Wednesday, May 27, 2009

Caminho da Vontade


É este o novo livro de Paulo Afonso Ramos.
Se puderem aparecer no lançamento, dia 30, não se vão arrepender...

Deixo aqui um poema do Paulo:

Margem


É da outra margem
que observo o sonho
em silêncio…
Escondo-me num segredo
só meu, que talvez,
talvez um dia seja também teu.
É dessa mesma margem
que imagino os passos do castelo
e as intempéries que afagam os rostos
das casas, e nem me esqueço das pessoas
que durante décadas atravessaram
este nosso Tejo.
(Onde me encontro e desencontro).
E esta margem,
agora minha, que por estes instantes,
estende o seu olhar
pelo meu corpo
pelo meu desejo
e até pela cidade que se agiganta
mesmo aqui ao lado…
Esta margem
que é um lugar de partilha,
partilha dos segredos
dos acontecimentos
esta margem
que absorve-me
encanta-me
e nunca me diz não!
Volto sempre
em silêncio
em segredo
para sentir…
E sinto mesmo,
sinto o meu sonho a sorrir…

18 comments:

Menina do Rio said...

O poema dele é muito bom, não o conhecia e desejo sucesso a ele!
Quanto à Lagoa de Jacarepaguá, venha! Estamos a tua espera!
Um beijo deste lado de cá!

elvira carvalho said...

Gostei do poema. Desejo ao autor o maior sucesso.
Nestes dias vários bloguistas estão a lançar livros.
Um abraço

Carminda Pinho said...

Por este "Margem", deve ser um bom livro de poemas.
Quem tem uma amiga como tu Maria, só pode ficar feliz.

Beijos

Maria Faia said...

Olá Amiga,
Pelo poema que partilhas connosco podemos concluir da qualidade e beleza da obra.
Mau grado não poderei estar presente no lançamento do livro, no dia 30, mas fico com a indicação e, numa das minhas passagens pelas livrarias farei por o adquirir.
Obrigado amiga.

Deixo-te com um beijo solidário,
Maria Faia

Fernando Samuel said...

Quando um sonho sorri... tudo vai bem...


Um beijo grande.

Teresa Durães said...

Parabéns ao autor!

utopia das palavras said...

Não conheço Paulo Afonso Ramos, mas adorei ler este poema, cheio de força e grande sentimento!
Felicidades para ele e obrigada a ti por me mostrares!

Beijinho

Oris said...

Deve ser bom quando sentimos o sonho a sorrir.

Lindo o poema e a partilha...

:))

Beijitos

paula barros said...

Um belo poema, onde margeamos junto ao autor a margem. E cada um com suas margens, a observar outras margens, a querer atravessar, mergulhar, no rio de emoções.

Maria, já disse que gosto muito da sua presença, que sinto sempre tão presente?

Parece que conheço você a tanto tempo.

abraços, e um lindo dia.

Arabica said...

Maria,

um poema escrito a duas margens.
Sempre o sonho a escaldar-nos nas mãos, no peito.

Desejo ao Poeta, a libertação do sonho, sem sendas que o contenham.

:)


Beijos

Meg said...

Maria,

Pelo poema, suspeito que será um sucesso!
Quem sabe se o livro não aparece nas livrarias cá pela moirama!
Fico de olho nele.

Para ti, um beijo, Maria

heretico said...

gostei do poema. parabéns do poeta.

beijos para ti.

mariam said...

Maria,

muito bonito este poema! Parabéns ao Paulo e parabéns a ti por seres amiga :)

felicidades para o lançamento e sucesso!

um abraço e um sorriso amigo :)
mariam

margusta said...

Maria gostei imenso do poema que escolhes-te. Aproveitei e já fui desejar Sucesso ao Paulo. Eu não posso ir mas que tudo lhe corra bem!


Amiga és uma querida nos teus comentários... OBRIGADA!!!

Beijinhos AZUIS mar lá no Bugio!


Rsrsrsrs Um dia temos que ir uma de cada lado de barco até ao bugio para nos encontrarmos lá... è engraçado que tanto tu como eu, todos os dias olhamos o bugio e não nos conhecemos....lá os olhares cruzam-se sem nunca se terem cruzado..olha hoje deu-me para divagar :)

Boa noite Maria!

Ana said...

Que o autor tenha todo o sucesso que merece.

Beijinho

Baila sem peso said...

Parabéns ao autor
e a ti pelo teu gesto
de Maria que fala
do sorriso, de seu amigo
e na Margem que vem no resto

Gostei (basta falar em Tejo e já nele me revejo. Obrigada pela partilha)
Beijinho

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.

Beijos a todos

Carla said...

Parabéns ao poeta e muitas felicidades
beijo aos dois