Monday, February 08, 2010

Refaz-me


Penetras-me todos os dias, sempre que te apetece. Deixas que eu me encha de ti, naturalmente. Namoras-me e saboreias-me da mesma forma e ao mesmo tempo que te namoro e te saboreio. As crianças a brincarem com a nossa espuma.
A corrente leva-me sempre para ti, e traz-te de volta. Mas é de noite que nos amamos melhor. Com as estrelas como manto. Às vezes a lua, cúmplice dos nossos beijos e abraços. Enquanto as crianças sonham com castelos de areia e sorriem.
Nas minhas margens costumam chapinhar os mais pequenos e deixo que os barquinhos se passeiem imaginando viagens que não fazem. Mas estes dias foram de tempestades e amores proibidos, e as margens que em mim deixaste são enormes. Cavaste um fosso entre mim e o que resta da praia, que continuas a lamber. As minhas margens são agora enormes. Como podem as crianças voltar a brincar no meu regaço?
Refaz-me, uma e outra vez, com a doçura com que sempre o fizeste. Preciso do teu abraço, forte. E das gargalhadas das crianças...


(ainda por aqui. mas eu volto.)

43 comments:

Joao P. said...

Maria:

Mas isto é espectacularmente belo!

!

lindo Maria. Parabéns

João

anamar said...

Depois de te ler, só te posso desejar uma santa noite...
Abraço
:))

Ava Santos said...

Lindo! Até fiquei com o desejo de me envolver na espuma das ondas.
Depois de ler, acredito que o dia hoje só pode ser especial.

Um beijo Ava.

zmsantos said...

Como tu bem sabes, Maria, o mar é quem manda.
Tudo ficará como dantes, e as gargalhadas das crianças surgirão acima do marulhar.
O mar é certo...

Beijos.

Teresa Durães said...

lindo!, como é sempre a tua escrita!

Akhen said...

Simplesmente lindo. Uma imagem em
3D.

Rosa dos Ventos said...

Até mim chega o som do mar através das tuas palavras!

Abraço

Sérgio Ribeiro said...

Com tristeza, saudade, esperança. Estando vivos e lutando. Sendo. Sempre.

Abraço forte

tulipa said...

OLÁ MARIA

LINDO O TEU NAMORO COM O MAR.

este fim de semana que passou também mantive alguns minutos de namoro com o Oceano na zona de Peniche, foi mágico!!!

Nos meus 2 blogues tenho imagens captadas por mim, num deles faço um desafio, mas parece-me que há quem diga que é um desafio difícil e estranho.

O facto de "alguém" relacionar a última imagem a Praga deixa-me verdadeiramente lisonjeada, pois sei a beleza e o encanto dessa cidade.

Todas as fotos tinham que ser de lugares de Portugal e captadas em Portugal - daí o desafio ser:
MOSTRE-NOS UM PORTUGAL MELHOR OU MAIOR.

Dei algumas dicas...a 1ª foto foi na região da Figueira da Foz - Portugal

a 2ª foto foi em ALHANDRA - dentro de um Museu, cheguei-me à janela e fiz o meu clic

a 3ª foto foi em Vila do Conde, junto ao rio
e, as outras?

Beijokas. Tulipa

Pedro Branco said...

São as ondas de abraços em nós as tropeções. São almas e sangue a brotar dentro dos corações. Fugas aos milhões. Somos muito mais do que dizem as canções. Pétalas e areal, entre os sonhos e as emoções. Versos ditados, deitados ao acaso, como beijos lançados aos pavões. Cores e flores de tantas inquietações. Ventos e marés de viagens eternas de fomes e paixões. Somos assim, na impossibilidade dos silêncios roucos das exactidões.

Memória de Elefante said...

Maria!

Teu olhar o inventa
teu gesto o esboça
talvez um rosto novo que nem conhecias...


Lindíssimo!

Um beijo

Baila sem peso said...

E das gargalhdas das crianças...
as doces lembranças...
num sal que penteia o areal
com estrelas como manto
fica o delírio do teu encanto!!!
Belo, como teu canto!

boa semana
Beijo

Tite said...

A Maria e o seu...
eterno Mar ou
mar Eterno ou
Eterno Amor

Beijossssss

Fernando Samuel said...

É assim o MAR...

Um beijo grande.

Maria P. said...

Tenho de regressar à tua lagoa...

Beijinho, minha Maria*

heretico said...

Mar. e "ondas de paixão"...

belíssimo

beijo

Ana said...

A voz da lagoa. O namoro do mar. O sabor da espuma. E as estrelas como manto.
Tudo tão belo, Maria!
Um beijo.

ausenda said...

Maria, és um mar de palavras, um mar que receia o desamor!

Beijo

margusta said...

Minha Querida Maria,

...Refazermos-nos não é fácil...

"Refaz-me, uma e outra vez, com a doçura com que sempre o fizeste. Preciso do teu abraço, forte."

Sentido...Lindo!!!


Um Abraço cheio de carinho e amizade para ti!

Margusta

Pitanga Doce said...

Ai Maria este eu texto! Justo hoje que a Rosa voltou!

beijos

Filoxera said...

Leio estas linhas e penso como te conheço desde há tão poucas marés e, no entanto, gosto tanto de ti e da tua escrita.
:-)))
Beijos.

Vieira Calado said...

Sabe,

digo-lhe:

gostei do seu texto.

Bjs

Justine said...

Um texto do tamanho da tua tristeza. Onde incluo também a minha tristeza...

amigona avó e a neta princesa said...

Intenso...saudades...

Apenas eu said...

o teu mar tem a força do teu amar.
gosto assim desta tua forma única e forte com que lanças as palavras e elas causam, pelo menos em mim, um grande encharcado que sabe mesmo bem!
Olha Maria, senti-me assim, num dia de muito calor, a passear á beira mar até que uma onda bateu fortemente numa rocha e molhou-me toda. Foi em 1º o susto da força e depois a leveza do sentir.

Foi assim tal e qual que te senti.
Um grande beijo meu
és mesmo única.
se não te conhecesse diria, Tu não existes!

Luis Eme said...

linda fotografia do nosso mar...

beijinho Maria

margusta said...

Beijinhos Querida Maria!!!


...e fujo mesmo! .... Ando em busca de todas as aberturas possíveis . falta pouco....

rascunhos said...

intenso e verdadeiro!

Bj

A.S. said...

Querida Maria,

Na vida tudo renasce e se renova... até os deliciosos recantos de uma praia, onde as crianças brincavam!


Beijos
AL

rosa dourada/ondina azul said...

É um abraço permanente!

Bela a forma como nos transmites:)

Beijo, te deixo

mariam said...

Maria,

repito-me;

é ________ BELÍSSIMO ______ .


um sorriso :)
mariam

Lilá(s) said...

Parece-me que temos em comum a mesma paixão!
Bjs

A ilha eu e a poesia said...

Um abraço Maria e um bom carnaval por aí.

Manuela Freitas said...

Maria que dizer deste teu maravilhoso texto? Tudo é tão belo...que até esqueço que o mar bravo me inquieta...
Gosto muito do mar, de entrar por ele dentro de saborear os seus beijos salgados...é como uma revatilização para o meu corpo...
Há anos um miúdo dizia-me, gostava de ser peixe e eu, porquê? Gosto tanto do mar!?...
Beijinhos,
Manuela

REOCUPAR said...

vamos reocupar

arabica said...

Maré viva numa ilha audaz.
Beijo, Maria.

Violeta said...

"Refaz-me, uma e outra vez, com a doçura com que sempre o fizeste. Preciso do teu abraço, forte. E das gargalhadas das crianças..."
Belo, belo, triste e doloroso.
Boa sorte!

amor said...

Maria, amei a forma e o contiudo...Maravilhoso..

Amor

Maria said...

Muito obrigada a todos por terem passado por aqui.

Bom fim-de-semana.
Beijos.

fj said...

belos os teus escritos.
Mas ao ver a foto, recordei outros tempos...hoje não sei até qd esta situação se mantem aquando das fortes marés.
bjinho para ti maria

De Amor e de Terra said...

Bom dia minha querida Maria.
Que beleza esse texto! Uma prosa tão poética que dói cá dentro.
PARABÉNS!

Um abraço de mar da

Maria Mamede

OUTONO said...

Um daqueles textos...onde sentimos vontade de o "roubar" e ficar com ele...dentro de nós.
Um daqueles "sentires"...onde nos apetece fazer parte integrante da "cena" vida ...palavra...e até silêncio no respirar.
Um daqueles textos...que apetece...beijar, pelo prazer de ler.

Aníbal Pires said...

Olá Maria,

Há muito que me apetece deixar aqui uma palavra que possa traduzir as viagens por onde os teus textos me conduzem mas...
faltam-me as palavras que não sejam, apenas o lugar comum, porque comuns não são as tuas palavras.
Fico quieto e viajo pelas ilhas que o mar afaga mas também fustiga.

Beijinhos,

Aníbal Pires