Wednesday, May 06, 2009

Porque gosto tanto...



Dorme meu menino a estrela d'alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será pra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d'alva o seu fulgor

Perde a estrela d'alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme quinda à noite é uma menina
Deixa-a vir também adormecer

40 comments:

Maria P. said...

É lindo...

Beijinho, minha Maria*

Joao P. said...

Oh Maria:

É lindo e a Margarida adorará decerto.

Depois, houve transmissão de pensamento pois estou a ultimar um post sobre... José Afonso!

Que bonito

João

isabel victor said...

um beijo, Maria


grata

iv*

Delfim Peixoto said...

Um... Hino ao Amor! E não há nada como o amor a quem é pequnino(a)...
e... vou-me embora...
jnhs

Clotilde S. said...

Lindíssima canção de embalar!
Beijinhos para ti e para a Margarida***

samuel said...

Quem não gostará?...

Abreijos.

Sal said...

Passei meses e meses a embalar a M. com a Cançao de embalar do Zeca.
Ainda agora, basta começar a ouvir as três ou quatro primeiras notas e já começa a bocejar...

:))

Estás nas tuas 7 quintas, estou a vêr!

beijinhos

Daniela said...

ente-se que há gente nova??? Que bom!
Obrigadda pelos comentários... é o tempo... o eterno tempo... vim num chazinho e vou no chinelinho!
Bjs doces

Cris Caetano said...

Alguém anda babando por aqui. hehe

Beijinhos pra ti e pra Margarida. :)

salvoconduto said...

Hoje foi se dia de ler o teu post com o amigo Res. Pela hora foi dia longo. Não deixámos de quer um quer outro vir aqui ler o teu post.

Ele não sabe quem é a Margarida, mas diz que de certeza é uma princesa e eu corrobordo.

Abreijos.

Zé dos Anzóis said...

Adoro esse teu estado de espírito, completamente babada.
Beijo
Za

A CONCORRÊNCIA said...

A canção perfeita para cantarmos à Margarida.

Beijos grandes

amigona avó e a neta princesa said...

É bonito sim, muito...querida Maria só agora li a Margarida e em boa hora o fiz...vim do blogue do Pedro muito triste...também só agora soube...ando mesmo atrasada...mas queria deixar um abraço especial a todos os que rodeiam a Margarida e à bébé que a gente consiga, por ela, dar-lhe um mundo melhor e que ela consiga connosco ser feliz! Parabéns querida...muitos, muitos parabéns! viva a VIDDA!

maré said...

presságio de esperança

mãos líricas do amor

múltipla

Margarida
flor

e amor

e o zeca Maior
para lembrar e cantar
e resistir

.

-----

Um beijo de maio maduro

Teresa Durães said...

Esta música é lindíssima

Isabel said...

toda a razão Maria.

intemporal de pleno. de generosidade.
de talento.
raro.


o meu beijo.


gratíssimo.



.piano.

Oris said...

Uma canção linda de embalar...

Vai ter um sono repousante a Margarida...

Parabéns.

Beijitos especiais para ti.

paula barros said...

Embala os corações. O meu.

abraços, bom dia.

clic said...

Impossível resistir!...

Pico minha ilha said...

Por certo Margarida gostará de uma canção de embalar, até eu gosto.Beijo Maria

mdsol said...

Oh Maria
E quem não gosta? Que boa a tua lembrança! Que boa.
:))

heretico said...

e muito boas razões para gostares.

obrigado pela partilha.

beijos

Tite said...

Gostas tu e gostamos todos.

É um lindo poema e a voz do Zeca...

Bolas, será que hoje não pára a minha nostalgia.

Vou às Músicas das nossas vidas e encontro o Patxi Andion com palavras que me recordam... coisas!

Vou ao Ginásio da Alma e deparo-me com o Douro da minha terra e as cerejas da minha infância.

Será que tenho que parar de navegar na blogoesfera?

Pronto... uma linda canção de embalar para adormecer o meu neto que vem aí...

beijinhos

Manuela Fonseca said...

Uma das minhas músicas preferidas do Zeca Afonso. Linda.

Claro que conto tudo sobre a despedida de solteira, com fotos e tudo :)

Obrigado, Maria!
Beijinhossssss*

Ana Camarra said...

Maria

Uma das mais belas canções de embalar de sempre!

beijos

Fernando Samuel said...

E quem é que não gosta tanto, diz lá...

Um beijo grande.

AnaMar (pseudónimo) said...

Que bom.
Vou adormecer neste embalo.
Bj

Ana said...

Toda a criança merecia ser adormecida ao som desta balada.

Beijinho

Carminda Pinho said...

A Margarida vai adormecer muitas vezes, ao som desta balada, tenho a certeza.:)

Beijos, minha linda Maria.

PS: - É do Zé, ou percebi mal?

Mar Arável said...

Força Maria

BJS

Carminda Pinho said...

Maria, segui o rasto, e fui lá ter, eheheh...
Já não tenho dúvidas!!!
Vou ficar atenta.:)

Beijos

PreDatado said...

E eu também gosto!

mfc said...

A ternura feita luta!

Maria said...

Obrigada por terem passado aqui.

Beijos a todos

nanda said...

Voz muito doce, poema encantador

Ludo Rex said...

Zeca, Sempre!
Kiss

De Amor e de Terra said...

Para ti minha querida Maria, uma Estrela e o meu Abraço!

Maria Mamede

bettips said...

Tanto a cantei ao meu menino...
Enternecedor, Maria, sempre!

Vanda Paz said...

Para Ti

Sabes Zeca
O olhar com que sonhavas o mundo
Ainda não brilha

A voz que deixaste nas nossas vidas
Já não ecoa

Dói-me o choro de uma mãe
Que desespera pelo abraço do filho
Perdido pela droga

Dói-me o silêncio daquela mulher
Que se esconde do olhar de um marido
Que a maltrata

Sabes ZECA, devias voltar…

Hoje, em tudo se encontra
Pedaços de injustiça que magoam
Pedaços de vida que amargam
Quantas cantigas, gritaste?
Quantos pedidos, fizeste?

Poemas estilhaçados que se perderam

Volta ZECA
Volta com o cantar de um infinito
Que mexe, que incomoda…
Pois já não há pão
Não há emprego
Não há razão

O cântico é de lamúria
A voz já não tem espaço para cair
O grito da revolta afundou-se
Em mar de desespero arregaçado

As ribeiras ainda choram
Os rios não voltaram a passar
Os olhos não secaram
Mas contigo,
Voltamos a cantar…


Beijo

Ana Patudos said...

Olá amiga
Esta canção de embalar cantei no dia do Dar Voz e houve lágrimas de saudade. Foi muito bom.
beijos
Ana Paula