Tuesday, October 16, 2007

Adriano, sempre!


“Em memória de Adriano”

“Nas tuas mãos tomaste uma guitarra
copo de vinho de alegria sã
sangria de suor e de cigarra
que à noite canta a festa da manhã.

Foste sempre o cantor que não se agarra
O que à terra chamou amante e irmã
Mas também português que investe e marra
Voz de alaúde e rosto de maçã.

O teu coração de oiro veio do Douro
Num barco de vindimas de cantigas
Tão generosas como a liberdade

Resta de ti a ilha dum tesouro
A jóia com as pedras mais antigas
Não é saudade, não! É amizade...”

(poema de José Carlos Ary dos Santos)

Nos 25 anos de saudade.......

37 comments:

AnaG. said...

As palvras de Ary dos Santos são uma grande homenagem a Adriano.
Obrigada por as teres deixado aqui.

Boa semana.
Beijitos

Jose Gonçalves said...

Este foi o dia de Adriano.
Para a minha geração, o dia de Adriano é todos os dias.
Pena que ande muito esquecido.
Um abraço

Borboletta said...

Olá,

Estava a procura justamente desta frase “onde eu estiver quero ser eu” e parei aqui.
Que forma mais linda, doce e tão carinhosa e justa de homenageá-lo.

Parabéns!

(A)braços :)

Menina do Rio said...

A jóia com pedras mais antigas não é a saudade; é a Amizade! Lindo!
Amiga Maria, obrigada por tua visita no Menina. Eu tava publicando o post novo quando tu fostes lá. Fiquei imensamente feliz com tua presença.
Quero que saibas que aquele blog não foi feito por mim, e sim por todos vós que marcaram presença lá, me estimulando, me dando forças quando tantas vezes pensei desistir. Deixo-o agora pq ele já cumpriu sua função, mas parto com a certeza que dei o melhor de mim.

Obrigada!

Muita luz em teu caminhar

beijos

viajante said...

1- ADRIANO. Ainda e sempre a valer a pena.
2 - "Sempre perto do mar "
Mas vejo-a "sempre perto de som e tom".
3- E que Mar é esse Maria ?

isabel mendes ferreira said...

bom dia CORAÇÂO!




_____________________.

amigona avó e a neta princesa said...

Há sempre alguém que resiste...há sempre alguém que diz: NÂO!

SEMPRE!

Beijo Maria...

Méon said...

Peço licença para usar as suas imagens. Quero associar-me à homenagem a Adriano.
Vi-o cantar ao vivo! Nunca o esqueci! E ouço os cd's dele com frequência.
Um abraço solidário!
Obrigado.

Berta Helena said...

Associo-me, Maria, à tua homenagem a Adriano "voz de alaúde e rosto de maçã".

Beijos.

greentea said...

sempre ouvi Adriano , mesmo qd não era permitido

Um beijo

isabel c. said...

25 anos depois. 25 anos esquecido, para a maior parte das pessoas.

beijos

Entre linhas... said...

Adriano nas palavras de José Ary,um verdadeiro hino.
Bjs Zita

Ka said...

Maria,

desejo-te um excelente dia :)

Beijinho

Justine said...

Saudades de Adriano, sempre. Resta-noa não deixar que ele seja esquecido.

MiE said...

"Há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa

Mesmo numa noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não".


Um beijo

rosa dourada/ondina azul said...

Adriano, presente 25 anos depois !



Beijinho para ti, Maria

margusta said...

Um belo poema de Ary dos Santos, numa merecida homenagem a Adriano!

Um beijinho Maria!

samuel said...

E agora, mais difícil ainda, imaginem a "voz de alaúde" a cantar esta pérola arrepiante:

Meu amor é marinheiro
e mora no alto mar
seus braços são como o vento
ninguém os pode amarrar.

Quando chega à minha beira
todo o meu sangue é um rio
onde o meu amor aporta
seu coração um navio.

Meu amor disse que eu tinha
uns olhos como gaivotas
e uma boca onde começa
o mar de todas as rotas.

Meu amor disse que eu tinha
na boca um gosto a saudade
e uns cabelos onde nascem
os ventos e a liberdade.

(Manuel Alegre)

Sophiamar said...

Adriano jamais será esquecido porque a sua voz permanecerá entre nós enquanto houver homens.
De liberdade são feitos todos os sonhos.

Beijinhos

SILÊNCIO said...

mais umas lágrimas a resistir

bjs

despertando said...

Há sempre alguém que resiste....
Foste tao rapida no meu cantinho, vai lá ver que descobres por onde andei.
Beijinho.

Rui Caetano said...

Homenagem bem merecida.

Luis Eme said...

Linda homenagem de Ary a um grande trovador injustiçado e prejudicado pela "partidarite"...

Menina do Rio said...

A Menina nadou até a Ilha, sentiu seu cheiro e abraçou a Maria...

Beijos

O Beco said...

Olá tia:
Ainda bem que antes de fazer uma postagem sobre o Adriano vim aqui ao teu cantinho. Senão acusavas-me de plágio o vice-versa.

Beijos
O Adriano está a cantar, ontem, hoje e amanhã.

elvira carvalho said...

Junto a minha à sua homenagem.
Um abraço

said...

Por ele que não mais interroga o vento que passa
Fica para sempre a sua perseverança
Na nossa memória.

Sininho said...

Os grandes talentos não deveriam deixar o mundo tão cedo.
Eu sei que a música fica mas a pessoa faz falta.

Beijinho

Gi said...

Não sou muito dada a estas coisas mas tenho-me sensibilizado com as inúmeras homenagens que pululam aqui na net ao Adriano. Esta é mais uma. Todas elas são merecidas.

Um beijo

rui said...

Olá Maria

É bom recordar este homem!
Ele marcou uma geração.

Beijinhos

Ana Patudos said...

Com palavras muito simples também falei de Adriano e perguntei ao vento que passa, noticias do meu país e ele respondeu que está de mal a pior. Se Adriano e outros que já partiram e que nós sabemos quem são, voltassem a viver de novo, ficariam muito infelizes com tudo o que se passa na nossa sociedade.
QUE VIVA ADRIANO, SEMPRE!
bjos
Ana Paula

greentea said...

como é q lhe fui trocar o nome ???????????????????

claro q é Adriano
o tal de António era um ministrozeco salazarista ....

obrigada, Já fiz a correcção

Ch said...

De onde vim, também havia homenagem à figura de Adriano, seja como trovador libertário, seja como ícone político.
Que nunca possamos nos esquecer dos bons exemplos que se foram.
Abraços do
Carlos

Palavras ao vento said...

Que estas homenagens apareçam sempre.. para que as gerações vindouras, saibam que houve grandes homens que lutaram contra um regime que escravizava o seu povo!

E as armas deles... eram canções feitas armas!

Minha querida... és incansável!

Beijinhos da

Maria

Maria said...

A homenagem ao Adriano hoje, na Voz do Operário, foi muito emotiva. Os filhos e os amigos falaram do Homem que dizia palavras com pessoas dentro. A voz dele cantou para todos nós. Vimos amigos que já não víamos há algum tempo. Vamos continuar a Luta de Adriano, estando sempre Presentes onde for preciso, quando for preciso. A próxima vez é já quinta feira, dia 18, no Parque das Nações.

Muito obrigada a todos quantos passaram por aqui e que, de alguma formas, homenagearam Adriano, Hoje!

Beijos

AJO said...

Belo poema... bela voz a de Adriano... ainda bem que apesar de morrer homem a obra permenece...

O Sibarita said...

Oi Dona Maria! kkk Oi a homenagem sincera é tudo!

Será meu parente? Meu sobre nome também é Correia, viu minha nega? kkkk E ai? kkkkkkkkkk
bjs
O Sibarita