Sunday, September 28, 2008

O Verão

Estás no verão,
num fio de repousada água, nos espelhos perdidos sobre
a duna.
Estás em mim,
nas obscuras algas do meu nome e à beira do nome
pensas:
teria sido fogo, teria sido ouro e todavia é pó,
sepultada rosa do desejo, um homem entre as mágoas.
És o esplendor do dia,
os metais incandescentes de cada dia.
Deitas-te no azul onde te contemplo e deitada reconheces
o ardor das maçãs,
as claras noções do pecado.
Ouve a canção dos jovens amantes nas altas colinas dos
meus anos.
Quando me deixas, o sol encerra as suas pérolas, os
rituais que previ.
Uma colmeia explode no sonho, as palmeiras estão em
ti e inclinam-se.
Bebo, na clausura das tuas fontes, uma sede antiquíssima.
Doce e cruel é setembro.
Dolorosamente cego, fechado sobre a tua boca.



José Agostinho Baptista
(in Paixão e Cinzas)
(retirado do blogue Encosta do mar)

29 comments:

Mar Arável said...

fORÇA MARIA

Fernando Vasconcelos said...

É sem dúvida um lindo poema.

isabel mendes ferreira said...

a.setembradamente!!!!!!



.




beijo Maria!

elvira carvalho said...

Gostei muito. Não conheeço o autor nem o blog. Daí que lhe deixe um grande obrigada pela partilha.
Um abraço e bom Domingo

Mié said...

Belíssimo poema!


obrigada pela partilha



deixo-te um beijo

maria ilha

Ana said...

Setembro está no fim, Maria.
Que Outubro chegue e apague todas as sedes.

Obrigada pela referência.
Um beijo.

lisse said...

...antiga sede...
que, de tanto o ser, se torna rio.
rio que se faz mar,
debaixo da tua janela...

abraço forte e terno

BlueVelvet said...

Não conheço o blog mas gostei do poema.
Bom domingo e beijinhos

Olhos de mel said...

Oie linda! Perfeito! Doce, suave, como um sonho...
Bom domingo! Beijos

De Amor e de Terra said...

Minha querida Maria, belíssimo este Poema.Não conhecia nem o autor.
Obrigada por o trazeres até mim/nós!
Muitos beijos e a amizade da

Maria Mamede

Rosa Maria said...

"Doce e cruel Setembro"

Doce porque dizem que é o mês do Amor e eu acrescento que também o é por ser o do meu nascimento...

Cruel porque implacavelmente cada ano que passa vou ficando mais velhota...

O poema é lindo!

Fernando Samuel said...

Um verso bonito: «és o esplendor do dia»...


Beijo.

pin gente said...

e a mim parece-me tão doce...


beijo

Justine said...

"Doce e cruel é Setembro" - belo e verdadeiro, nos vários sentidos que possamos dar ao verso...
Abraço

Adriana said...

Não conheço o autor ,mas me parece muito sensível.

Bom domingo!

mfc said...

"...as claras noções do pecado"!
Gostei muito.
Alguém dizia que as coisas boas ora engordam, ora são pecado!

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, doce poema...Espectacular...
Beijo

Leticia Gabian said...

Que mais há para dizer...?

Beijo grande, amiga-irmã

LB said...

Mais um belo momento...

Beijinho

Lúcia said...

"Doce e cruel é setembro.
Dolorosamente cego, fechado sobre a tua boca"
Que a mensagem l+a chegue - e que se abra...
Beijinhos com ternura, Maria

heretico said...

um belo poema! gosto muito dessas tonalidades de Setembro...

beijos

O Sibarita said...

Sei não... Essa dona moça!

Oi Fia, sei, não é fácil, entendo, é duro, mas, que tal vislumbrar novos horizontes...

Maria, gostaria que a senhora sorrisse um pouco, viu?

Tenha fé! Faça fé! E em frente...

bjs
O Sibarita

Rui Caetano said...

Adoro a poesia de José Agostinho Baptista. ESta foi uma boa escolha.

Maria P. said...

Muito bonito...

Beijinho, Maria*

Delfim peixoto said...

Deslumbradamente, SETEMBRO... um dos meus meses preferidos
Este poema é lindo...
bjs

mariam said...

Gosto do Setembro e gostei muito desse poema, que não conhecia...
(acabei por não perguntar onde ouvir "Z.Afonso") é que este fim-de-semana andei por outras paragens... fui revisitar a Regaleira! no Outono, em Setembro, é demais!

Boa semana
um sorriso :)

mariam

Maria said...

Fernando Vasconcelos

Não percebendo porquê, não consigo entrar no seu blog. Ou por outra, entro, mas o blogue cai imediatamente...

De qualquer modo deu para ver que tinha Brel no post de hoje, Brel, de quem gosto tanto...

Um abraço

Cris Caetano said...

Nossa! É lindo!

Beijinhos

Ana said...

"Doce e cruel".
Por razões diferentes, certamente, é assim que sinto Setembro.

Beijinho