Monday, February 11, 2008

Escondo-te


Escondo-te para te encontrar sempre e quando eu quiser
aqui, na ilha que sabes mas que só vês de longe
porque o mar é muito e as memórias de tempos outros te assaltam
Sim. Os tempos outros. As memórias. Eu. Tu, nós.
E por aqui caminho descalça, para te cheirar, para te sentir...

72 comments:

poesianopopular said...

De tantas vezes que, por aquí passo, apetece-me comentar, mas...As palavras da Maria são tão poéticas, tão profundas, tão sublimes, sinto que as minhas palavras se apoucam,perante a evidência das suas!
Hoje disse para com os meus botões...Zé aonde está a humildade que nasceu contigo?
Apenas para a felicitar, e dizer que gosto muito da sua ilha.
um abraço
José Manangão

Maria said...

poesnianopopular

Como assim? E isso é lá pra nós? As minhas palavras são apenas palavras, que podem ser de todos, que podem ser tuas, Camarada!!!!
E esta palavra, o que vale?
Um dia, se a inspiração me der pra isso, vou falar nesta palavra: camarada.
As minhas palavras nos vários posts são palavras de amor, de amizade, de solidariedade, de uma enorme esperança no futuro. Que NÓS havemos de construir. Quer eles queiram, ou não. No final, nós havemos de vencer. Sinto que sim!
Muito obrigada por teres passado por aqui, aparece, vem, sempre que te apetecer. E escreve... para que todos possam ler....

Um beijo, Camarada!

Carminda Pinho said...

Maria,
olha,fiquei aqui parada a olhar para a imagem e, para o teu texto e...não me sai nada. Percebo perfeitamente mas, não sai, não sei que me deu...talvez o mar que foi muito na minha vida e...olha emocionei-me.

Beijos

Menina do Rio said...

Uma ilha é o melhor esconderijo! E tem-se ao redor todo o mar...

Um beijo

Fernando Samuel said...

As memórias: sem elas como seríamos capazes de seguir em frente?

Berta Helena said...

As memórias, sim. Quantas vezes são elas que acalentam!

Abraço.

Manuela said...

Se eu pudesse também o escondia :))
belo o teu poema, o teu sentir a tua forma, o teu estar... descalça para não fazer barulho... e para o encontrares...

Beijo Grande
estou em casa, tive com gripe :(
ainda tou um bocadito... só me pegam destas merd****
falamos amanhã...

As Sombras de Fim do Dia said...

Escondê-lo, sim, no bolso, para o ter sempre comigo! Gostei muito do que escreveste. :)

Era uma vez um Girassol said...

Descalça, também gosto...
E gostei de te saber assim, embora se muito adivinhasse pela tua escrita!
Resistir ou voar ainda mais alto???
Acho que voarei...como nunca!
Beijokas, querida Maria.

Era uma vez um Girassol said...

Só agora vi os prémios...Obrigada!
Tenho tantos para agradecer...
Bjs

pin gente said...

é tão bom caminhar descalça
sujar os pés na terra
para depois os molhar

abraço

FERNANDA & POEMAS said...

Minha querida Maria, então a menina gosda das tocas como os Coelhos. Estou a brincar!!!!!!
Amiga, como sempre palavras ignimáticas, para nós decifrarmos.
Aqui, é que está o desafio.

Catarina Alves said...

Maria... podes-me ir dizer onde é essa ilha, e essas tocas!?

Apetecia-me esconder por lá... hihi onde podesse ver todos, mas onde ninguém me visse! hihih

Acho que me vou transformar num coelhinho... vem aí a Páscoa!

(E não... não te lembres num coelhinho no forno! :P )

Beijinho

Nani

Meg said...

Maria, quem me dera a mim uma ilha só para mim, não para enterrar memórias para para sonhar que de alguma onda do mar havia de voltar um amor que deixei passar ao largo na vida. Sozinha... comigo... e com algumas memórias (porque não?) deste nosso lado.

Um grande abraço para ti

Maria said...

carminda pinho

São palavras, Carminda...
... e memórias.....
Obrigada...

Beijos

Maria said...

menina do rio

É verdade, uma ilha, esta ilha é o melhor mesmo....

Um beijo

Maria said...

fernando samuel

Nem me imagino sem memórias....

Maria said...

berta helena

Quantas vezes se sobrevive, pontualmente, porque temos memórias....

Beijo

Maria said...

manuela

Não o escondas, leva-o contigo no coração....
... a cada minuto....
Abifa-te, avinha-te e abafa-te, para umas rápidas melhoras...

Beijos

Maria said...

as sombras do fim do dia

Viaja comigo para todo o lado, dentro do bolso...

Maria said...

era uma vez um girassol

Acompanharei esse teu voo, lá.....
Gosto de te ver com essa força..

Beijinhos, Flor Grande
(mereces todos os prémios..)

Maria said...

pin gente

O contacto directo com a natureza, mais directo não há...

Abraço-te

Maria said...

fernanda & poemas

São tocas de coelhos por onde me passeio tantas vezes, mas com muito cuidado...
Palavras para ler, apenas....

Maria said...

catarina alves

Sacaste-me um daqueles sorrisos... hihihi

A Ilha é a Berlenga, ao largo de Peniche. As tocas dos coelhos encontram-se sobretudo na parte de cima da ilha, onde há alguma terra. Os ditos da Páscoa reproduzem-se como imaginas e esburacam aquilo tudo...

(No forno não faço, mas no tacho não sei não... hihihi)

Beijinhos, Nani

Maria said...

meg

Eu já não queria esta ilha só para mim, mas se fosse possível ter lá uma casa todo o ano.... só vinha a terra para poder voltar para a ilha....
... com todas as memórias, deste lado nosso...

Um beijo, Meg

Luís Galego said...

reviver o que nos tocou é muito bom mas às vezes dorido...ainda assim que venham as memórias são elas que nos vestem...um abraço poeta (ou poetisa, conforme o linguista de serviço).

nanda said...

Olá Maria,

Peço imensa desculpa por esta correria, não tem sido fácil.
Amiga, quero deixar-te um desejo. Uma boa semana e que consigas encontrar sempre o que mqais anseias.
bjs

MiE said...

Como sempre


imagens em poesia

"escondo-te para te encontrar" bela maneira de se dizer ___memórias.


Tu e a tua ilha

dos amores


e
deixo-te um beijo

abraçado

Manuela said...

Maria, se me procurares e não me vires... não desapareci... afastei-me por uns tempos de um mundo que ás vezes não pareço pertencer...
Só isso.
De resto sabes sempre onde eu estou...
beijo grande

Sininho said...

Enterra bem o teu tesouro, Maria.
Darás com ele sempre, mesmo na noite mais escura.

Beijinho

MIMO-TE said...

As memórias ficam mesmo que adormecidas,escondidas, mas que encontramos sempre que queremos e sempre que nos fazem falta para nos sentirmos vivos...

Bjo
Mimo-te

Catarina Alves said...

Queres-me por no tacho!!!!!!!!!

"Gandaa" Amiga! ahahah

Obrigada pela informação, pode ser que haja alguma toca desocupada!

Não ligues... é preciso animar!

Beijito

Nani

Outonodesconhecido said...

Sobre as margens dos rios d anossa vida e obre os rios em si; sim Brecht sabia bem o que dizia...

webmaster said...

Gostei daqui...
muito legal!!!

Abraço

Rp said...

A minha primeira visita..
Gostei bastante. Pareces ter o dom da palavra =) Não o desperdices!
Beijinho. Boa Semana*

Ludo Rex said...

As memórias... ai as memórias...
Kiss e Boa Semana

avelaneiraflorida said...

EU SÒ QUERIA TER UMA ILHA....

bjks!!!

herético said...

imagens poeticas belíssimas...

"escondo-te para te encontar" ... é arrebatadormente belo.

Papoila said...

Descalça para sentir melhor o coração da terra ...

beijos
BF

samuel said...

Grande Maria das ilhas perfumadas

Quando vi a fotografia com o que me parece serem luras de coelhos, a minha mente algo "bipolar", deslizou para a outra Lura, "a magnífica".
Aqui fica o link, pobre prenda para banda sonora de um abraço.
(O "descalça vai para a fonte", versão do Fanhais, pareceu-me um bocado rebuscado) :)

http://br.youtube.com/watch?v=YuRiNY4X2bA

Maria P. said...

Apetece brincar ao esconde-esconde!
:)

Beijinho Maria*

Oris said...

A Ilha deve ser um lugar encantado para ti...
:)
Beijitos

Maria said...

luís galego

haverá amor sem dor, haverá momentos felizes sem dor, haverá vida sem dor??? Assim, as memórias são boas, as ausências vestem-me...

Maria said...

nanda

Muito obrigada, Nanda. Não corra por aqui, leva tudo com mais calma....
Tudo de bom para ti.

Beijos

Maria said...

mie

como sempre
a ilha e eu

os amores.....

Beijo, Mié

Maria said...

manuela

já tinha ido à tua procura.... não esperava.
Sei onde estás. Deixei mensagem.....

Beijo de quem Gosta de TI

Maria said...

sininho

ninguém pode levar os meus tesouros de mim....
ninguém...

Beijinho

Maria said...

mimo-te

Visto as tuas palavras, Mimo-te. Podia tê-las escrito, pois sinto-as....

Beijo

Maria said...

catarina alves

É bom sorrir contigo....
Jamais te poria noutro sítio que não fosse dentro do coração (confessa que esta não esperavas, mas é sincera...)

Por acaso até gostava que conhecesses a ilha, já te devo ter dito isto....

Beijinho, Nani
(sem tacho)

Maria said...

outonodesconhecido

Exactamente.... e é tão actual, ainda....

Maria said...

webmaster

obrigada.....
abraço

DelfimPeixoto said...

Estou aqui
http://baudepoemas.blogspot.com/
http://ondasdocesondas.blogspot.com/

Maria said...

rp

há dias sim, outros dias não....
obrigada pela visita e boa semana para ti.
Beijo

Maria said...

ludo rex

Ainda bem que as temos......
Beijo, Ludo

Maria said...

avelaneiraflorida

A mim bastava-me ter uma casa na ilha......

Beijos

Maria said...

herético

muito obrigada.......
beijo

Maria said...

papoila

☺)))
Como me entendes.....

Beijos

Maria said...

samuel

são luras de coelhos, sim, na ilha da Berlenga...
Obrigada pelo link, gosto muito da Lura...
... já vou ouvir, agora estou na rtp-1.... que mania tenho eu....

Maria said...

maria p.

É isso que os coelhos fazem connosco... eles ganham sempre.

Beijinho, Maria

Maria said...

oris

É na ilha que eu “carrego baterias” que me ajudam a levar o barco, em terra...
☺))

Beijinhos

Maria said...

delfimpeixoto

Já passarei por lá....
Bjinhos

isabel c. said...

agora descalçava-me e corria até ao mar. sem pés doridos!

beijo

isabel mendes ferreira said...

tb. me escondo.

:)


os tempos sao assim.


s� n�o me escondo de ti...


m a r i a.


____________obrigada.

Cris Caetano said...

é muito bom passar aqui para me emocionar...

Beijinhos

joão marinheiro said...

Porque é que esta foto me trás tantas recordações. Quem sabe um dia conto a aventura de uma ida aos coelhos pela noite ali para o lado da Quebrada.
Abraço-te

Maria said...

isabel c.

A descer, mesmo do sítio onde estão estas tocas, é um instantinho até ao mar...

Beijo

Maria said...

isabel mendes ferreira

Às vezes também o faço.
Mas não aqui.....

Beijo-TE

Maria said...

cris caetano

É muito bom para mim saber que gostas de vir até aqui....
Beijos

Maria said...

joão marinheiro

Qualquer foto da ilha te traz, me traz recordações.
Ainda não contaste essa dos coelhos na Quebrada e já estou a sorrir...

Abraço-te

Blue Velvet said...

Acho tão linda esta tua certeza de que isto um dia muda...
Que assim seja.
Gostava de ler o que vieres a escrever sobre a palavra camarada.
Isso fez-me lembrar uma outra de que gosto muito: companheiro.
Significa aquele que cmeu do mesmo pão.
Beijinhos

Maria said...

blue velvet

Talvez um dia escreva, quem sabe...
Não gostaria que este blogue se tornase um local de discussão meramente política, vou mais pela poesia e pelas palavras outras, embora sempre do lado esquerdo.
Camarada é uma coisa, companheiro é outra.
É-se camaraa sem se ser companheiro, pode er-se companheiro sem se ser camarada.....
Talvez um dia....

Beijo

Teresa Durães said...

lindo poema