Sunday, March 21, 2010

Sophia, Poesia!


As ondas quebravam uma a uma
Eu estava só com a areia e com a espuma
do mar que cantava só p'ra mim.


(vou ali e já volto. logo logo.)

40 comments:

quicas said...

Sophia, a Poetisa, minha paixão!
Parabéns por este momento!
Boa noite, beijinho de bom fim-de-semana!
(e obrigado pela sua visita!)

Alien8 said...

E, depois da música, a Sophia.
Até breve.

Ana said...

A FONTE

Com voz nascente a fonte nos convida
A renascermos incessantemente
Na luz do antigo sol nu e recente
E no sussurro da noite primitiva

Sophia de Mello Breyner

Foi bom conhecer-te, Maria, e para ti, escolho Sophia, porque ela me incita a renascer.
Beijinhos e... VIVA a PRIMAVERA!

Cris Caetano said...

E canta mesmo, em respostas aos poemas lindos que escreves.

Demora não, tá?

Beijinhos

Fernando Samuel said...

A Sophia é música, também...

Um beijo grande.

Duarte said...

As ondas

Na sucessão das ondas
Miriadas de reflexos,
Como pirilampos
Num mar que centelha
Mirada trémula
Olhos que estremecem.

Nascem novas ondas
Sobre as que morrem,
Nascem da morte,
Dão continuidade à vida.

Num esforço imenso
Sobem ao mais alto e caem,
Rebentam em espuma rasa
Numa explosão de brancura;
Humedecem a praia,
Impulsos que refluem.

No estalido das ondas
ao quebrar na rocha,
elevam-se clamores,
baforada de espuma,
saliva de desesperação,
Impotência no querer,
secreto dilacerante.

Furiosas de espuma,
de poeirada branca,
contra as rochas escuras,
infatigáveis,
as ondas.


Um grande abraço

Rosa dos Ventos said...

Muito boa escolha!

Abraço

Memória de Elefante said...

Maria!
Que maravilha a Sophia, sempre me emociona...

Um beijo

isabel said...

o mar. sempre.

gostei tanto, tanto de te conhecer :)

um beijo, querida Maria

Luis Eme said...

vai e vem com a Sofia...

beijinho Maria

Apenas eu said...

lindo maria.

beijo meu

escarlate.due said...

e enquanto vais e voltas podemos usufruir desse mar? :)

Teresa Durães said...

Acima de tudo, adorei conhecer-te! Finalmente, ao fim de tanto tempo. Espero que para ti tenha sido tão bom como para mim foi. Não tive tempo de dar atenção a tantos que queria. Um beijo!

Leticia Gabian said...

Nada como a Sophia e o mar no dia mundial da poesia!

Beijo grande, AICeT

ausenda said...

Neste dia...celebremos a poesia!!!!

Beijo

viajantes said...

beijinho Maria.

Pedro Branco said...

Não canto mais que a minha voz é um eco que me prende a alma. Deixo-me ficar na inquietação muda de um grito preso. O meu corpo vagabundo morre por entre os fogos e os sonhos. O meu sangue procura-me. O meu olhar foge-me. O meu abraço percorre-me. E afoga-se nestas lágrimas de cantar.

Rosa dos Ventos said...

Cara Maria
Quanto a Óbidos, claro que eu sabia que tu sabias...
Mas há que alimentar o jogo, não é?
Se dissesses logo, lá teria eu que pensar num novo post... :-))

Abraço

DE-PROPOSITO said...

As ondas podem ser carícias. No entanto também podem ser sinónimo de tempestade.
---------
Que a felicidade ande por aí.
Manuel

clic said...

Estavas era muito bem acompanhada!... :)

Filoxera said...

Não estavas só, não: eu estava lá contigo.
:-)
Beijos.

Manuela Freitas said...

Olá Maria,
Comigo já está tudo bem, problema superado!...Obrigada pelas tuas palavras.
Maria tu já és poesia...mas deste a primazia do dia à Sofhia...excelente!?...
Beijinhos,
Manuela

Joao P. said...

Maria:

Absolutamente sem palavras

Basta contemplar

beijo

João

margusta said...

Querida Maria,

...e é tão bom, quando o mar canta só para nós :)

E que bem que o "cantava" Sophia!

Volta logo querida amiga, mas aproveita enquanto vais!

Mil beijinhos,

Margusta

Agulheta said...

A poetisa do mar e da paixão...Sophia,adorei neste começar de primavera.
Beijinho bs Lisa

mdsol said...

Vai muito bem e volta ainda melhor.

:)))

[És mesmo uma papoila saltitante]

Maria P. said...

Fico à espera...

Beijinho, minha Maria*

Justine said...

Vai bem, volta melhor, cheia de mar e poesia!

A.S. said...

Maria... apeteceu-me chamar-te "Menina do Mar"!
Sophia, dizia que era o som da espuma a desfazer na areia que lhe trazia as palavras!!!


Beijos
AL

heretico said...

bom regresso...

beijos

Pondé said...

Sobre aquela dúvida levantada durante o jantar:

"Trotsky foi isolado, expulso do partido e dois anos mais tarde deixou o país, indo radicar-se no México, onde influenciou pequenos partidos socialistas mundiais, igualmente opositores ao regime stalinista. Mas Stalin, não suportando as críticas trotskistas, que o colocavam como renegado do marxismo e ameaçavam a política burocrática do governo soviético, mandou assassiná-lo, em 1940, na cidade do México."

Como eu havia dito: algum deles (líderes soviéticos) foi expatriado e morreu assassinado no México.

Tô caduca ainda, não, Maria!

continuando assim... said...

Convite

O livro "Continuando assim...", foi maltratado...

Resolvi por isso, e porque tanta gente não encontra o livro onde deveria estar (nas livrarias), recontar a história
Lá no …. Continuando assim…
www.continuandoassim.blogspot.com

Vamos em metade da história, o livro reescrito, não está igual (nem poderia!) ao que foi editado.
Obrigada a todos os que vão seguindo (pois só assim vale a pena).
Um obrigada especial a quem ainda não conhece e chega de novo

Uma reflexão em relação a todo este assunto entre livros, autores e editoras, e um conselho, se é que me é permitido:

--- quando vos pedirem dinheiro para editar as vossas palavras, simplesmente digam que não ---
BJ
Teresa

maré said...

era...é harmonia!

ir é sempre levar o coração e trazer flores nos olhos


_____

beijo

Pitanga Doce said...

Toda vez que venho aqui tás indo a algum lugar e eu...aqui.

duarte said...

demora tanto tempo quanto precisares. mas volta.
canta o mar, dançam as ondas
murmurios de vento
ecos em conchas....
abraço do vale

BlueShell said...

O mar e os seus encantos...bem como os seus perigos: metáfora da Vida, não é?

Um Bj
BShell

Dilly ♥ said...

Mar... o mais doce amante.
Beeijos ♥

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.

Beijos

Maria said...

Pondé

Só mesmo tu para me lembrares certas coisas que já estão lá para trás na memória. Arrumadas...
Caduca tô, sim, assumida. Ou seja, caducando devagarinho...

Beijão

Maria, Simplesmente said...

A lugares onde o mar canta só para nós, podes acreditar...
Bom fim de semana
Maria