Sunday, April 27, 2008

A poesia de Abril IV

Somos Livres


Ontem apenas
fomos a voz sufocada
dum povo a dizer não quero;
fomos os bobos-do-rei
mastigando desespero.
Ontem apenas
fomos o povo a chorar
na sarjeta dos que, à força,
ultrajaram e venderam
esta terra, hoje nossa.

Uma gaivota voava, voava,
asas de vento,
coração de mar.

Como ela, somos livres,
somos livres de voar.

Uma papoila crescia, crescia,
grito vermelho
num campo qualquer.

Como ela somos livres,
somos livres de crescer.

Uma criança dizia, dizia
"quando for grande
não vou combater".

Como ela, somos livres,
somos livres de dizer.

Somos um povo que cerra fileiras,
parte à conquista
do pão e da paz.

Somos livres, somos livres,
não voltaremos atrás.

(Ermelinda Duarte)

30 comments:

andorinha said...

Somos livres de voar, com as asas que Abril nos deu.
Um beijo.

samuel said...

Vá lá... agora todos!...

Uma gaivota voava... ...

Abreijo.

poesianopopular said...

Maria
Como ela somos livres, somos livres de voar!
Bjo
Manangão

pin gente said...

já domingo, maria
amanhã começa um novo "combate"...

abraço
luísa

José Fanha said...

Um cravo para ti, amiga,

José Fanha

José Fanha said...

Um cravo para ti, amiga,

José Fanha

Fernando Samuel said...

E Maio está já ali...

jasmimdomeuquintal said...

A letra é muito bonita e a música também...
Bom domingo

mfc said...

Lembro-me como se fosse hoje... e ainda agora me comovo!

éme. said...

:)
Lembro-me bem de a cantar muito alto, em pedaladelas fortíssimas do meu triciclo, no quintal dos meus Avós!

Há canções de tão boa memória...

LB said...

Tu e Abril... :)
Um cravo (esperançoso) para ti!

Beijinho

dia de chuva said...

foi muito bom ler estes versos que estavam quase arrumados nas minhas memórias. obrigado.

elvira carvalho said...

Uma das canções mais bonitas, pós revolução.
Bom Domingo
Um abraço

Oris said...

Há canções que hão-de ficar para sempre na memória....

Cantei-a muitas vezes...

Beijitos.

Placi said...

maria,
Que coincidência que hoje andei com essa canção no pensamento!
Nunca fui muito de cantorias, mas em garotinha lembro-me que essa era uma das que cantarolava e que me enchia o peito de algo que não sabia explicar.
Um abraço

Ana Patudos said...

Querida Maria , como me lembro bem de ouvir a Ermelinda Duarte a cantar.
Eu também a cantei tantas e tantas vezes. As canções que evocam Abril, o Abril sentido por nós pessoas de esquerda, fazem-nos tremer as pernas de emoção e o coração bate mais forte.
VIVA O 25 DE ABRIL SEMPRE!!
bjos
Ana Paula

Alice Matos said...

E nunca é demais cantar Abril...

Um beijinho para ti...

Sei que existes said...

É uma linda música com muito significado!
Beijo grande

Maçã com Canela said...

Será que desta consigo???

Deixe-te um mail...
És linda Maria!!!!!

Um beijo em ti

Agulheta said...

Maria.
Sabes tenho um vinil,de Ermelinda Duarte,logo nos começos de Abril que comprei
Um belo cravo de esperança e paz para ti.Beijinho Lisa

Rosa dos Ventos said...

E não voltaremos mesmo!

Abraço

Mar Arável said...

És verdade Maria.

Vera said...

Maria... depois de uns dias longe do mundo virtual... chego aqui e deixas-me assim...
Quando era pequena cantava esta canção e ontem num jantar de família recordou-se tudo isto! Bem a propósito... E mais não digo!
Gosto muito de ti Maria!

Um beijo grande

Filoxera said...

A lembrar-me a minha infância...
Como a música tinha outra força!...
Beijos, boa noite.

Maria said...

Obrigada por terem passado por aqui.
É sempre bom, e necessário, relembrar todos estes poemas e cantigas que "vieram para a rua".
Voltarei a elas um dia destes...

Boa semana a todos.
Beijos

Smile said...

Lembro-me muito bem dessa música, ainda tenho esse single... como poderia esquecer! Se puder veja o meu blogg no dia 15, está lá a música.
Viva a Liberdade. Viva ao 25 de Abril.
Smile

Um Momento said...

Somos livres de voar...
Só não queremos eñão precisamos que as nossas asas nos venham cortar...

Beijo!!!!!

(*)

Maria said...

smile

um momento


Obrigada por terem passado.
Boa semana

Beijos

O Sibarita said...

Sim, somos livres e dai? kkkk

Temos mais é que jogar duro em pró dessa liberdade, isso aí...

Essa é a Maria guerrilheira, faça fé!


bjs
O Sibarita

Maria said...

o sibarita

Esta Maria é assim mesmo, Sibarita.
Estamos livres há 34 anos, depois de 48 sob o jugo de uma ditadura, só temos é que defender a Liberdade conquistada...

Beijos