Wednesday, August 04, 2010

Intermitência

Queria saber dizer-te como me explodes no peito mas não me saem as palavras devem estar todas presas atadas no estômago e são tantas que nem consigo digeri-las apenas me faço chuva e olhar e braço abraço tão forte tão grito tão alívio tão quente tão... porque a saudade vem a seguir quando os pés chegarem ao chão agora pairas aqui em mim no ar que não respiro no mar de todas as lágrimas agora sei-te poema feito de tanto tudo quase estrela nascida em corpo renascido para a vida que ainda espera por ti inteiro total AMIGO e como as palavras não me fazem sentido hoje calo-me e abraço-te forte muito.

19 comments:

Carol said...

Maria,

E é tao bom ter AMIGOS sem INTERMITÊNCIAS ... :)

Beijos

Leticia Gabian said...

Tão bonito, Maroca!

Beijo imenso, AICeT!

Ana said...

Um abraço tão forte assim, como fortes são as palavras que se calam !

E para ti um beijo, Maria!

bettips said...

saio daqui
por vezes
com um urro
com um murro
uma dor
Bj

Cris Caetano said...

Um amigo faz A diferença na nossa vida.

Beijinhos, Maria

Pedro Branco said...

Repouso a mão sobre o teu abraço
Os beijos no teu peito
Sei-te tanto assim, em tudo o que sou e faço
Vento que fica, rio apaixonado no leito

Tronco de fértil poesia de mar aberto
Sempre cheia e tudo, mesmo infinito
Sei-te longe de olhar atento e sempre perto
Sei-te afinal, corrente de amor e grito

Voltas e regressas sem nunca te teres ido
Só tu, mesmo, olhar de poço que alimenta as flores do mundo
Sei-te sempre, quer esteja aqui ou perdido
Porque ficar é o que tens em mim de mais fundo

viajantes said...

élindo, maria..
muito forte... como o abraço.
beijinho

Maria Clarinda said...

Maravilha!!!Abraço Forte!
Jhs

smvasconcelos said...

Que dedicatória! Tão sentida, tanta propriedade nas palavras e nos afectos..:) Lindo!
beijo,

Fernando Samuel said...

Um abraço assim dispensa palavras...

Um beijo grande.

carol said...

"Abraço" é a palavra e a imagem recorrente nos seus poemas - que significado terá dentro de si?

Memória de Elefante said...

Sento-me diante do silêncio
o teu poema insiste
me envolve em seu abraço.


Um beijo!


PS:Que bom retornar e encontrar tanta beleza literária .Teus poemas sempre me emocionam!

anamarta said...

Gostei!!!
Tinha saudades do Cheiro da Ilha! Aqui encontro sempre palavras belas e profundas...
Um beijo para ti Maria.

Sonhadora said...

Minha querida
Um belo texto, quantas vezes um abraço em silêncio vale mais que mil palavras.

Beijinhos
Sonhadora

GR said...

Tanta beleza tem o teu abraço.

Gd Bj,

GR

Chris said...

O valor da amizade nesse abraço...
Bj
Chris

O Profeta said...

Sacudi a cabeça
Abri os braços e dançou o amor
Com passos hesitantes
Lá partiu uma ultima dor

Escondida estava
No lado esquerdo do sentir
Uma leveza invadiu-me o corpo
Voei na certeza entre a chegada e o partir


Doce beijo

Maria said...

Obrigada por terem passado aqui.
Beijos a todos.

Filoxera said...

Se a vida espera, não sei.
Sei que nós é que temos de lhe conferir um rumo, um valor, ua razão.
Beijos.