Saturday, May 22, 2010

Música para o fim-de-semana





19 comments:

Leticia Gabian said...

Maroca,
Também deixei lá no S&T uma música pro fim de semana. É aquela que escutamos no seu carro só que não a encontrei na voz do Milton. Pena!
Beijão

Filoxera said...

:-)
Beijos, amiga. Tem um bom fim-de-semana.

Carlos Albuquerque said...

É-me superior!
Não consigo suster a comoção quando ouço o Cantar Alentejano e se me chega à memória tudo o que sei sobre o assassínio de Catarina Eufémia.
E não só...
Recordo-me da PIDE ter terminado como começou: matando, manchando de sangue a Revolução dos Cravos.
Sabes, não será só o Alentejo. Acredito (acreditarei sempre) que inda um dia todo o nosso País há-de cantar!
Obrigado por teres trazido Zeca Afonso.
Beijos e bom fim-de-semana.

Fernando Samuel said...

Que belo fim-de-semana!...

Um beijo grande.

maré said...

para que haja uma memória que morda a pele para sempre



obrigada maria e bom fim de semana

beijos

duarte said...

um dia no Porto(era eu um adolescente, que desconhecia tais acontecimentos), uma miuda pediu-me para lhe passar a letra desta musica. lá fomos ter à praça da républica, onde eu morava, e foi-me então explicado por essa miuda estudante , o acontecido...
está-me na cabeça, onde a raiva crescente vai contagiando todos os meus poros.
ainda um dia havemos de cantar, sim, mas nunca esquecidos!
abraço do vale

Rosa dos Ventos said...

Catarina na voz de Zeca Afonso...uma lembrança incontornável!

Abraço

tulipa said...

Que linda canção!
Inconfundível voz.

Eu convido para ver o "amor entre pombos"...!!!
Um deles mais altivo que o outro.
E assim com um toque de ternura, pode partilhar 3 cenas de flirt entre pombos.
Bom fim de semana.

Beijos da Tulipa.

paula barros said...

Maria, escuto emocionada e com saudades dos portugueses que estiveram aqui. Eles são alentejanos de Évora.

Um dia, um dia, irei lá. Já iniciou uma nova etapa de sonhos.

bjs

Ana said...

Há quanto tempo não ouvia isto ! Obrigada, Maria , e bom fim de semana *

Duarte said...

Tive a oportunidade de ver cantar ao vivo no Teatro Principal de Valência numa festa de cantores latinos: ao lado de Raimon, Lluís Llach e María del Mar Bonet.
INOLVIDÁVEL!!!
Uma voz única, incomparável, um ser exemplar.
Tenho este disco mas ouvi-lo aqui fez-me bem.

Abraços de vida

Memória de Elefante said...

Através de teu blog estou aprimorando o ouvido através das belas canções postadas que nos aproximam além mar.


Belíssima!


Um beijo

Silenciosamente ouvindo... said...

Uma imprecisão no blogue
http://vivercomlight.(Manuela)
que você comentou no texto:
Voilá!C'est Paris!?...
Esse passeio não foi apenas da
Manuela com o marido, mas sim de
dois casais, eles e eu e meu marido).
Fomos 4 pessoas sempre juntas,que
partiram do Porto e chegaram ao Porto.Viajámos no mesmo carro,
dormimos na mesma tenda, andámos
sempre juntos.Mantive uma relação
muito íntima com a Manuela durante
40 anos,que ela interrompeu há
cerca de 3 anos, tudo bem, não pode
é apagar o passado tal como ele
foi, nem me transformar num fantasma.Como não tenho o seu email,deixo aqui o comentário para
ter conhecimento e pode não inserir.
Um bj./Irene

AnaMar (pseudónimo) said...

¸¸♥*•♪♫•*♥•♪♫•*¨*•.¸¸♥Seja qual for o tempo em que pairo, quando regresso, a musica é sempre fantástica. E as tuas palavras sempre belas, aprisionam-me o olhar. Mesmo com vento...¸¸♥*•♪♫•*♥•♪♫•*¨*•.¸¸♥

1001 beijos

Pedro Branco said...

Que o teu canto cristalino nunca se perca. Por entre as madrugadas todas - as de luta as de lágrimas as de vazio - quero encontrar-te sempre nesse momento único em que o tempo parou só para que pudesses assim cantar. Que a tua voz mantenha no sangue que nos passa, a força de uma vida. Assim te sinto. Assim de trago.

Brancamar said...

Música sempre boa para a alma e para transmitir força em tempos de crise.

Beijinhos.
Uma boa semana para ti.
Branca

Rini Luyks said...

Passei agora um fim-de-semana em Montemor-o-Novo, Maria, e por alguma razão lá a música do Zeca soa-me sempre melhor, embora já não existe a ebulição da Reforma Agrária (que ainda vivi nas minhas primeiras visitas a Portugal nos anos '80).

Abraço,

Rini

A.S. said...

Querida Maria,

Quando oiço o nosso querido Zeca, sinto renascer tudo quanto ainda nos faz viver!!!


Beijos meus!
AL

Laous said...

sempre tão original, maria

pena, uns darem sempre nos cravos, E outros, infelizmente, nas ferraduras...

VIVA O 25 DE ABRIL
VIVA A SACRO SANTA UTOPIA QUE ALIMENTA OS SONHOS
E A VONTADE DE LUTAR POR ELES

Obrigada por este Momento