Sunday, December 26, 2010

Para pensarmos, a sério, no país que queremos!


Maria – Um (outro) conto de Natal


(Gustav Klimt - "Mother and child")

O seu nome é Maria. É mãe de cinco crianças. Trabalhava na cantina de uma escola... foi despedida!

Na cantina escolar onde trabalhava a Maria, o destino dos restos de comida é o lixo... e a Maria pensou que poderia levar alguns desses restos para casa, para dar aos filhos, numa tentativa de remediar, mesmo que só um pouco, o ordenado miserável. Enganou-se! Para a “Eurest”, a empresa privada que, com o dinheiro dos nossos impostos, lucra com o negócio de muitas cantinas escolares, para além desta de Vila Nova de Gaia, isso é intolerável e motivo para despedimento.

Se os meus amigos e amigas se derem ao trabalho de ler a notícia do CM, verão que este nem é sequer um caso isolado; a empresa tem por norma ser implacável com as funcionárias, mesmo que estas se limitem a ter a “ousadia” de guardar umas sobras do seu próprio almoço, no cacifo... para quando chegarem a casa, já tarde.

Lembra, e bem, o presidente do Sindicato da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restauração e Similares, que a “Eurest” faz parte da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), associação que promove a campanha “Direito à Alimentação”, campanha em que aparece, alegre e mediaticamente, ao lado do Presidente e candidato a “Represidente”, Cavaco Silva, nas suas ações de campanha eleitoral à custa dos pobres… dos quais descobriu, subitamente e por estes dias, ser extensamente amigo.

É natal! Tempo em que alguns sentimentos nobres são vergonhosamente obrigados a conviver com a mais abjecta hipocrisia.

«Glória a Deus nas Alturas, paz na Terra, aos homens de boa vontade».
(Evangelho Segundo S. Lucas, capítulo dois, versículo catorze)


post totalmente retirado daqui


16 comments:

svasconcelos said...

É chocante, é revoltante, é passível de urros e tumultos toda esta política e políticos associados, que promovem a pobreza e ainda se pavoneiam descaradamente em campanhas solidárias de oprtunismo eleitoral, em defesa da pobreza que os próprios criaram.
:(
Um beijo,

Nilson Barcelli said...

Com esse tipo de gestão não podem ir muito longe, porque o capital humano é essencial em cada empresa.
Um excelente 2011 para ti, querida amiga.
Beijos.

Filoxera said...

Cada vez mais acredito ser inevitável uma mudança de mentalidades.
Isto é altamente desumano...
:-(

take.it.isa said...

chocante!

beijo

Vieira Calado said...

Olá, boa Noite!

Passado que foi mais um Natal,

venho agora desejar-lhe

BOM ANO de 2011!

Saudações poéticas

Teresa Durães said...

Hoje não me apetece pensar no país que temos. Vim aqui à procura do teu mar. sei-lo lá em baixo por isso espero que a maré enche de novo

Luis Eme said...

a demonstração cabal do país vergonhoso e miserável em que Portugal se tornou.

beijinho Maria

Parapeito said...

Olá Maria
Vim aqui com um miminho para ti por seres uma das brisas que me tem acompanhado mais...e depois de ler mais um capitulo tao triste como este que agora li,fiquei achar que nao podia ser mais oportuno o que aqui te vou deixar.
Espero que gostes...Eu gosto muito...è um belo poema com uma grande mensagem...Que nunca a indiferença nos vença...
Um abraço para ti
*

http://www.youtube.com/watch?v=SIrot1Flczg&feature=related
*
Mercedes Sosa- Solo le pido a dios
*
Brisas doces para ti*

samuel said...

E ficou aqui muito bem... a incomodar consciências...

Beijo.

Só Eu (Ricardo) said...

Maria.
Acredita que já não me apetece voltar.
Digo-o com frontalidade que TENHO VERGONHA DO MEU PAÍS. Onde é que isto nos vai levar? Pobre povo que tem tão pobres "politicos".
O que acabei de ler mete-me nojo, dá-me nauseas e nem me apetece dizer mais nada.
Beijo-te a coragem, admito-te a frontalidade.
Ricardo

Justine said...

Este é um conto de natal que faz finalmente pensar e olhar a realidade de frente!

Fernando Samuel said...

O conto adequado ao Natal da política de direita...


Um beijo grande.

Rosa dos Ventos said...

Li e fiquei dorida!
Um horror que isto possa acontecer quando é a fome de crianças que está em causa... :-((

BRANCAMAR said...

Inacreditável Maria, custa a crer que estas atitudes sejam tomadas por gente, os animais não fariam isso.
Este despedimento não tem qualificação posível...nem sei que diga.

Beijos
Branca

mdsol said...

... de modo que, Maria, o gesto do Cavaco se colar a espectáculos que promovem a esmola do resto devidamente cobertos pela comunicação social ainda fica mais, como dizer, abjecto.

Beijo

Agulheta said...

Maria.Venho desejar um Ano de 2011 com aquela vontade de mudança para melhor claro,pra pior basta assim.
Feliz Ano.
Beijinho