Monday, November 12, 2007

O legado


Chegou o tempo de deixar na pedra
alguns sinais de ti, mas não te iludas
nem as marcas fundas das palavras
nem o sangue das mãos no sulco
do cinzel podem dizer como eras o galope
dos cavalos, como as aves te voavam
junto a si, como as mãos que tinhas
abraçavam tanto mundo

(Vasco Pontes, dovoar)

29 comments:

bettips said...

Cheguei então, em primeiro lugar, ao farol de ti: palavras e imagens que reconheço, desdobradas por um sentir de ave. Porque os olhos das aves são diferentes.
(fiquei esquisita com essa do "engano" da amiga no blog. Mas isto serve para quê? Já não basta tentarmos o engano de viver neste tempo "faz de conta"? Sugiro que o digas, em voz alta e na vertical, como costumas ser, avisando assim os que de coração limpo aqui andam. Mas claro, o critério é teu.)
Beijinhos

Maria said...

bettips

O farol meu, aqui em frente....
... é o que me importa, agora.

Beijinhos

herético said...

belo poema. de amor. a abraçar o Mundo.

Jose Gonçalves said...
This comment has been removed by the author.
Jose Gonçalves said...

O Búgio, não é? Pelo menos parece-me ou é muito semelhante.
Mesmo assim, sendo ou não faz-me sentir tantas saudades desse farol.
Que saudades...
Foram muitos os fins de semana à pesca de barco bem pertinho dele.
Uma boa semana
José Gonçalves

Berta Helena said...

É muito bonito, Maria. O poema do Vasco Pontes e o Farol que eu não conheço. E tenho pena.

Beijinhos.

Papoila said...

O teu legado por aqui são as palavras com que nos brindas...

Beijinhos
BF

Leticia Gabian said...

Ai, Maroca!
FAROL!
Quanta simbologia em torno dele!
Quanto de inspiração que dele brota!
Se os nossos olhos pudessem ir tão longe quanto vão os fachos de luz de um farol....

Beijo enorme, amiga

Luis Eme said...

Chegou o tempo de te agradecer o "agradecendo...", e claro, a tua simpatia, Maria.

Em relação à oferta, sabia que era um livro que te dizia muito, até por teres um conhecimento real de alguns acontecimentos da qual falo, e por seres Antifascista, por saberes que o fascismo existiu mesmo, apesar das muitas "máquinas de lavar" que existem por aí, capazes até de dizer, que o Salazar e o Marcelo eram uns tipos porreiros...

Abraço

PostScriptum said...

O farol é tb um símbolo do movimento antifascista. Não creio ser essa a intenção do post. É O farol. A mim, guiou-me e iluminou-me. Bem hajas.
Beijinho

Sininho said...

Ó Maria mas o farol......Farol...facho... ó caramba ja ando a fazer confusões, isto são males da idade...

Beijinho (já me conheces...)

rosa dourada/ondina azul said...

Lindo, o farol, para nos guiar !


Beijo p ti,

samuel said...

Um farol chama-nos a atenção para depois nos dizer que devemos afastar-nos.
No meio da tempestade e da noite diz algo como "sou a única coisa que neste momento consegues ver, mas é exactamente para aqui que não deves vir".
É estranho!
Felizmente há outros "faróis"...

Fernanda e Poemas said...

Olá Maria, linda postagem minha querida, este farol também é muito importante para mim.
Está na minha frente mas do outro lado do rio.
Beijinhos,
Fernandinha

MiE said...

O "Búgio" é sempre bonito, um guia, um alerta aos navegantes.

E navegar é preciso...

O poema "dovoar" também é "forte".

Um beijo enorme para ti

rui said...

Olá Maria

O teu farol..., como é lindo!
Ponto de referência no espaço.

Que tenhas uma linda semana
Beijinho, Maria

Maria P. said...

Este poema...lindo!
"Dovoar" o livro, magnífico!

Excelente escolha.
Beijinho.

elvira carvalho said...

Lindo o conjunto Farol-Poema.
Como se um fora parte do outro.
Uma boa semana, um abraço

multiolhares said...

Que o farol
Ilumine os teus passos
E te faça voar
Beijinhos
luna

MIMO-TE said...

Belo poema Maria.
Farol, também é luz, que nos guia, que ilumina a escuridão da noite.
É o que necessitamos todos. Seguir um caminho iluminado pela luz desse farol.

Beijos

brisa de palavras said...

É tempo de olhar o horizonte e ver mais adiante...
um abraço

brisa de palavras

Gi said...

Há pessoas ... momentos que se tornam praticamente indescritíveis tal a riqueza, o turbilhão de emoções que nos proporcionam. Nem caneta , nem cinzel as conseguem captar. Ficam ad eternum dentro de nós.

Um beijo Sereia

Jose Gonçalves said...

Olá Maria

Passo por aqui para te dizer que o meu filho Gonçalo me acaba de confirmar que esteve presente na homenagem feita ao Adriano.
A resposta que me deu foi esta:
Olá, realmente estive na homenagem ao Adriano, aliás, fui eu quem escrevi a primeira parte do arranjo que apresentámos. O resto foi o maestro.
Portanto é verdade esteve lá e bem.
Um abraço
José Gonçalves

C Valente said...

O Farol do Bugio, muito bem, também gostei do poema
saudações amigas

margusta said...

Querida Maria,
..esta foto veio mesmo a propósito!

...è lá que todas as manhãs te vou depositar um beijo com o olhar...
E é lá que sempre que for ver o por do sol te vou deixar o meu abraço!...
Vou estar ausente daqui Maria..mas não me vou esquecer de ti...nunca...pois eu sei que o teu olhar se cruza com o meu no Bugio...
Xi..tou a chorar...isto não está lá muito bem...

Beijinhossssssssssssssssss

Alice Matos said...

O meu legado, por hoje, é um beijo de boas noites e o meu carinho...

Maria said...

Quando as palavras do post não são minhas, o que é o caso, não costumo responder aos comentários. Há, no entanto, aqui dois ou três amigos a quem devo duas palavras.



luís eme

Eu é que te agradeço a tarde que me proporcionaste. E a ternura das pessoas presentes. Tenho a certeza que, todos juntos, não vamos deixar apagar a nossa memória colectiva. Um abraço para ti.


sininho

É mesmo porque te conheço... mas não há confusão possível, fada com alma de gancho...


samuel

Felizmente, e avisar é preciso, sempre...


maria p.

Como eu gostava que a Casa Fernando Pessoa se enchesse de gente na quinta feira...


margusta

Sei que vais estar ausente, desejo que não seja por muito tempo.
Mas agora deixas-me apreensiva...
Xi... duas a chorar não...
Um abraço forte para ti, querida Margusta




Desculpem, afinal foi um bocadinho mais...
Para quem tem dúvidas este farol é o Bugio, sim, tal como o vejo (um pouco mais longe...) desta minha casa.

Muito obrigada a todos por terem passado por aqui.

Beijos e boa semana

JOSÉ NEVES said...

O Búgio com toda a sua beleza e explendor, bonita imagem.

Beijinhos.

Maria said...

josé neves

Obrigada...

Beijinhos