Saturday, November 03, 2007

Em tempo de solidariedade...

"A maioria PS/BE que governa a Câmara Municipal de Lisboa vai despedir mais de 120 trabalhadores que se encontravam em situação precária.

Contrariamente àquilo que o Dr. António Costa e o Vereador das Finanças/Recursos Humanos afirmaram, os 120 trabalhadores que receberam cartas de rescisão de contrato têm horário de trabalho, subordinação hierárquica e demais premissas que qualquer outro trabalhador do município. Isto é, têm uma relação de trabalho permanente.

Disse o Vereador dos Recursos Humanos, quando foi aprovado o plano de saneamento, que os critérios para eventuais rescisões teriam em conta, entre outros aspectos, os trabalhadores com contratos de avença há menos de 3 anos e com base numa informação das chefias sobre necessidades de pessoal dos respectivos serviços.

A VERDADE, é que todos os 120 trabalhadores têm três ou mais anos de contratos de avença, alguns até têm mais de 10 anos. Aliás, quando esse plano foi aprovado, alguns desses trabalhadores já tinham recebido cartas de rescisão.
A VERDADE, é que ninguém conhece as informações elaboradas pelas chefias quanto às tais necessidades.
A VERDADE, é que o Vereador dos Recursos Humanos afirmou na última reunião de Câmara que até final de Novembro será feita uma avaliação dos contratos precários. Só que, entretanto, mais de 120 mulheres e homens receberam as cartas de despedimento. Afinal como é? Quais são afinal os critérios globais que presidem às medidas?

O Vereador do Bloco de Esquerda, Sá Fernandes, veio dizer que aprovou o plano de saneamento porque tinha acordado com o PS medidas de resolução para a situação dos contratos com vínculo precário. A resolução aí está – despedimentos!

Lágrimas de crocodilo os trabalhadores da CML rejeitam. Assim como rejeitam falsas ingenuidades. O Vereador Sá Fernandes e o Dr. António Costa sabem o que fazem!

2 de Novembro de 2007"

46 comments:

Maria said...

Trabalhei quatro anos na Câmara Municipal de Lisboa, onde ainda me ligam laços afectivos.
Recebi este texto hoje, por mail, de uma (ainda) trabalhadora da CML.
Publico aqui o texto para que todos saibam como estão a ser resolvidos, na CML, os problemas dos trabalhadores com contrato precário.
Porque estou solidária com os meus ex-colegas e amigos. Porque não se pode prometer uma coisa e fazer outra. Porque já chega de nos enganarem...
... e porque A LUTA CONTINUA!!!!!!!

No beijo que aqui te deixo, L., vai um para todos.

Maria P. said...

Receio que mais situações destas possam surgir, infelizmente!...

Um abraço.

Pepe Luigi said...

Mais um mostra da brutalidade de despedimentos deste "grandioso" governo.

Agradeço o teu comentário no meu sinestesia. Com um beijinho
Pepe.

Luis Eme said...

A corda parte sempre pela parte mais fraca...

e no mundo do trabalho, somos nós trabalhadores, essa parte mais frágil, e por isso mesmo a mais fácil de descartar.

Apesar das teorias socialistas do PS e do BE, assistimos a mais um gesto anti-democrático, ou seja, ao capitalismo no seu melhor.

Jose Gonçalves said...

Olá maria

Tenho familiares a trabalharem na Câmara Municipal de Lisboa.
Sempre lhes disse que uma coisa são as afirmações dos políticos, antes de lá chegarem, outra coisa é o que eles dizem e fazem depois de lá chegarem...
Mas penso que este não é só um problema da Câmara Municipal de Lisboa... todo o país anda a prazo...
Um abraço e um bom fim de semana
Jose´Gonçalves

Fernanda e Poemas said...

Olá Maria, são situações horríveis,
e penso que infelizmente não vão ser as únicas.
Beijinhos,
Fernandinha

Mar Arável said...

É NECESSÁRIO ABRIR OS OLHOS

Não é só a camara de lisboa

é o regime democrático

que começa a passos largos a estar

ameaçado

Papoila said...

Descobri mais um ponto que me liga a ti Maria .... A CML

O Vereador dos Recursos Humanos tem a sensibilidade de uma formiga para tratar os trabalhadores.

Constou-me que há casos de pais de família que têm um contrato de 600 € a serem dispensados enquanto se mantêm contratos de 2500 € a pessoas que simplesmente por lá passam... trabalho não se vê. Onde está a análise caso a caso!!!!

Já agora doi muito ver um partido de esquerda bna cML a ter tão pouca atenção pelos direitos dos trabalhadores.

BEijos
BF

inominável said...

uma vergonha... avalizada pelo governo... o mau exemplo do costume...

Leticia Gabian said...

Maroca,
Políticos e afins fazem parte de uma raça diferente. Antes que nos exterminem precisamos agir contra eles, mas com as nossas armas (as mesmas tão temidas por eles, desde a época da ditadura). É preciso que eles entendam de uma vez por todas que o povo não é uma massa disforme e sem vontades e idéias. Acima de tudo, temos os nossos direitos.

O Sibarita said...

Ah é tudo igual tanto faz ai ou aqui esses políticos botam prá lenha no povo!

Ô Maria retada meu Deus!

bjs
O Sibarita

samuel said...

Fui ali ao "Cravo de Abril" sirripiar estes versos do Castrim, que vêm a propósito:

ANA E ANTÓNIO

A Ana e o António trabalhavam
na mesma empresa.
Agora foram ambos despedidos.
Lá em casa, o silêncio sentou-se
em todas as cadeiras
em volta da mesa vazia.

«Neo-realismo!» dirão os estetas
para quem ser despedido
é o preço do progresso.

Os estetas, esses, nunca
serão despedidos.

Ou julgam isso, ou julgam isso.


Mário Castrim

samuel said...

...escreve-se "surripiar" :)

MiE said...

Não se deve acreditar nos políticos!!

Nunca nos dizem a verdade, dizem a mentira antes, para esconder a verdade que vem depois.


É tempo de despertar.

Greve aos produtos estrangeiros.

Consumir apenas os nossos produtos para que haja mais trabalho e mais investimento no que é nosso.

Mesmo que tenhamos de abdicar de alguns produtos de consumo, que seja, com certeza que teremos o necessário!!!


Se isto fosse possível neste país Havia esperança...!

Foi com esta educação que Espanha é o que é...

A Luta continua!

beijo

MiE said...

mas eu ainda sou uma sonhadora!!

MiE said...

People Have the Power

http://www.youtube.com/watch?v=bCn-mpXZZps&eurl=http://mi-roads.blogspot.com/


Bolas...já lá vão 3 comments :))
Mais um beijo

Sophiamar said...

E a miséria irá tornar-se dia a dia cada vez maior. Se deixarmos, se não fizermos ouvir bem alto a nossa voz se não formos solidários...Entre aquilo que se promete e o que depois se faz há uma grande diferença.

Beijinhos

said...

Quando as estruturas da Democracia se alicerçam sobre a precariedade dos seus cidadãos.
É um passo para a precariedade da própria democracia.

C Valente said...

como digo,os politicos prometem e dizem hoje uma coisa, amanhã outra completamente diferente, por isso , "raios o ps partam , não acredito neles"
Saudações amigas

SILÊNCIO said...

A autarquia da minha cidade natal tb ia colocar pessoal nessas mesmas condições:(

Bjssss

elvira carvalho said...

Também tenho familiares na CML. Trabalhadores a prazo é o pão nosso de cada dia. Na CML, nos hospitais, nos ministérios, e em todo o lado. Somos um país a prazo e a ficar fora dele.
Bom Domingo
Um abraço

Gi said...

Tempos difíceis estes em que vivemos. Precaridade nos empregos e precaridade na vida em geral. Espero que não seja sintoma da precaridade na democracia ... às vezes parece.
um beijo

Fernando Samuel said...

Na verdade vivemos num regime de POLÍTICA ÚNICA praticada por um PARTIDO ÚNICO BICÉFALO, como mostra a realidade dos últimos 31 anos: PS e PSD no governo, numa alternância mascarada de alternativa - já que, como temos visto (e sentido), nem com forte lupa é possível descobrir diferenças, no essencial, na política que em sido comum aos dois.
Acresce que essa política única, porque é profundamente injusta e anti-social, é cada vez mais limitadora das liberdades democráticas. Por tudo isto, designarmos por democracia precária esta democracia em que vivemos, é o mínimo que podemos fazer...
Resta-nos, como sempre acontece nestas situações, lutar, lutar sempre. Pelos direitos humanos, sociais, civilizacionais que esta política única nos nega.

Ch said...

Olhem aí a governadoria municipal escamoteando direitos adquiridos de servidores...
Que decepção!
Mas do lado de cá, aberrações como essa estão sempre acontecendo, para mais ou para menos. Se de um lado, as demissões maciças escondem ardis, as admissões fraudulentas e ao arrepio da lei dão a tônica dessa política enxovalhada por péssimos exemplos humanos.
Eita mundão velho sem porteira!!!
Abraços do
Carlos

Tozé Franco said...

O Bloco de Esquerda apoia a medida? Ai se fossem outros.
Não haja dúvidas que a chegada ao pode altera muita coisa. Já o Eça o dizia há mais de 100 anos. Leia-se a Campanha Alegre e dificilmente se acredita ter sido escrita no século XIX.

rui said...

Olá Maria

És uma mulher guerreira!
Adoro a tua força e, o teu sentido de solidariedade.
Bom domingo
Beijinhos

Fernanda e Poemas said...

Olá Maria, passei para deixar-te um beijinho.
Fernandinha

Papoila said...

Maria
passa por este blog e ajuda a divulgar
http://www.lisboaemalerta.blogspot.com/



Beijos
BF

Delfim Peixoto said...

"Leio-te, às vezes apetece-me ficar, outras apetece-me fugir....
... mas continuo a ler-te, sempre..."
bjinho
~

Porquê???? fico sem palavras e triste, pois acho que magooo sem querer.... tens o meu endereço por aí....queres falar?
jnhs

José António said...

É triste, mas começa a ser uma evidência: o poder económico manda cada vez mais no Mundo. O problema é que manda sempre a favor da mesma lógica.

Diogo said...

Parabéns pelo blog, Maria.

Qundo puder passe no meu.

http://100folhas.blogspot.com/

Diogo

Sailing said...

Amiga Maria, tudo bem contigo?

Quero pedir as minhas humildes desculpas por termos estado ontem na apresentação do livro, Navegando nas Palavras, e não te ter falado.

Só hoje a Talia me disse quem tu eras e fiquei triste por ter desperdiçado uma oportunidade de falar com alguem que tenho a maior consideração.

Sou meio cabeça no ar e vim pedir desculpas por não ter reconhecido a minha amiga.

Outras oportunidades existirão.

Até breve e deixo aqui expresso as minhas humildes e sinceras desculpas.

Bj

Maçã de Junho said...

e ainda têm a lata de se dizer "de esquerda"!!!!
Tenham é vergonha....

beijo
M

AJO said...

A verdade é o que está escrito neste texto... a verdade é que o pior está para vir. A verdade é que eles (políticos)apenas pensam nos não políticos meio ano antes das eleições, até lá servem-se a eles e a quem lhe convém... isto assusta-me...
Boa semana

António Melenas said...

Promessas? mas quem acredita já nas promessas teste fabianos, a começar pelas promessas eleitorais do senhor Sócrates?
Há que denunciar e ampliar a denúncia que tu aqui fazes.
Força
Um beijinho

Bia said...

A VERDADE Maria é que estamos a precisar de um novo 25 de Abril... eu não percebi o 1º, era pequena, mas sempre o entendi, agora espero que as forças da natureza se juntem e dêem um BASTA nesta nossa vida que vai de mal a pior.
Beijo meu
A-_TU

Rui Caetano said...

As coisas não andam muito fáceis.

Alexandre said...

Tanto sabem o que fazem que estão os dois bem unidos - Sá Fernandes foi um engodo e na prática pouco ou nada fez por Lisboa ainda!

Da CML sei de trabalhadores nessa condições e também sei de outros que ganham centenas de contos por mês a recibos verdes só para se coçarem pelas paredes. E há meia dúzia que trabalha para a grande maioria... que bom ter um emprego - não trabalho - na CML.

Muitos beijinhos!!! As fotos da procissão foram tiradas em Arrentela, Seixal, na Margem Sul do Tejo!

Hugo Besteiro said...

Se o BE não tivesse a cobertura mediática que tem nem sequer existia enquanto força política...
Mas como é óbvio, quem lhe dá tempo de antena sabe o que faz...

Quanto ao PS já não surpreende muita gente desde há 33 anos..

Maria said...

Muito obrigada a todos que, com a vossa passagem aqui, disseram o que com certeza dizem os trabalhadores ameaçados, não só os da CML, mas os trabalhadores portugueses que têm vínculos precários.
Por isso a luta continua, com a força que ainda nos resta, e que ainda é muita, ainda é tanta...
Mas tem de ser uma luta diária, de desmascaramento dos falsos defensores dos direitos dos trabalhadores.
E é preciso não ter medo, e é preciso continuar em frente, sempre...
Muito obrigada.

Beijos

(sailing: fica para a próxima....)

bettips said...

Samuel lembrou um poema de MC tão realista! O teu alerta é de tantos sentidos...porque o trabalho é preciso e no entanto assim desperdiçado, por acordos e interesses. Em todo o lado! Tudo em nome "das reformas democráticas" e "viabilidades económicas". Que não começam por cima. Um monstro de mil olhos e mil patas... Grata Maria, em nome de todos os desempregados que já nem constam nas estatísticas. Bjinho

Sininho said...

Minha cara Maria voltei ás lides logo numa altura tão deprimente.
A coisa está a ficar muito complicada e não é só no nosso país.

O que custa é ouvir apelar para a contenção de despesas e, ao mesmo tempo, saber como se estoiram milhões sem nenhum pudor.
Sá Fernandes, Costas e outros são personificações do Dr. Jeckill e Mr. Hide, conforme estão no poder, ou na oposição.
Os restantes lêem pela mesma cartilha.
O túnel está mesmo escuro de todo.
E não me refiro ao do Terreiro do Paço...

Beijinho

Maria said...

bettips

sininho

... e que dizer do discurso do deputado candal, entre outros, hoje no parlamento?
E amanhã a saga no parlamento continua, vamos ver o que sai de lá...

Beijinhos

Maria said...

diogo

O teu perfil não está disponível.
O blogue com o endereço que indicas não existe.....

O´Neves said...

Esta malta do BE, faz-me lembrar os "pum-pums" do verão quente...passados 30 anos, são todos de Direita: Durão, Pacheco Pereira, etc..etc...

O "Alves" Cunhal(como dizia um velhote antifascista de Alverca) é que tinha razão, estes gajos fazem o jogo da reacção, ao dividir a Esquerda!

PS: Amanhã(se Marx quiser) vai ser dia grande, vou conhecer o Gerry Adams !!

Maria said...

o´neves

Não sei quando passaste por aqui...
Que dia grande foi esse, com certeza... como os admiro...
Quanto ao resto, sabes como é... fazem o seu papel histórico...