Friday, October 23, 2009

... e não consigo...


Entraste devagarinho dentro de mim. E eu deixei.
Inundaste-me com a alegria de um menino. E eu sorri.
Dançámos todas as danças que havia para inventar. Estremeci
e o teu coração bateu forte, apressado.

No vai e vem das marés andámos por caminhos proibidos. E tu sabias.
Demos as mãos com a ternura do amor primeiro. O nosso.
Pintámos esse amor com o vermelho da paixão. Vivido.
Das palavras que nos dissemos só uma ficou acordada. Falo da saudade.
Todas as outras adormeceram no tempo no dia na hora que não escolhemos.
Vejo os teus olhos que me sorriem e tu não me vês.
Dou-te um abraço apertado que tu não sentes.
Beijo-te o corpo sem te tocar e amo-te!
Mantenho o teu cheiro, que guardo com todos os sentidos.
Vives rente ao meu coração que ainda bate descompassado, por ti.
Agora sou eu que quero sair de dentro de mim.
Estilhaçar-me em mil pedaços.
… e não consigo…

31 comments:

Clotilde S. said...

Profundamente belo. Um abraço longo, amiga.

Clo***

salvoconduto said...

Estava a precisar de ler algo assim a esta hora.

Um abraço, mas daqueles que se sentem.

Delfim Peixoto said...

Genuinamente ... teu!
Bjnhs

anamar said...

Maria,
estou quase a pedir-te as palavras.
Preciso!
Beijo
:))

Joao P. said...

Maria:

Profundissimo.

Bela definição de amor e comunhão.

nem sei o que te diga mais pois só estraga a beleza do original

Beijo

João

paula barros said...

Quem sente ou já sentiu assim, consegue sentir suas palavras a percorrer corpo e mente, a navalhar as lembranças.

E tenho que dizer que achei lindo. Perfurante.

abraços

Gosto quando escreve assim.

mie said...

Só os Poetas dizem assim. como tu.

...ai o amor


...e a dor.


um beijo enorme

Maria. ilha dos amores.

Maria ilha dos amores

Bom fim de semana.

Ana said...

Consegues ... dizer com palavras sentidas um amor incondicional.

Qualquer outras palavras de comentário seriam inúteis.
Um beijo, Maria.

Lúcia said...

Maria
tua, a escreveres sobre o Amor e a dor,e a espera e a ansiedade... comoves, mulher!

Beijinhos grande

Rosa dos Ventos said...

Belo e comovente!

Abraço

Fernando Samuel said...

Consegues! - como se vê, aliás...

Um beijo grande.

Cris Caetano said...

Conheço esse teu poema e adoro! :)

Beijinhos

Apenas eu said...

Maria. belo o teu poema. belo e profundo. não o conhecia.
li-o reli-o. para te dizer que nunca mais o esqueço. cravou-se em mim.

Um Grande beijo

ausenda said...

E não consigo dizer mais, que...Sublime qualquer amor que te faz ser este poema!

Beijo

Little Monster said...

Ai Maria... Maria...
Nem tenho palavra... assombrou-me recordações difíceis, ressentiu-se o meu coração.
Saudade é aquela palavra...

Beijo grande

Tite said...

Lindo mas muito triste.
Perguntam-se o que se passa para não visitarmos os blogs habituais.

É simples. Ou estamos mais gastos por tudo e por... nada. Ou já não aguentamos tanta tristeza para além da nossa.

Faz falta uma certa alegria que nos contagie e ajude a tornar os dias menos penosos.

Amiga, FORÇA!!!!!
A Saudade, sempre a Portuguesa Saudade.

Agulheta said...

Maria. Só poderei dizer,simplesmente belo e de palavras bem sentidas.
Beijinho bfs

Lisa

amigona avó e a neta princesa said...

Não consigo dizer nada! Beijos Maria...

viajantes said...

belo poema Maria.

Luis Eme said...

tanto amor junto...

beijinho Maria

Violeta said...

Acredita que vais conseguir... Acredita!

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram por aqui.

Bom fim-de-semana e beijos

mfc said...

Os caminhos proibidos... são os que se desejam!
Muito bonito... como sempre.

Filoxera said...

As tuas palavras são de tal forma fortes que se sentem :-(
Um xi, amiga.

heretico said...

por vezes a tua Poesia "arrepia". de tão genuína e tão refrescante...

água cristilina bebida pela concha da mãos.

belíssima.

beijo

Papoila said...

fiquei sem palavras... simplesmente maravilhosa a forma como sentes,

Um beijo
BF

Sunshine said...

Amor escrito na cor que escorre do lado esquerdo do peito.
Muito belo o teu texto. Tinha saudades das tuas palavras.
beijinhos com raios de sol

maré said...

porque temos que escolher uma fuga
porque , às vezes, morrer é tão devagar...

_____

beijos maria

carmen said...

Maria querida,
Como sempre aliás, sinto tuas as minhs palavras e penso também pedi-las emprestads, como também muitas vezes já fiz.
E como diz o poeta..."porque o amor é a coisa mais triste quando se desfaz...."
Beijo baiano

joana said...

posso saber se essa foto é no Bom Sucesso, Lagoa de òbidos?~parece-me que sim...

Maria said...

joana

não, esta foto não é da lagoa de óbidos...