Monday, February 06, 2012

Solidão

O tempo é renda tecida na espuma das ondas que rebentam do teu olhar quando te fazes rio olhando o céu
A vida é o sorriso que te desperta todas as manhãs olhando o mar quando acordas de mais uma noite de breu
O sonho é sangue fervente que te corre nas veias sem parar. Mais uma canção para cantar. Um estremecer de inquietação. E nas tuas mãos o meu coração.
Quem te disse que estás em solidão?

14 comments:

Fernando Santos (Chana) said...

Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade...
Oswaldo Montenegro

Cumprimentos

Rogério Pereira said...

"Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma....", Chico Buarque o disse e pelo que que me disseste, acho que não... Acho que nunca estive em solidão.

mfc said...

Consegues tocar as pessoas!
Consegues ser poeta... és Poeta!

Webston Moura - contatowebston@gmail.com said...

Gostei do teu blog!

Sugestão: http://professorubiratandambrosio.blogspot.com/

..................................

Rosa dos Ventos said...

C´est quoi la solitude?!

Abraço

trepadeira said...

Solidão é quando perdemos o Norte e procuramos companhias de conveniência.

Um abraço,
mário

Paula Barros said...

Que beleza. Muito sentimento, e se estar só é ter um coração pulsando vida, então realmente não se tem solidão, pode até se ter uma inquietação.

beijo

João P. said...

Maria:
Obrigado!

É o que eu precisava ouvir

beijo

João

Filoxera said...

Bonito...
Às vezes sente-se solidão, mesmo não se estando em solidão. É sempre bom alguém demonstrar-nos que não estamos em solidão.
Beijos.

Mar Arável said...

Por vezes sós

mas nunca isolados

Bjs

Nilson Barcelli said...

Sabes fazer poesia.
Da boa...
Gostei imenso, parabéns pelo talento que tens.
Beijo, querida amiga.

viajantes said...

É isso mesmo!!!
Obrigada Maria.
beijinho

anamar said...

Beijo solidário e sólido...
:))

Era uma vez um Girassol said...

Genial, Maria!
Quem me dera ter o teu talento para escrever...Bjinhos