Wednesday, February 15, 2012

Solto...


Pudesse eu ser do outro lado a voz que te chama
ou noite ou vento ou chuva ou mar revolto
talvez viesses e o teu abraço aqueceria a nossa cama
para depois do momento perfeito te querer sempre solto...


15 comments:

salvoconduto said...

Solto é palavra com que encanito, por mim estavam todos presos...


Abreijos.

João P. said...

Pudéssemos ser absolutamente infinitos!

ao menos em breves instantes!

...

hum... se calhar até o somos em alguns momentos verdadeiramente intensos

Beijo

João P.

trepadeira said...

Sempre solto,intensamente,

Um abraço,
mário

Pedro Branco said...

Solto a voz ao tempo que não tenho
Quero esquecer cada pedaço do desespero
Sentir o meu peso e o meu tamanho
O sabor eterno do amor no seu tempero

Solto esta voz para de novo te encontrar
Seja nos silêncios de mim ou nos gritos vagabundos
O meu leito é muito mais que um mar
No meu peito cabem todos os mundos

Arraso a inquietação das flores bailantes
Sei que um dia haverá um calor de paz
Nos momentos soltos e cintilantes
Com que tudo se inventa e tudo se refaz!

Nilson Barcelli said...

Não se deve prender ninguém...
Belas palavras, querida amiga, gostei muito.
Beijo.

heretico said...

laços de ternura...

beijo

mfc said...

Eu não sei se a soltaria...

Que lindo!!

Luis Eme said...

pudesses...

assim escreves coisas bonitas.

beijinho Maria

mariam said...

Que Grande Poema, Maria!
Lindo.

Beijinhos :)
mariam

elvira carvalho said...

Às vezes é precisamente o deixar solto aquilo que mais nos prende.
Um abraço

OUTONO said...

...calo-me...no silêncio que respeito!

Beijo!

A.S. said...

Para um momento perfeito, um abraço perfeito!!!


Beijos!
AL

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.

Beijos a todos.

BRANCAMAR said...

Muito bonito e libertador...!

Beijos

Filoxera said...

Mas tu és.
Isso e muito mais...
Beijos.