Thursday, February 28, 2008

Ausência


O dia amanheceu igual e tu ainda estás em mim
e nas ondas que rebentam lá em baixo
vou pedir ao vento que te traga
e as tuas lágrimas são flores do meu jardim feito de cardos
Dói-me o estômago pela tua ausência.......

56 comments:

samuel said...

Este "meu" recado é tão grande que quando chegares ao fim já estarás melhor... :)

Abreijo

PALABRAS PARA JULIA

Tú no puedes volver atrás
porque la vida ya te empuja
como un aullido interminable.

Hija mía es mejor vivir
con la alegría de los hombres
que llorar ante el muro ciego.

Te sentirás acorralada
te sentirás perdida o sola
tal vez querrás no haber nacido.

Yo sé muy bien que te dirán
que la vida no tiene objeto
que es un asunto desgraciado.

Entonces siempre acuérdate
de lo que un día yo escribí
pensando en ti como ahora pienso.

La vida es bella, ya verás
como a pesar de los pesares
tendrás amigos, tendrás amor.

Un hombre solo, una mujer
así tomados, de uno en uno
son como polvo, no son nada.

Pero yo cuando te hablo a ti
cuando te escribo estas palabras
pienso también en otra gente.

Tu destino está en los demás
tu futuro es tu propia vida
tu dignidad es la de todos.

Otros esperan que resistas
que les ayude tu alegría
tu canción entre sus canciones.

Entonces siempre acuérdate
de lo que un día yo escribí
pensando en ti
como ahora pienso.

Nunca te entregues ni te apartes
junto al camino, nunca digas
no puedo más y aquí me quedo.

La vida es bella, tú verás
como a pesar de los pesares
tendrás amor, tendrás amigos.

Por lo demás no hay elección
y este mundo tal como es
será todo tu patrimonio.

Perdóname no sé decirte
nada más pero tú comprende
que yo aún estoy en el camino.

Y siempre siempre acuérdate
de lo que un día yo escribí
pensando en ti como ahora pienso.

(José Agustín Goytisolo/Paco Ibañes)

Carminda Pinho said...

Queria tanto poder ajudar-te...

Beijos

isabel said...

e se o vento o trouxer diz-me, que eu peço também!

essa dor...butterflies in your belly?!

beijo maria. descansa.

despertando said...

E o vento soprou, e para ela voltou.....
Um abraço com carinho Maria

Pepe Luigi said...

Esta bonita poesia de traço melancólico, traduz o sentimento da saude e ao mesmo tempo o da esperança.
Muito bem escrito. Gostei.

Para ti Maria, um beijinho
Pepe

as velas ardem ate ao fim said...

Como te entendo...

bjinho

Berta Helena said...

Mais uma vez muito bonito o que escreves, Maria. Oxalá o vento te faça a vontade.

Beijos.

O Profeta said...

Nos umbrais do pensamento
Mora o desejo no limite da razão
Roubando os segredos do corpo
Lançando ao vento a emoção

Uma rosa breve guarda a beleza
O amor é orvalho de feliz pranto
O horizonte é o começo do infinito
A chegada de uma onda é alegro canto

Convido-te a sentir o beijo da chuva


Mágico beijo

Justine said...

Isso hoje está mau, amiga. Mas o vento faz maravilhas, ajuda a varrer cardos e a secar lágrimas.
Beijo

Filoxera said...

Este post é susceptível de er interpretado das mais diversas formas. A mim, lembra-me o destino que demos ao que restou do meu pai. Aliás, é algo de que me lembro muito, tanto que o mencionei no desafio das doze palavras.
Beijos.

Maria P. said...

O vento desalinha os sentimentos...

Beijinho Maria*

poesianopopular said...

Maria
A dor da ausência, sufoca, mas que fazer?
Abraço amiga
José manangão

Gerlane said...

Creio eu que, dói a alma toda ao sentirmos a ausência de quem amamos.

Simples e contundentes teu texto, amiga, e, bela foto esta!

Beijos pra ti!

Maria said...

samuel

Gostei do teu recado....

Abreijos

Maria said...

carminda pinho

Achas que não ajudas?
Às vezes saem palavras que não queria...

Beijos

Maria said...

isabel

butterflies around....
tenho que descansar, sim.

Beijo

Maria said...

despertando


Abraço....

Maria said...

pepe luigi

Muito obrigada, as tuas palavras são um enorme elogio...

Beijinho, Pepe

Maria said...

as velas ardem ate ao fim

... e eu a ti....

bjinho

Maria said...

berta helena

Quando o vento virar para este lado....

Beijos

Maria said...

o profeta

Já te fui dar um beijo à chuva.....

Outro ao sol.

Maria said...

justine

São dias, são palavras.....
Beijo

Maria said...

filoxera

Há ausências muito semelhantes...
Beijos

Maria said...

maria p.

Gostei desse “desalinho”...

Beijinho, Maria

Maria said...

poesianopopular

Vamos para a rua, dia 1, respirar ar mais puro...

Um abraço, Amigo

Maria said...

gerlane

As ausência doem sempre....
Mas os encontros são óptimos....

Beijos

Entre linhas... said...

O tempo encarrega-se de tudo e volatiliza até as maiores mágoas ...
Bjs Zita

foryou said...

"qualquer coisa" (pronto foi o que me mandaste dizer :)

Vê se tomas alguma coisa para o estômago :)

Beijinho, obrigada

pin gente said...

entraste no meu coração, maria?


abraço
luísa

Meg said...

Maria,
Este teu mar, estas imagens são deslumbrantes, mas têm uma força que dá forças para enfrentar as mais dolorosas saudades. E as ausências ficam mais leves... comigo é assim, deste lado.

Um grande abraço

Fernando Samuel said...

E o vento ouvirá o teu pedido, e o sol brilhará...

fj said...

antes de fazer os meus novos posts tenho que vir aqui.
...e se me doi o estômago...
beijinho Maria.

multiolhares said...

hoje sinto que nada que te diga te irá alegrar,
beijo mil beijos ternos
luna

joão marinheiro said...

A âusencia sempre Maria, e nem a água cristalina da ilha e o vento e o silencio a mitigam...
Abraço daqui meio ausente tambem

C Valente said...

S� com calmia, sem angustia
Sauda�es amigas

SILÊNCIO CULPADO said...

Por muito que doa a ausência, por muito igual que seja o dia ao amanhecer, há a vida que nos chama e o tempo que não se recupera.
Olha para a ausência, como uma benção, que não te deixará esquecer mas não deixes de ouvir o que te diz o mar quando marulha e segue, segue sempre a voz do vento.
Um beijinho

FERNANDA & POEMAS said...

Olá minha querida Maria, por mais bela que seja a natureza, ela renova-se, mas para nós a dor não passa.
Beijinhos de carinho e muita amizade.


P.S.- Ando com muito trabalho, só abri o computador, para te dar um beijinho...Boa noite!

Carlos Barros said...

tremo... já não consigo ver-te sentir..

beijo

Luis Eme said...

A fotografia é tão MAR...

com a música e o movimento, que mexe connosco, que somos um tanto ou quanto salgados...

Beijos Maria

Jose Gonçalves said...

Maria

Não me agrada ver-te sentir dessa maneira essa dor, e não sei se o mar será o melhor conselheiro.
No entanto acalma-te isso é verdade, mas olha para trás de ti...
Vês? Há vida, e espera-te...
Um noite serena
José Gonçalves

Maria said...

entre linhas

o tempo atenua tudo...

Beijo, Zita

Maria said...

foryou

pedi, pedi.... ☺
ainda bem, gosto de te ver de volta...:))))
Obrigada
Beijinho

Maria said...

pin gente

☺)))

Abraço

Maria said...

meg

Não é por acaso que ponho aqui esta foto... preciso de retemperar e recuperar forças.... e lavar a cabeça por dentro....
É neste lugar que o faço...

Abraço-te

Maria said...

fernando samuel

E o ABRAÇO vai ser enorme, e demorado.........

Maria said...

fj

ai, fj, não somos só os dois....
beijinho

Maria said...

multiolhares

São dias, Luna... passa logo, logo.

Obrigada
Beijinhos

Maria said...

joão marinheiro

Mas fico tão melhor quando estou lá... mesmo com o mar assim...

Abraço-te

Maria said...

c valente

às vezes com um enorme vazio.... que logo preencho.
Beijo

Maria said...

silêncio culpado

Ouvir o marulhar e seguir o vento, é o que faço (ou tento fazer)...

Obrigada,
Beijinho

Maria said...

fernanda & poemas

O mar renova-se sempre, as dores atenuam....
Obrigada por teres vindo
Beijinhos

Maria said...

carlos barros

“o ruído do teu silêncio magoa”

beijo

Maria said...

luis eme

Gostei das tuas palavras, aqui...

Beijos, Luís

Maria said...

josé gonçalves

Meu Amigo

São palavras, são estados de alma (!) passageiros, são saudades deste mar....
A vida espera-me, eu sei, e podes acreditar que a vivo intensamente, dia a dia, até onde me é possível...

Obrigada
Beijinho

Cris Caetano said...

Nossa Maria, mas é lindo demais...

E eu já chorei muuuito por sentir saudades.

Beijinhos

Maria said...

cris caetano

Quem não chorou já por saudades?

Beijinhos....