Wednesday, October 17, 2007

Apenas um cheirinho da homenagem ao Adriano


A "Trova do vento que passa" cantada pela Tuna Académica de Lisboa, que encerrou a noite de hoje...
Venho de alma lavada... No sábado à noite há mais...

22 comments:

Gi said...

Gosto de te sentir assim. Deve ter sido uma noite de encanto.
Um beijo sereia

Maria P. said...

Entendo esse teu sentir!

Beijinho*

Leticia Gabian said...

Puxa, Maroca, como deve ter sido emocionante e bonito! Quase posso te ver a participar da homenagem!

Beijo grande

Justine said...

É assim que a esperança se vai mantendo viva.

samuel said...

Para mim só vai dar para estar no dia 20.
Deve ter sido bonito...
Aquela tuna é gira!
Tive o prazer de os "ajudar" (como membro do juri) a ganhar um dos prémios em disputa no primeiro "Festival Cantar Abril". Foi este ano, em Abril, em Almada e o prémio que conquistaram foi exactamente o "Prémio Adriano Correia de Oliveira", para a melhor recriação.

AnaG. said...

Já que não foi possível estar aí, contentei-me com os poucos minutos de homenagem, na sic notícias.

Beijitos, Maria.

Sininho said...

Posso bem imaginar que te tenhas emocionado, amiga.

Beijinho

Luis Eme said...

Deve ter sido único!

Abraço

Isabel said...

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

Ele disse não... e muitos outros com ele.

Já o disse várias vezes hoje o que mais sinto falta é deste tempo em que a cantar se dizia não, se tinha a coragem de defender as ideias e lutar pelo que se acredita.

Não esquecer que ele deu voz a um maravilhoso poema de Manuel Alegre e que naquelas palavras todos os que assim acreditavam se sentiram a cantar também.

Isabel

MiE said...

Deve ter sido bonito!!

Um beijo

Fernanda e Poemas said...

Olá Maria,
passei para deixar-te um beijinho.
Fernandinha

Papoila said...

Beijos para a mulher de todas as causas especialmente pelas revolucionarias

BF

José Gomes said...

Deve ter sido uma noite e tanto... e assim damos voz a Adriano, fazendo com que ele entusiasme os jovens do Hoje e Aqui para construir o Mundo do Amanhã.
Um grande abraço, Maria.

José Gomes

Meg said...

Maria,
Quanta saudade! Como estamos hoje! Se ele soubesse...

Beijinhos

Nilson Barcelli said...

O Adriano é inesquecível.
Falei com ele uma vez, era um homem extraordinário.
O nível que ele tinha e era capaz de cantar à borla.
Beijinhos.

Maria said...

Amigos

Foi emoção, foi ternura, foi a Voz, foram os Amigos, foi ver a exposição da vida e obra, foi tudo!
Foi ainda, e sobretudo, a certeza de que Adriano caminha ao nosso lado, por um país mais justo e fraterno.
Foi a certeza de que A Luta Continua!

Obrigada por terem passado por aqui.

Beijos

Teresa Durães said...

a minha ignorância fez-me perguntar quem era o Adriano.... sorry

O Sibarita said...

Lavou a alma foi minha fia? Ah bom... kkkkkkkkkkkkkk

É isso ai Maria, a emoção faz disso!

E o Juiz jogou foi as cajás nos barões! kkk

bjs
O Sibarita

Berta Helena said...

Como gostava de ter lá estado!

Beijinhos.

rosa dourada/ondina azul said...

Deve ter sido emocionante...

Beijinho, Maria :)

Ana Patudos said...

Não é preciso dizer mais nada, eu senti a tua emoção toda aqui ( no coração).
Fica bem
Ana Paula

herético said...

lavei a alma nas mesmas águas!

beijo fraterno