Monday, January 07, 2013

Eu amo-te tanto...



Eu amo-te tanto
que nem sei se é
racional ou possível
amar assim
quase perdidamente
quase a dar a vida
quase a extinguir-me
se for preciso
Eu amo-te tanto
que o medo de te
perder me assalta
dia e noite em
sonhos que não quero
que não percebo
e que são quase reais
às vezes
Eu amo-te tanto
que acordo quando me
chamas e dizes
não teve importância
O que importa é este
amor que nos agarra
e aperta e machuca
e que não vai acabar nunca.

8 comments:

Rogério Pereira said...

Intenso...

heretico said...

a euforia do amor.

belo

beijos

Maria P. said...

Amar deve ser assim...

:)Beijinho, minha Maria*

Lídia Borges said...


Como quem diz: "Amo-te tudo"

Um beijo

Cris Caetano said...

Gosto tanto...

Amar é mesmo assim.

Beijos, Maria

mar said...

O Teu Amor é lindo.
A_T
beijo Maria

Maria said...

Mujito obrigada por terem passado aqui.
Beijos a todos.

bettips said...

Não te conheço Maria, só de passagem, nunca perguntei por ti. Suponho-te ramo de amoras entre silvas. Aqui, ali, além. E passo, olhando.
Mas belas e tangíveis me são as tuas palavras, num passado em que te imagino. E tem o mar, a ilha, a força da poesia, a força duma organização viva.
É muito interessante ter-me cruzado contigo, é muito importante conservar-te.
Bjs