Thursday, August 16, 2007

Elvis Presley - 30 anos depois

(foto tirada da net)


LOVE ME TENDER

Love me tender, love me sweet, never let me go.
You have made my life complete and I love you so.
Love me tender, love me true, all my dreams fulfill.
For, my darlin', I love you and I always will.

Love me tender, love me long, take me to your heart.
For it's there that I belong and we'll never part.
Love me tender, love me true, all my dreams fulfill.
For, my darlin', I love you and I always will.

Love me tender, love me dear, tell me you are mine.
I'll be yours through all the years till the end of time.
Love me tender, love me true, all my dreams fulfill.
For, my darlin', I love you and I always will.

52 comments:

Edna B. said...

Maria, sim estive aqui hj pela primeira vez, por meio de um amigo querido (almofariz) que tem grande admiração por Portugal, admiro seus poetas, muito e muito, todos, Pessoa, Herberto Helder, Albano, Sophia, seia impossível listá-los...tomei a liberdade de add vc para sempre aqui estar!
abraços

amigona avó e a neta princesa said...

Estamos juntas na homenagem ainda que de maneiras diferentes...um bom dia para ti amiga...

Leticia Gabian said...

Puxa, Maroca, Já trinta anos?
Essa é a que gosto de ouvir na voz dele.

Beijocas

Bartolomeu said...

Love you tender, and sweet, is the most symple thing to do in the world.

Luis Eme said...

O Elvis já não é muito da minha geração... é mais uma figura mitológica, muito pela forma como desapareceu...

O giro, Maria, é ainda encontrarmos por aí alguns sessentões fieis ao seu penteado "lacoso", que adoram ser reconhecidos nas ruas como "Elvis"...

Kalinka said...

Obrigada pela visita.

Como o tempo passa, e já foi há 30 anos que ele desapareceu...

Beijinhos.

Teresa Duraes said...

olá

curiosamente vai haver uma festa em honra deste senhor num bar do Montijo onde parece que vão fans de todo o lado.

beijos

isabel said...

não sou fan dele. mas sou tua.

beijos

CH said...

Maria;
Voltando aqui ao Cheiro da Ilha, e feliz por saber da acolhida à amiga Edna.
Comungo com ela a admiração por Portugal e seus literatos todos. Acredito até que cada brasileiro carrega dentro de si um pouquinho daí.
A partir da língua, mesmo com sotaques diferentes, formou-se uma importante identidade!
Acerca de Elvis, respeito sua mítica e sua obra. Ergueu um pilar na música pop.
Love Me Tender, então, é eterna!
Abraços do
Carlos

veritas said...

O hino de todos os amantes...

Bjs. Boa semana.

albertokorda said...

Uma bela data para comemorar
Beijos

Miss Lau said...

foi, e é ainda, um senhor :)

joão marinheiro said...

As pessoas não morrem se não as deixarmos morrer na memória.
Algumas tem o privilégio de nos legarem, às gerações vindouras e a nós da sua época, as palavras, e os sons, e o modo de ser e estar e ficar. Muitas homenagens seguidas e muitas recordações a seguir...

Abraço ao som sempre inconfundível do Elvis.
(Perdoa o sentir das minhas palavras nos meus cantos…)

Pitanga said...

Este homem era lindo indo e vindo. E cantava muuuito. Ele e Sinatra.
Hoje se ouve rap e funk e o caraças e dizem que é música. Vê lá tu.

beijos e love me.

viajante said...

Maria
A foto do Museu de Arte da Baía é sua?
Prometo que não vou dar a dica para ninguém.
Já passou pelas Janelas ?

AnaG. said...

Love me tender....
Gosto de ouvir!!!

Beijitos

Maria said...

edna b.

É verdade que temos um vastíssimo leque bons escritores em Portugal. Tantos e tão bons. A língua portuguesa enriquece mais um bocadinho quando aparece outro, seja aqui ou aí desse lado do oceano. Graças a este mundo virtual vamos percebendo quão importante é a sua divulgação...
Vai aparecendo...

Abraço

Maria said...

amigona avó e a neta princesa

Verdade, afinal somos da mesma geração, mais ano menos ano...
Foi um cantor que nos marcou...

Beijinhos

Maria said...

leticia gabian

30 anos, Amiga. Esta cantiga diz muito, diz tanto...

Beijão

Maria said...

bartolomeu

Muito obrigada pelas tuas palavras.... hehehehe

Maria said...

luis eme

Pois não, Luís, eras um menino, ainda, quando ele foi embora...
Eu estarei no meio dos dois, em termos geracionais, mas foi com a música dele que aprendi a dançar o rock, era o "ídolo da juventude" (dito assim hoje parece caricato, mas era assim que se dizia), e marcou de facto a minha geração. Até pela rebeldia...
Os que hoje se vestiram "à Elvis" para assinalar a data acho-lhes piada, mas a Marilyn era tb um ídolo da minha geração e eu nunca me vestiria para a imitar...
São gostos, Luís...

Maria said...

kalinka

O tempo passa depressa, sim.
As tuas melhoras.
Beijo

Maria said...

teresa duraes

Espero que façam uma reportagem para eu ver na tv....

Beijos

Maria said...

isabel

Muito obrigada (linda)!
Fiquei corada.....

Beijos

Maria said...

ch

Muito obrigada pelas palavras que aqui escreveste.
Talvez tenhas razão no que dizes. Talvez cada brasileiro carregue dentro de si um pouquinho daqui.
Eu só posso dizer o que sinto quando vou aí: sinto-me em casa. Acho que isto diz tudo...
Afinal o mar quer nos separa também nos une, não é não?
O Elvis, bem o Elvis continua a ser o Rei...
... e esta uma das suas melhores canções (para mim)...

Abraço

Maria said...

veritas

É possível que seja, sim...
Na época era, seguramente.

Beijos

Maria said...

albertokorda

Saúdo o teu regresso a estas bandas....
Achei que podia lembrar Elvis hoje e aqui...

Abraço

Maria said...

miss lau

Olá, estou de acordo contigo...

Maria said...

joão marinheiro

É verdade, as pessoas só morrem quando nos esquecemos delas...
Mais do que uma geração, este homem marcou uma época.

Um abraço ao som desta canção
(e continua a escrever como escreves...)

Maria said...

pitanga

Que românticas somos não é?
Tanto tempo depois ainda somos capazes de fechar os olhos a ouvi-lo...

Beijinhos ao som do
love me tender!

Maria said...

viajante

Todas as fotos aqui publicadas são de minha autoria, salvo indicação contrára, como o caso do post de hoje. Refiro a origem da foto quando não é minha.
Vou passar pelas Janelas agora.

Maria said...

anag.

... e quem não gosta?

Beijinhos

MiE said...

O Elvis...pois o Elvis será sempre o Elvis nada de confundir O Elvis O Elvis, badajós à vista...lol

Um beijo te deixo...e vou a correr que ando mesmo sem tempo.
Fica bem

Meg said...

Esta é, sem dúvida uma das canções mais conseguidas e mais belas que o Elvis nos deixou
E foram muitas. Ficará na história da música, para sempre. Um mito.
Beijinhos

De Amor e de Terra said...

...e rantas vezes dancei ao som desta...


É bom recordar!

Um beijo Amiga.

Maria Mamede

rui said...

Olá Maria

Também sou um grande admirador do talento de Elvis Presley, e esta canção é uma das minhas favoritas.

Beijinho pra ti Maria

Paulo Afonso said...

O Rei que nunca foi substituído porque rei só mesmo ele, passem os anos que passarem...
A canção é… especial
Beijo Ternura

Nilson Barcelli said...

Nunca percebi bem o motivo de tanta idolatria que se instalou à volta do cantor após a sua morte.
E que perdura até aos dias de hoje...
Mas tem boas canções, isso tem.
Bom resto de semana,
Beijinhos.

Som do Silêncio said...

Olá Maria!

Bonita homenagem. Essa letra então...é uma delícia.

Beijo Silencioso

Ana Patudos said...

Maria
Vim retribuir a tua visita e palavras, que me deixaste, obrigada.
Disse que te escrevia, mas não me senti com forças para tal, desculpa.
Está a levar o seu tempo, voltar ao dito "normal"
Vou caminhando...
fica bem
bjinho
Ana Paula

Maria said...

mie

Pois... percebo-te.
Fizeste-me sorrir, lol
O Elvis, o Rei, sempre!

Beijinhos

Maria said...

meg

Fica, felizmente, na história da música.
Pela positiva. Esta canção é doce....

Beijinhos

Maria said...

de amor e de terra

Dançámos, e dançámos e..... dançámos....
... porque era assim, só, o permitido....

Beijinhos, Maria

Maria said...

rui

Penso que não há ninguém da nossa geração que não goste de Elvis, ou que não o aprecie....
Foi, continua a ser, o Rei do rock'n'roll...

Beijos

Maria said...

paulo afonso

É isso mesmo que dizes...
Será sempre o Rei.

Beijos

Maria said...

nilson barcelli

A idolatria já existia quando ele era vivo.
Penso que se tornou "fenómeno" porque morreu muito novo, e de uma forma... ia dizer grotesca, mas não é, talvez... fora do normal, não, acho que morreu antes de tempo. A causa é sabida.
E aí virou mito, tal como o James Dean e outros(as)...
As canções são bonitas, sim.

Beijinhos

Maria said...

som do silêncio

No meu tempo dizia-se "a marmelada que fiz ao som desta música"... no meu tempo...
Esta canção é linda....

Beijinhos, Amiga

Maria said...

ana patudos

Só quero que estejas bem... ou pelo menos, melhor....

Beijinhos, e dispõe se quiseres e/ou precisares...

bettips said...

Ainda virei a tempo de dançar? Pois que o Elvis sabia-la toda: umas para o romance, outras para a mexida! A gente não tirava os olhos do "que punha os discos" e às vezes até metia uma cunhazita à irmã do irmão, sei lá! Para mim era a entornar suavidade:
"Maybe I didn't love you
quite as often as I could have...
You were always on my mind..."
Munto inglês aprendi.
E francês aussi, claro.
Já percebi a viagem e estou pintada de verde-inveja...Que maravilha! Bjinhos

Maria said...

bettips

É sempre tempo de dançar, sobretudo ao som do Elvis...
Se puderes, quando puderes, não deixes de ir a Salvador... é tão lindo...

Beijinhos

Cláudia Ribeiro said...

A música dele é , de facto, eterna :D

Beijinho *

O Sibarita said...

Oi Maria! kkk É o elvis dispensa comentários... faça fé! Demais!

bjs
O Sibarita