Saturday, April 05, 2008

Vozes de Abril

As Bandas da Marinha, do Exército e da Força Aérea

Samuel, um cantigueiro nosso conhecido

Alípio de Freitas, esse mesmo, o da cantiga do Zeca Afonso

Queria dizer do que foi o espectáculo. Queria dizer do que senti. Queria dizer de como foi bonito. Não tenho palavras.
E porque é tão difícil escolher uma das cantigas que passaram pelo Coliseu, deixo-vos um poema do Joaquim Pessoa, dito pelo próprio.

CANTA

Atreve-te a julgar. Julga os outros julgando-te a ti mesmo.
A natureza das coisas é a tua natureza. Respira-te, despe-te,
faz amor com as tuas convicções, não te limites a sorrir
quando não sabes mais o que dizer. Os teus dentes
estão lavados, as tuas mãos são amáveis, mas falta-te
decisão nos passos e firmeza nos gestos.
Procura-te. Tenta encontrar-te antes que te agarre a
voracidade do tempo.
Faz as coisas com paixão. Uma paixão irrequieta,
que não te dê descanso
e te faça doer a respiração. Aspira o ar, bebe-o com força, é
teu, nem um cêntimo pagarás por ele.
Quanto deves é à vida, o que deves é a ti mesmo. Canta.
Canta a água e a montanha e o pescoço do rio,
e o beijo que deste e o beijo que darás, canta
o trabalho doce da abelha e a paciência com que crescem
as árvores,
canta cada momento que partilhas com amigos, e cada amigo
como um astro que desponta no firmamento breve do teu corpo.
E canta o amor. E canta tudo o que tiveres razão para cantar.
E o que não souberes e o que não entenderes, canta.
Não fujas da alegria. A própria dor ajuda-te a medir
a felicidade. Carrega nos teus ombros os séculos passados e
os séculos vindouros,
muito do pó que sacodes já foi vida,
talvez beleza, orgulho, pedaços de prazer.
A estrela que contemplas talvez já não exista, quem sabe,
o que te ajudou a ser vida de quantas vidas precisou. Canta!
Se sentires medo, canta. Mas se em ti não couber a alegria,
não pares de cantar.
Canta. Canta. Canta. Canta. Canta. Constrói o teu amor,
vive o teu amor,
ama o teu amor. De tudo o que as pessoas querem, o que
mais querem é o amor.
Sem ele, nada nunca foi igual, nada é igual, nada será igual
alguma vez.
Canta. Enquanto esperas, canta.
Canta quando não quiseres esperar.
Canta se não encontrares mais esperança. E canta quando a
esperança te encontrar.
Canta porque te apetece cantar e porque gostas de cantar e
porque sentes que é preciso cantar.
E canta quando já não for preciso. Canta porque és livre.
E canta se te falta a liberdade.

(in) Vou-me embora de mim)

O espectáculo vai ser transmitido pela RTP1 na noite de 25 de Abril. Não percam...

29 comments:

Carminda Pinho said...

Ah! Como eu gostava de lá ter estado, Maria.
Obrigada pela partilha deste bocadinho...
Cantemos sempre...

Beijos

pin gente said...

vou cantar...

Sininho said...

Então irei assistir pela RTP, assim não midifiquem a programação à última hora...

Beijinho
(já estava com saudades...)

Blue Velvet said...

Querida Maria,
ainda bem que gostaste.
Nunca duvidei que fosse lindo.
Deve ter sido uma Emoção.
Sei que vão transmitir, sim. Não vou perder.
E o poema...Cantemos pois.
Até porque " ... não há machado que corte a raíz ao pensamento...", nem ao nosso canto.
Beijinhos e veludinhos, querida

Sophiamar said...

Amiga!

Ah, se tu soubesses quanto me comoveste com este post! Abril foi um sonho que se concretizou e uma chama que se mantém acesa até ao fim dos meus dias.
Quem ousou contrariar a ditadura, quem ousa erguer a voz pela liberdade teve, tem e terá sempre a minha gratidão.

Beijinhossss mil

samuel said...

É portanto seguro afirmar que gostaste do espectáculo... :)))

Abreijo

zemanel said...

este Puto de abril, náo esteve no concerto nem provavelmente assistirei ao espectáculo nessa noita na RTP.
Este Puto de Abril, gosta de cantar - os outros é que detestam esta voz de cana rachada nasalada e sem dicção.
Mas cá vou cantando secretamente e, tentando fazer dos dias todos, dias inteiros, dias de Abril!
Obrigado Maria!!!

Vanda said...

Não perderei.


E cantarei.


Mesmo que ninguem me ouça.


Bom Abril.


Sempre. Abril.

foryou said...

Dá para acenderes a luz, sff, para eu conseguir ver as fotos??? sorry, brincadeira. Vou tentar ver na rtp, já que não tive a sorte, como tu, de ver ao vivo

Ana said...

Gostava de ter ido. Vou tentar ver na tv, embora não seja a mesma coisa, eu sei.
Também gostei do concerto diferente a que fui.
Um beijo, Maria.

Ana Luar said...

Imperdível! :)

O Sibarita said...

É isso dona mocinha! Tá boa a comemoração hein? Legal sua homenagem!

Ei por que tá sumindo? Vc me mata neguinha! É isso que vc quer é? kkkkk

Ô luso-baiana retada meu Deus! E vem é fia? Hummmm... kkkkkk

Minha cumadi me telefonou, vou passar na casa dela para pegar o que você enviou. OBRIGADO!

Ah sei não, kkk a mulher é essa! Valha-me Deus meu Senhor do Bonfim! kkkkkk

Xiiiiiiiiiiiiiii, tô lenhado! kkk Dona menina me diz o endereço da Cumadi ai que não me lembro o caminho, e agora? kkkkkkkkkkkkk

Joia vc é 10!

bjs
O Sibarita

Justine said...

Que inveja! eu não pude ir. Mas verei a transmissão, para não ficar totalmente frustrada.
Um beijo e Bom fim de semana

pirate said...

Bom saber que a Ilha continua com um Cheiro Primaveril...:-)
Sempre revigorante passar por aqui ! :-)

avelaneiraflorida said...

Querida Maria,
venho agora mesmo do Cantigueiro!!!!

Que bom ver estas fotos!!!!
NÂO VOU PERDER A TRANSMISSÂO!!!!!!

BRIGADOS!!!!
Bjkas!!

Agulheta said...

Maria.
Adorei o texto e esta partilha feita,pois não vou faltar a chamada de 25 de Abril na RTP para asistir a este espétaculo,pois quem sentiu Abril no coração gosta dele.
Beijinho e bom fim semana Lisa

isabel said...

se cantasse espantasse a dor

mas...cantar. sempre.

beijo maria

poesianopopular said...

Maria
Estas coisas não são muito aconselháveis ao meu coração, mas lá vou ter que regar as faces.
Abraço
José Manangão

Fernando Vasconcelos said...

Na noite de 25 de Abril lá ouvirei este concerto com o meu filho obviamente. estava para ir mas infelizmente não foi possível. Talvez consiga ver o de dia 24 no CCB.

tulipa said...

MARIA:

Aqui...
é o meu novo espaço na blogosfera:

......... ) ` - . .> ' `( ......
........ / . . . .`\ . . \ .....
........ |. . . . . |. . .| ....
......... \ . . . ./ . ./ ......
........... `=(\ /.=` .......
............. `-;`.-' ..........
............... `)| ... , ......
................ || _.-'| ....
............. ,_|| \_,/ ......
....... , ..... \|| .' ......
....... |\ |\ ,. ||/ ........
.... ,..\` | /|.,|Y\, ......
..... '-...'-._..\||/ .....
......... >_.-`Y| .......
.............. ,_|| .....
................ \|| .....
................. || ....
................. || ....
................. |/ ....

Beijo.
Bom domingo.

São said...

Não pude estar, com imensa pena minha. Aumentada agora pelo relato!
Bom fim de semana.

Maria said...

sibarita

Tá lenhado não, nego. Eu liberto vosmecê porque sua rastafari é fogo...
Quando chegar a altura eu lhe digo que tô chegando...
A sua Cumadi kkkkk mora mesmo ali em cima, viu? Depois daquela curva, kkkkkkk

Beijo

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram aqui.
É claro que gostei do espectáculo, foi muita emoção, e devo dizer-vos que vou gravá-lo quando passar na rtp. Porque merece ser revisto uma e outra vez. Há por lá uns “sketches” imperdíveis.... e umas “colheradas de crítica política” metidas por alguns cantores....
... vamos ver se passa...

Beijos

amigona avó e a neta princesa said...

Como tive pena por não poder ir!!!Mas foi mesmo impossível!!! Não vou perder na TV...beijinhos querida e bom domingo...

Maria said...

amigona avó e a neta princesa

Vamos ver ta TV, e espero que passem tudo... :)
Bom domingo para ti.

Beijinhos

herético said...

não perderei. e nem imaginas quanto me custou não ter estado no Coliseu nessa noite...

beijos

Maria said...

herético

Foi de facto uma noite com muita emoção...
Eu vou gravar....

beijos

Anonymous said...

Maria, não sou blogger, não tenho tempo...!
Só para dizer que também lá estive! Que também me emocionei! Que sempre gostei muito do Fanha, do Joaquim Pessoa, do Ary! Que se me soltou uma lágrima, não sei se de saudade se de emoção...!?

Susete Evaristo said...

Maria vou roubar-te a foto do "cantigueiro" não fiques zangada comigo.
Beijinhos