Sunday, April 24, 2011

Música de Abril V



Roupa velha

Rapariguinha
cose a tua saia
velha de cambraia
que outra não podes comprar baixa a bainha
rasga o pé-de-meia
quando é magra a ceia
quem nos há-de aguentar
oh bonitinha

A que preço está o peixe
na corrida
a xaputa já é truta
promovida
puxa da massa apalpa a fruta
insecticida
fez a pileca da vitela
uma investida
e a salsicha “isidora”
é alheira de Mirandela

A que preço está a couve
e o grão-de-bico
bacalhau quase não há
deu-lhe o fanico
tenho prisão de ventre oh pá?
eu já te explico
o feijão-frade subiu ao céu
vende o penico
se não há grelos no mercado
há bons nabos no hemiciclo

Guarda a roupa velha
que sobra do almoço
dá o braço à Maria
ao Manel e ao Joaquim
não vás devagarinho
faz da praça um alvoroço
leva-me contigo
ai!! não te esqueças de mim
rapariguinha
cose a tua saia
velha de cambraia
que outra não podes comprar
baixa a bainha
rasga o pé-de-meia
quando é magra a ceia
quem nos há-de aguentar
oh bonitinha

A que preço está o vinho
nessa pipa
arde o preço da aguardente
queima a tripa
a água-pé é um detergente
só constipa
já não gosto da cerveja
dessa tipa
e a jeropiga a martelo
é servida em bandeja

A que preço está a casa
nessa esquina
não se aluga só se vende
é uma mina
quem a vende tem juros
lucros
alucina
quem não tem casa inventa
imagina
sonha ao relento é multado
mora em barraca clandestina

Guarda a roupa velha
que sobra do almoço
dá o braço à Maria
ao Manel e ao Joaquim
(…)

Como vai a nossa vida
de chinelo
pelo custo não é festa
é um duelo
o cabaz da fome é caro
magricela
mais barato é o discurso
tagarela
nada diz nada acrescenta
nem mexe o fundo à panela

12 comments:

Duarte said...

Não conhecia, que bom.
Que capacidade! Gosto do modo como enlaçam os assuntos, e em rima.

Um grande abraço

trepadeira said...

Que bela série.
Para não adormecer.
Um abraço,
mário

mdsol said...

Beijinho, Maria

:)))

salvoconduto said...

Tanta coisa boa!...

Abreijos.

Rosa dos Ventos said...

Há que tempos que não ouvia esta bela canção!
Obrigada!

Abraço

Só Eu (Ricardo) said...

Fausto Bordalo Dias no seu melhor. É pena este tema ser um dos menos divulgados.
Bom Domingo Maria.
Beijinhos
Ricardo

Parapeito said...

que seja sempre a musica um grito de Liberdade!
brisas coloridas para ti Maria***

svasconcelos said...

Que mantenha Abril bem vivo !!
Um beijo,

Teresa Durães said...

quero acreditar que a gente nova ainda pretende um 25 de Abril que não aconteceu

Filoxera said...

Esta é das canções que mais gosto do Fausto. Ainda ontem a ouvimos no carro. A minha filha não queria que eu mudasse para as notícias ;-)
Beijos.

Era uma vez um Girassol said...

Aqui se comemora a liberdade com música.
Mas esta democracia está enferma, infelizmente.
Beijinho da flor

João P. said...

Ah... Lembro-me disto. Tenho-o em vinil mas há anos que não ouvia!!

fantástico.

infelizmente mantém-se actual

Beijo

João P