Sunday, May 02, 2010

Música de Abril VIII (e Maio!)



Llanto para Alfonso Sastre y todos

Foi quando as madres terríveis
Levantaram a cabeça
Foi quando os sinos dobraram
Nas torres de Saragoça

Foi quando a Guarda Civil
Surgiu no brilho de aço
Que de novo se pintou
A Guernica de Picasso

Não eram cinco da tarde
Nem da noite ou da manhã
Era a hora de lutar
Pela Espanha de amanhã

Era a hora de acordar
A voz de Lorca e Machado
Era a hora de atacar
Com a foice e o arado

Não eram cinco da tarde
Nem da noite ou da manhã
Era a hora de lutar
Pela Espanha de amanhã

Algures na arena da esperança
Contra os cornos do fascismo
Um poeta abria a dança
Dos passos do heroísmo

Suas palavras agudas
Feriam as carnes da besta
Pois jamais se quedam mudas
As vozes de quem protesta

Algures na arena da esperança
Contra os cornos do terror
Um poeta abria a dança
Das palavras que dão flor

Dizia amigo canção
Pátria alento humanidade
Dizia verdade e pão
Como quem diz liberdade

Não eram cinco da tarde
Nem da noite ou da manhã
Era a hora de cantar
Pela Espanha de amanhã

Foi então que do mais fundo
Do ódio do mal do medo
Irrompeu o berro imundo
De quem oprime e não cede

Choveram balas patadas
Correntes golpes mordaças
E palavras embrulhadas
Em insultos e ameaças

Chegaram ferros e facas
Uivos lâmpadas chicotes
Choques agulhas matracas
Baionetas e garrotes

Não eram cinco da tarde
Nem da noite ou da manhã
Era a hora de calar
Pela Espanha de amanhã

Algures na arena da esperança
Um poeta foi torturado
Sua alegria a vingança
Seu nome cantor soldado

Algures na arena da esperança
Um poeta foi torturado
Sua alegria a vingança
Seu nome cantor soldado

Não eram cinco da tarde
Nem da noite ou da manhã
Era a hora de cantar
Pela Espanha de amanhã

10 comments:

Maria P. said...

Obrigada:)

Beijinho, minha Maria(sempre)*

Rosa dos Ventos said...

É hora de lutar pelo Portugal de amanhã!

Abraço

mariam said...

Maria,

'Abril é Ary' e és tu também .

beijinhos
mariam

Fernando Samuel said...

Belíssimo!

Um beijo grande.

Justine said...

Boa escolha, Maria!
Beijinhos e sorrisos:))

paula barros said...

Maria, gosto de canções, poemas, que trazem uma história, acho bem inteligente.

bom domingo. abraço

Maria said...

Muito obrigada por terem passado por aqui.

Boa semana a todos. Beijos.

GR said...

Venho tarde,
ouvi, ouvie esquecendo-me de comentar.
A culpa é do Samuel.

Lindíssimo.

Gd Bj,

GR

samuel said...

E ela a dar-lhe... :-)))

Beijo.

escarlate.due said...

já tinha saudades de ouvir isto... :)