Só tu mesmo, "dona" da Ilha...! ;)

Beijinhosssss

Maria said...

postscriptum

São bonitos, mesmo...
Quando passamos rapidamente de 3 para 30 metros de profundidade....

Beijinhos

Maria said...

silêncio

Todas as tempestades passam.... todas...
Aquela havia também de passar...

Beijinhos

cm said...

uma otite impediu-me um dia de mergulho entre Peniche e a tua ilha encantada...mas é compensada sempre pela tua sensibilidade, pela tua delicadeza e amor por esse mar tão grande e tão pessoal...ha sempre um abraço agradecido pela tua partilha e uma admiração pelas tuas palavras e olhares....

rascunhos said...

Finalmente vejo qual é a "tua ilha".
Lindas fotos, sobretudo aquela onde reina o verde...

um beijo

greentea said...

deslumbras -me sempre com o cheiro da Ilha !!

e passou mais um verão ...

Rui Caetano said...

A natureza tem os seus segredos e as suas maravilhas, no entanto, uma ILha é uma Ilha, estar numa ILha é estar no cento do Mar e sentir o horizonte sempre além.

DE-PROPOSITO said...

Fotos bonitas, de algo aqui tão perto, mas tão longe.
Felicidades.
Manuel

TINTA PERMANENTE said...

Não sei se a Berlenga alguma vez viu chuva maior; mas que esta está bem documentada, ai isso está!...
Gostei!
abraço.

Maria said...

cm

Nada que eu ponha aqui compensa uma ida à Ilha...
Nada, mesmo. Tu devias gostar de fotografar aquele fundo de mar...

Um abraço

Maria said...

rascunhos

É linda, de qualquer maneira.....

Beijo

Maria said...

greentea

.... e não foste lá....

Maria said...

rui caetano

Estar nesta ilha é estar numa espécie de "paraíso"...

Maria said...

de-propósito

É verdade, tão perto de ti....
Porque nãoo vais até lá?

Fica bem.

Maria said...

tinta permanente

Muito obrigada....

Um abraço

Um Momento said...

Maria...
Só uma palavra

Maravilhada!!

Beijo meu... em ti
(*)

O Sibarita said...

Pois é sua menina! Tão bolindo demais com o planeta aí dá nisso!

bjs
O Sibarita