Friday, July 15, 2011

Vento de mim


Que se abram todas as portas e janelas para que respires esse passeio à beira mar, à beira noite, à beira chuva, à beira...
Que nunca se fechem os olhos claros e o sorriso aberto para que sorrias sempre não importa o tempo, o dia, a noite, não importa...
Sei do teu desassossego ainda que não me sintas. Saberás da minha inquietude sempre que quiseres...
Faço-te vento de mim, flor do meu jardim, maré de espuma sem fim, porque te quero assim.

18 comments:

samuel said...

E ainda bem... porque deu um texto muito bonito!

Abreijo.

João P. said...

Maria:

Faço-te uma flor do meu jardim!

fantástico jardim!
Fantásticas palavras

beijo

João

salvoconduto said...

Ou à beira da bancarrota que é onde estamos. Abrimos-lhes as portas, as janelas e eles não se fazem rogados...

Segura bem essas flores.

Abreijos.

Maria said...

Salvo

estas flores são cubanas!!!! de Santiago de Cuba!

:)))))

Só Eu (Ricardo) said...

Olá Maria.
Ainda se sentem os aromas "habaneros" que, pera nosso deleite, trouxeste para o teu blogue. Deve ter sido uma estadia e peras...
As fotos estão muito bonitas e são um belissimo roteiro para quem quizer (e puder) ir de visita a Cuba.
Deixo-te os meus beijos
Ricardo

Rosa dos Ventos said...

Uma vez mais estive à beira de um belo texto em prosa poética!

Abraço

trepadeira said...

Que os ventos de ti varram este país.

Um abraço,
mário

viajantes said...

que bem que soube...
que se abram as janelas, as portas...

beijinho

Pitanga Doce said...

E eu que ia pôr lá em casa buganvilles também, mas não com ESSE POEMA. Já que tens o poema, Maria, eu o mando numa garrafa pelo mar. Será que chega?

"Sei do teu desassossego ainda que não me sintas. Saberás da minha inquietude sempre que quiseres...


Bom fim de semana.

Evanir said...

Carinhosamente venho desejar
um feliz final de semana.
beijos no coração,Evanir.

Agulheta said...

Maria. Linda prosa poética de porta e janelas abertas para o mar,nunca se devem fechar os olhos para ler palavras como estas.
Beijinho bfs

Memória de Elefante said...

A tua maõ inesperada
reacendeu o farol dos desassombros.

Lindo!

Um beijo

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.
Beijos a todos.

Maria João said...

Um respirar sorrisos, muito mais além de estar à beira...

Um beijinho, Maria e... obrigada!!

mfc said...

Gostava de ser amado assim!

Fernando Samuel said...

O cheiro da Ilha continua presente...


Um beijo grande.

Paula Barros said...

Gostei deste:...à beira mar, à beira noite, à beira chuva, à beira...

E assim o sentir e a beleza se fizeram presente.

abraço

Duarte said...

Quanta carga emocional! Beleza no dizer.

Abraços