Thursday, August 30, 2007

A dança


Dançámos até madrugada
corações a saltar do peito
ignorámos a linha limite
porque o limite
para o amor nosso
não existe...

58 comments:

Palavras ao vento said...

" Dançámos até de madrugada"

E os meus olhos também dançam ao ler e ver o quão de maravilhoso nos ofereces.

Beijo carinhoso da

Maria

rui said...

Olá Maria

Lindas cores, fortes e atractivas.
Estás deliciosamente enfeitiçada com o amor...por isso, não há limite.

Grande beijinho

O Profeta said...

Não há limite para o amor...nem hora para dançar...

Doce beijo

Maria P. said...

A imagem é fabulosa!
Não há limite no amor?!...

Beijinho Maria*

Leticia Gabian said...

Maroca!
Que lindas baianas!
Que maravilha de dança!
E que fantásticas palavras... Afinadinhas no compasso de um amor que não tem fim!

Beijão

Era uma vez um Girassol said...

Ai, Maria, dançar até madrugada...
Sim, não há limite para o amor...porque o amor é o limite!
Adorei o poema e o quadro.
Essa da Inhaca deixou-me muito curiosa...
Beijinhos

Anonymous said...

Teu sorriso prende, me inebria, entontece.(e como)

És fascinação, amor

Belzebu said...

Um cheirinho tropical, num amor sem limites!

Aquele abraço infernal!

Manuelinho said...

Lindo, Maria.
Bjs

rosa dourada/ondina azul said...

Maria, poema e foto estão perfeitos.

Beijinho,

Sininho said...

Ô Baía, ai ai
Baía que não me sai do pensamento, ai...

Beijinho.

Maria said...

palavras ao vento

Obrigada pelo carinho das tuas palavras.

Beijinho, Maria

Maria said...

Olá Rui

Estas cores encheram-me os olhos...
... é capaz de ser feitiço, sim...

Beijinho

Maria said...

o profeta

então dancemos, nos bailes da vida...

Beijos

Maria said...

maria p.

É a vida, nestas cores....
Há limite? por mim não...

Beijinho, Maria

Maria said...

leticia gabian

E o que é que a baiana tem?
Tudo isto, misto de cor e vida... e amor, claro, e muito...

Beijo enorme, Amiga

Maria said...

era uma vez um girassol

Não tem nada de especial, não conheço, sei que é uma ilha muito bonita, e é só isso...
... e digo que um dia, um dia vou lá...

Beijinhos

Maria said...

anonymous

:)

Maria said...

belzebu

O amor infinito...

Saudações fresquinhas

Maria said...

manuelinho
Obrigada....
bjs

Maria said...

rosa dourada/ondina azul

Muito obrigada.

Beijinho

Maria said...

sininho

Quando fizer a próxima viagem... mas não esqueço a Baía...

Beijinho

MIMO-TE said...

O amor é o limite e é de todas as cores.

Lindo e forte.
Bj mimado

Tchivinguiro: onde nasci. said...

"O mundo fica irreal, mas não me importo"

©õllyß®y said...

E dança nessa dança que não tem fim...

Doce beijo

©õllyß®y

as velas ardem ate ao fim said...

Junto me à Dança.

Bjinhos

MiE said...

A alma pede
O corpo cede

Que bela dança

Um beijo

LB said...

Ora, para que servem os limites se não para serem ultrapassados?

Beijinho

Baudolino said...

Excelente post, vibrante!Escelente blog.
Abraço

Pitanga said...

Limitar o amor? Nunca! Nem amarras, nem paredes...é para entrar de cabeça.

beijos

Ni said...

Olá!

Sorriso.

Indiquei o teu poema intitulado FRENTE AO MAR, para o "PRÊMIO CANETA DE OURO – POESIAS 'IN BLOG' 2007", idealizado por ANDRÉ L. SOARES e RITA COSTA. Para conhecer as regras desTe evento vê o link no meu blog. Participa, faz também as tuas indicações e, juntos, vamos construir um dos maiores eventos relacionados com a poesia, em blogs de idioma Português!

Um abraço!



Ni*

A Desafinada :) said...

colorida dança a tua. Muito bonita

Bjs

Maria said...

mimo-te

Obrigada....

Beijo

Maria said...

tchivinguiro: onde nasci.

Olha, eu também não....

Maria said...

©õllyß®y

Dança tu também..... espero....

Beijinhos

Maria said...

as velas ardem até ao fim

Fazes bem. Gosto de te ver aqui...

Beijos

Maria said...

mie

.... e a gente dança....

Beijos

Maria said...

lb

A tua frase faz todo o sentido.

Beijinho

Maria said...

baudolino

Muito obrigada...
Abraço

Maria said...

pitanga

hehehehehe
... e sem amortecedores....

Beijinhos, querida

Nilson Barcelli said...

Belas palavras com uma ilustração bem escolhida.
Beijinhos.

Maria said...

ni

Nem sei o que te dizer.... Muito obrigada...
Sinto-me honrada com este prémio, vindo de ti.
Já vou ao teu blog ver como é.

(Sorrisos)

E um abraço

Maria said...

a desafinda :)

Muito obrigada....
bjs

Maria said...

nilson barcelli

Aqui foi ao contrário... Tinha a imagem, e as palavras vieram depois....
Muito obrigada, nilson

Beijinhos

E.Adriano said...

Maria

Muito bem. Um poema dedicado ao teu amor. Concordo não existe limite quando se ama assim.


Cumprimentos

Fernanda e Poemas said...

Maria,minha querida amiga, a foto e o poema estão adoráveis.

Gostei muito,

Beijinhos com sabor a mar.

Fernanda

SILÊNCIO said...

Era dum baile destes que eu precisava (mesmo sem esse especial amor).
O postal esta lindo ;))

passei de fugida, pois ainda..
"as voltas com a vida...", mas espero tudo esteja com tempo no fim de semana

Beijinho*

Maria said...

e.adriano

No amor não deve haver limites, mesmo...

Saudações

Maria said...

fernanda e poemas

Obrigada
Um beijo para ti também

Maria said...

silêncio

Ainda "às voltas com a vida"?.......
Põe música a tocar, fecha os olhos, e dança.... até de madrugada.

O "postal" é uma foto de um quadro de um pintor de rua, baiano. Dos que se vêem no Pelourinho...

Beijinhos

Gilson said...

Os versos e a imagem estao em plena sincronia...

Edna B. said...

Maria, o verdadeiro amor não tem mesmo limite,
adorei o colorido da imagem!
abraço grande

Maria said...

gilson

Muito obrigada pela visita....
Olhando o quadro, foram as palavras que me saíram...

Maria said...

edna b.
Pois não, não há limite, nem barreira, nem fim...

Abraço enorme

cm said...

pela cor, pela sensibilidade e partilha uma abraço...pela escrita obrigado

Maria said...

cm

Obrigada pela tua passagem...

Um Momento said...

Num limite do infinito prolongar
Beijo ... bem aí
(*)

Maria said...

um momento

Obrigada....
bj