Thursday, September 04, 2008

E Chico, que esteve, com os anteriores, na Festa!



Cotidiano

Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã...

Todo dia ela diz que é pr'eu me cuidar
E essas coisas que diz toda mulher
Diz que está me esperando pr'o jantar
E me beija com a boca de café...

Todo dia eu só penso em poder parar
Meio-dia eu só penso em dizer não
Depois penso na vida prá levar
E me calo com a boca de feijão...

Seis da tarde como era de se esperar
Ela pega e me espera no portão
Diz que está muito louca prá beijar
E me beija com a boca de paixão...

Toda noite ela diz pr'eu não me afastar
Meia-noite ela jura eterno amor
E me aperta pr'eu quase sufocar
E me morde com a boca de pavor...

Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã...

Todo dia ela diz que é pr'eu me cuidar
E essas coisas que diz toda mulher
Diz que está me esperando pr'o jantar
E me beija com a boca de café...

Todo dia eu só penso em poder parar
Meio-dia eu só penso em dizer não
Depois penso na vida prá levar
E me calo com a boca de feijão...

Seis da tarde como era de se esperar
Ela pega e me espera no portão
Diz que está muito louca prá beijar
E me beija com a boca de paixão...

Toda noite ela diz pr'eu não me afastar
Meia-noite ela jura eterno amor
E me aperta pr'eu quase sufocar
E me morde com a boca de pavor...

Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã...

Chico Buarque

36 comments:

salvoconduto said...

E tu a dar-nos música! No bom sentido claro.

Aqui há dois dias desejei-te um sol radioso para a festa e já estou para aqui preocupado, será que dei azar? Isto a ver pelo tempo aqui em cima. Cruzes1

Nada que seja novo, mas já apanhei duas valentes molhas, a pior delas foi na Ajuda para onde não ia preparado.

À cautela vale mais ires preparada, é que o S. Pedro neste tipo de eventos não é muito de fiar...

Abreijo

BlueVelvet said...

Bem, já vi que temos aqui um Revival da Festa!
Que bom.
E se eu disser que dos 3 a Simone é a que gosto mais??? Hi, hi, hi
Bjinhos

Ana said...

E eu que não vou lá estar, gosto muito desses 3 aí:
Simone, Edu e Chico.
E como gosto!
A música é transparente apesar de colorida:)

Beijinho, Maria

samuel said...

E eu, no meio da "tempestade" de neura de uma ligação aérea falhada, entre a RDA, onde tinha ido fazer umas cantigas à televisão e Lisboa, onde acabei por não chegar a tempo.

Ludo Rex said...

Até já moça... A ver se este ano não te perdes e nos encontras... :-)
Kiss

Maria said...

salvoconduto

Essa no Alto da Ajuda, em Julho de 1980, foi onde cantaram estes três que aqui deixei...
... a lama era tanta que deixei uma bota lá enterrada, mesmo lá em cima...
:)))
peripécias para contarmos mais tarde.

Maria said...

Bluevelvet

Estes três cantaram todos na mesma noite na Festa, no Alto da Ajuda.
No dia em que morreu Vinicius de Moraes.
Foi inesquecível...

Beijos azuis

Maria said...

ana

Também gosto destes três, e de outros...

Beijinho

Maria said...

samuel

:)))
acredito que tenha sido uma neura...

Abreijo

Maria said...

ludo rex

Eu não me perdi no ano passado... fui encontrada por jovens que me "desviaram"...

Até já

Beijo

O Sibarita said...

Ô Fia todo dia a mesma coisa, é?

Não acredito! kkkk

Aí vira rotina, feijão com arroz todo dia, enjôa, né não? kkkkkk

Fora scanagem estupenda música e letra do Chico, aliás, você já ouviu essa música com Chico e Caetano juntos? É o ouro, faça fé! kkk

Oi há muitos anos assistir o show de Chico e Caetano aqui no teatro Castro Alves que eles cantaram essa música e se tornou um disco, muito bom mesmo! kkk

Ah, Dona moça vais me deixar colado no chão da esquina tomando chuva e frio, ou seja, no relento total, vai é? kkkkkk Não me diga que sim! Alivie... kkkkkk

Em qual site você viu essa peosia sua menina? Oxente! kkk

Se foi no Sibarita, tudo bem porque tem uma outra poesia chamada Divina, agora, qual foi o site que você viu? Sei não... kkkk Valha-me Deus! kkkkk

bjs
O Sibarita

O Sibarita said...

Xiiiiiiiiiiii.... kkkk Nem reparei, agora, não é mais vou ali, já volto! kkk

Agora é festa meu Deus! kkkkk Assim eu fico todo lenhado, alivie fia.... kkkkkkkkkk

amigona avó e a neta princesa said...

Não, não há mesmo festa como esta!!! Nem que seja a trabalhar!!!

amigona avó e a neta princesa said...

Beijos, amiga...

Anonymous said...

para mim, o Cico, foi o momento mais alto de todas as Festas a que fui!
boa Festa do Avante! :)!!!!
beijocasssss
vovó Maria

Anonymous said...

queria dizer Chico :)!

vovó...

pin gente said...

estas rotinas não me agradam... a moça tem que aprender a variar... podia fazer um grão de bico, um bacalhau com natas, um bolo de banana... sempre alterava a rotina, não achas?
oiço dizer que os homens se prendem pelo estômago! eheheh


beijo

Rosa said...

Já assisti, no Canecão do Rio de Janeiro, a um concerto em prol de uma causa humanitária, ligada à melhoria de vida dos favelados, onde pontuavam o Chico Buarque, a Maria Bethânia, o Caetano Veloso, entre outros menos famosos, e adorei. Ainda hoje guardo a memória desse momento mágico.
Um beijo,
Rosa

elvira carvalho said...

Um poema lindo que eu releio sempre com imenso prazer.
Um abraço

elvira carvalho said...

Li o poema e não me tinha apercebido filme com o Chico cantando.Desculpe.
Um abraço

lisse said...

Por tudo o que nos dá a conhecer e relembra o meu obrigado.
Vim desejar uma Festa em que o Sol brilhe e aqueça quanto baste. Mas, em que o calor da luta e dos afectos, arrese e saia vitorioso.
Sempre estou aí com o mesmo abraço, respeito e muito carinho.

amigona avó e a neta princesa said...

H� pouco esqueci de dizer que hoje sinto-me muito feliz...passa por l� e perceber�s porqu�...beijocas...

fj said...

Bonito poema e bem cantado por um dos meus eleitos da musica brasileira.Continuo no lado oposto do País, por aqui ontem choveu e hoje tb não está muito famoso, espero que o sol brilhe por aí e que seja uma boa Festa!
Um bom encontro de bloggers...quem sabe um dia nos possamos tb encontrar ;)
Abeijos e boa Festa!

Maria P. said...

Aqui já cheira a Festa!:)

Beijinho, Maria*

Justine said...

Neesa FEsta, Maria nem espaço havia para acender um cigarro, tal era o povo a encher o palco principal(eu disse um cigarro, porque ainda havia algum, pouco espaço...:)) )

Maria said...

o sibarita

Acho mesmo que foi no seu blog, pelo menos lembro-me de ter lido sobre uma tal de Divina, e como vosmecê é sempre assim todo apaixonado e fica na rua ou na esquina esperando, vai ver que é outra divina com um poema parecido.
Foi noutro site não. Foi no seu mesmo.
Tenho esse disco de ouro do Chico cantando com Caetano. Mal eu sabia que iria conhecr o Teatro Castro Alves, um dia...

Beijos, Sibarita

Pitanga Doce said...

Ai o Chico. Ele, Vinícius, Gonzaguinha, Tom...sabem cantar a mulher!

" Lembrem-se do exemplo daquelas mulheres de Atenas".

beijos Maria

em azul said...

Oiço esta música com um suspiro, talvez até um grito abafado...

Vim deixar o meu beijo e desejar-te uma boa festa.

São said...

Musicalmente, hoje é o meu dia: é o terceiro blogue em que encontro Chico!
Boa Festa!

bettips said...

Fresco e solto, o pensamento, como a hortelã ...
Essa "sopa de pedra" da memória. Diverte-te Maria, olhos que se vêem, corações que se ouvem. Alegres como a festa! Bjinho

rosa dourada/ondina azul said...

Muito bonito este poema :)))

Boa Festa !

Beijinho,

Maria said...

Vai ser bonita a Festa, pá!

Até já

Cris Caetano said...

Eu A-DO-RO Chico e A-DO-RO essa música!!! :)
Obrigada

Cris Caetano said...

Ups, ups... que meus dedos andam mais rápidos que o meu cérebro: faltaram os beijinhos e por isso, são um monte!!! :)

Maria said...

Muito obrigada a todos que por aqui passaram.

Permitam-me que agradeça particularmente à lisse que, não tendo blogue, não poderei visitá-la...
A sua visita aqui é sempre bem vinda e agradecida.

Beijos a todos

Lúcia said...

Boa música. Há uma versão cantada ao vivo entre o Caetano e o Chico que é fenomenal.
Beijinhos, Maria