Wednesday, December 22, 2010

Natal à Beira-rio


É o braço do abeto a bater na vidraça!

É o ponteiro pequeno a caminho da meta!
Cala-te, vento velho! É o Natal que passa,
a trazer-me da água a infância ressurrecta.

Da casa onde nasci via-se perto o rio.
Tão novos os meus Pais, tão novos no passado!
E o Menino nascia a bordo de um navio
que ficava, no cais, à noite iluminado...
.
Ó noite de Natal, que travo a maresia!
Depois fui não sei quem que se perdeu na terra.
E quanto mais na terra a terra me envolvia
mais da terra fazia o norte de quem erra.
.
Vem tu, Poesia, vem, agora conduzir-me
à beira desse cais onde Jesus nascia...
Serei dos que afinal, errando em terra firme,
precisam de Jesus, de Mar, ou de Poesia!
.
David Mourão-Ferreira
Cancioneiro de Natal (1971)

20 comments:

João P. said...

Maria:

Que giro, também acabei de publicar um poema sobre o Natal...
De Vinicuis

Beijo

João

margusta said...

Querida Maria,
..gostei muito deste poema que não conhecia.

Minha querida amiga, desejo que tenhas um Natal cheio de Paz e Amor, junto daqueles que amas.

Perdoa-me a minha ausência por aqui...

O meu beijo e ABRAÇO de Amizade estão sempre lá no Bugio para ti!!!

zmsantos said...

Natal, és tu, os amigos, e a Bafarela à temperatura ideal.

Beijos, muitos.

Fernando Samuel said...

Belo, este rendilhado harmonioso da poesia de David Mourão Ferreira.

Um beijo grande.

Baila sem peso said...

"Serei dos que afinal, errando em terra firme,
precisam de Jesus, de Mar, ou de Poesia!"


E para quê dizer mais?
Maria, que os dias passem felizes
na casa, na rua, num mundo sem ais!!!

Meu beijo

Justine said...

Grande poeta esse homem foi!
(eu, confesso, do que preciso mesmo é da poesia!)

C Valente said...

Santo Natal com saudações amigas

heretico said...

a sensibilidade de um grande poeta!

beijo, Maria.

Feliz Natal

Arábica said...

quatro caminhos, me trazem...

svasconcelos said...

Que grande memória esta!Lindo!
Um beijo,

hfm said...

Um bom Natal para ti!

Luis Eme said...

é verdade, coincidimos no gosto da boa poesia, Maria.

beijinho e Boas Festas.

BRANCAMAR said...

Davida Mourão Ferrira é sempre uma escolha que me diz muito.
Um Natal bonito e diferente este.
Para ti Maria tudo de bom no teu Natal e em todos os dias do tua vida.
Beijos
Branca

Cris Caetano said...

Acabo de vir do Luis e releio aqui esta maravilha. :)

Feliz Natal, Maria!

Beijos

Ana said...

Que belo poema!

Venho deixar-te um abraço bem apertado.
E um beijinho, pois então!

Paula Barros said...

Que a força do amor, de Jesus, do mar, e da poesia esteja sempre nos movendo, nos aparando, nos incentivando...e nos dando a alegria de viver.


Que o seu dia de Natal seja de muita paz e amor. Obrigada por ter feito parte deste meu ano, ter me feito passar um dia super bom. E que tenha sido o início de uma longa caminhada.


Depois me diz como lhe acho no facebook e assim estaremos juntas por lá também.

abraço e beijos e tudo de bom.

Graça said...

Maria, que o Natal seja todos os dias :)).

Um beijo de carinho e Festas felizes.

[David Mourão-Ferreira foi meu Professor. Um mestre na bela poesia.]

Parapeito said...

:))
Um belo presente Maria.
Deixo aqui o desejo que o teu Natal seja bem quentinho..e com muitos laços de ternura...
Um abraço***

anamar said...

Uma beijoca Maria, sênte-te o melhor possivel.
Santas festas,
Ana

Maria said...

Obrigada a todos que passaram por aqui.
Bom natal e festas boas!

Beijos.