Thursday, December 29, 2011

No centenário do nascimento de Alves Redol



Retrato de Alves Redol

Porém se por alguém não foi ninguém
cantou e disse flor canção amigo
a si o deve. A si e mais a quem
floriu cresceu cantou lutou consigo.

Homem que vive só não vive bem
morto que morre só é negativo
morrer é separar-se de ninguém
e contudo com todos ficar vivo.

Nado-vivo da morte. É isso. É isso.
Uma espécie de forno de bigorna
de corpo imorredoiro que transforma
em fusão o metal do compromisso:
Forjar o conteúdo pela forma:
marrar até morrer. E dar por isso.

(Ary dos Santos)


António Alves Redol (Vila Franca de Xira, 29 de Dezembro de 1911Lisboa, 29 de Novembro de 1969), foi um escritor, considerado como um dos expoentes máximos do neo-realismo português.

11 comments:

Rogério Pereira said...

Escolhemos o mesmo video, mas gabo-lhe a escolha do poema... que não conhecia.

salvoconduto said...

"Barranco de cegos" o meu preferido, mas tantos e tão bons ele escreveu, "Gaibéus" porque não? Belo o poema de Ary.

Abreijos

Isamar said...

Bonita homenagem a dois amigos num só post. Ary e Alves Redol são/ serão inesquecíveis.

Beijinhos

Bem-hajas!

Fernando Samuel said...

Ary e Redol, Redol e Ary, para o caso tanto faz...
Belíssima homenagem.

Um beijo grande.

Luis Eme said...

uma das grandes figuras da nossa literatura.

também não conhecia o poema de outro grande.

beijinho Maria

mfc said...

É importante recordar os dois...

Baila sem peso said...

Um abracito apertado Maria
e obrigada pela tua companhia
lá no espacito
que anda sozinhito...

como sempre aqui, ficas em boa "freguesia" :))

inté um dia...destes ou de outros...de sãos ou de loucos, que são agora tão poucos! :)))

heretico said...

exemplar. na sua vida e obra.

beijo, Maria.

tudo de bom para ti

Nilson Barcelli said...

Se não fosse por ti, a efeméride passava-me ao lado.
Gostei da tua homenagem ao grande escritor que foi Alves Redol. O poema do Ary foi muitíssimo bem escolhido.
Querida amiga Maria, faço votos para que tenhas um BOM ANO NOVO. Tu mereces.
Beijo.

João P. said...

Maria:

bonita homenagem ao Alves Redol.

Votos de um excelente 2012!

Tudo de bom

João

M. said...

Gostei muito de ouvir e ver, Maria.