Monday, February 22, 2010

Sou assim...

Pronto!
Sou assim.
Para ganhar (nem que ganhos fossem...)
mais uns tostões, contos, ou euros
não vou desperdiçar horas da minha vida.
As horas de vida não são contabilizáveis,
dispensam técnicos oficiais de contas,
e são a única coisa que temos.
Ah! e quantos o esqueceram,
ou nunca o souberam...



Sérgio Ribeiro
daqui

22 comments:

Joao P. said...

Apoiado!

Segue assinatura

João

Memória de Elefante said...

Porque pede audácia e é transgredir a ordem do superficial que nos esmaga.



Um beijo

salvoconduto said...

Normalmente quem assim é está de bem consigo próprio.

Abreijos.

Ava Santos said...

Um verdadeiro exemplo a seguir. Sermos o que somos e e assumi-lo com essa frontalidade.

Homem de força, sim senhor.

Um beijo Ava

clic said...

E até há quem pense que "tempo é dinheiro"!
Mas não há dinheiro que compre o tempo!... :)

Sérgio Ribeiro said...

Obrigado, Maria, e obrigado aos comentadores.
Cada texto (cada palavra!) tem uma história. Este, claro..., tem uma história. Aconteceu como um intervalo, uma pausa auto-crítica, uma paragem (curta) de reflexão (há as lentas, as em hibernação, as fundas, as de raíz).
Saltou para um papel, desses avulso. Nem sei porquê, safou-se de ir fazer companhia a outros, e sobreviceu num local de registos, quase só meu. De "ficções do cordel" para coisas assim. Que sobrevivem.
Este seu "sucesso", que a Maria amadrinhou surpreendeu-me. E deu-me força.
Obrigado.

Justine said...

Maria, escolheste bem: aí está ele definido, de corpo inteiro:))

Baila sem peso said...

Como eu entendo este dizer!!!!
O Tempo e o seu crescer...
Força então!
E que se solte esse coração!

A ti Maria, obrigada por estares sempre alerta...aqui "a pequena grande coisa" nos liberta!

Boa semana
Beijos

Cris Caetano said...

Assino embaixo... fácil assim. Tempo é vida!

Beijinhos, Maria.

Fernando Samuel said...

Muito bem!

Um beijo grande para ti - e um abraço grande para o Sérgio.

Agulheta said...

Maria. Eu já sabia que assim pensas,faço minhas as tuas palavras,quem se entrega por inteiro,nunca conta os tostões.(euros)
Beijinho e tudo de bom Lisa

SILÊNCIO CULPADO said...

Nem mais, Maria. Sérgio Ribeiro sabe do que fala. Porque o tempo que se perde jamais se recupera. Porque o tempo é precioso porque é transitório e tem um espaço reservado em cada estação. O tempo não se deixa comprar e, por isso, passa igualmente por ricos e pobres. Inexoravelmente.

Abraço

Apenas eu said...

fui ali "Sergio Ribeiro".
fizeste-me muito bem em trazê-lo para aqui...

estava mesmo a precisar de ler estas palavras.

as horas da vida não têm preço!
e eu que perco tempo como o caraças!

beijos Maria
és linda

mdsol said...

... de modo que, fui a casa do próprio dizer que sim senhor, que é bonito!

:))))

[Obrigado por o teres trazido]

maré said...

somos tantos com saldos errados


cegueira obstinada

Manuela Freitas said...

TIME IS MONEY, dizem os ingleses, não estou nada de acordo, tempo é vida, é sonho é liberdade...
Bjs,
Manuela

A.S. said...

Eu estou como nos diz a Maré. somos tantos com saldos errados! porém a razão nunca é nossa!!!
Temos que começar a pensar na desobediência civil...


Um beijo para ti Maria.
Um abraço para o Sérgio!

AL

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.
Beijos a todos.

paula barros said...

Demorei por aqui refletindo...em muitas coisas penso que sou assim...mas ainda fiquei em dúvida.

beijo

O Profeta said...

Apetece-me pintar a musica
Que me afaga a alma, desperta os sentidos
Apetece-me pintar-te o sorriso
Unir-te aos meus anseios antigos

Uma tela, universo ávido de um deus
Será o pintor o criador da cor do dia?
Um salteador das sombras da noite?
Ou apenas um semeador da nostalgia

Boa semana


Doce beijo

heretico said...

beijo e abraço

Sopro leve said...

A vida me ensinou...

A dizer adeus às pessoas que amo,
Sem as tirar do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostra-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade,
Para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir;
Aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças;
Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo,
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhosa com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafectos;
Perdoar incondicionalmente,
Pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente,
Pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordada;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;(Já fiz d+ esse ano)
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas", embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e esta me ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesma tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.
Sou feliz amo minha vida, minha família, meus amigos, meu amor, meus colegas, meus rivais!!!

Charles Chaplin