Friday, August 03, 2007

Tenho um nó na garganta

O Farol da Barra, Salvador


Tenho um nó na garganta feito de tristeza
tenho um nó na garganta porque devias estar aqui
outro dia virá em que iremos de mão dadas
correr pelo jardim ou pela areia da praia
em que dormiremos juntos, abraçados
como abraçada me sinto a ti, neste momento
em que tenho um nó na garganta
e uma lágrima nos olhos...

36 comments:

joão marinheiro said...

Melhores dias virão, com sol e luz e maresia, e o mar dará as mãos à areia branca.
E daremos as mãos.
E os nós desatam-se e as lágrimas recolhem-se.
E o abraço perdura no tempo...

(Gosto dos faróis...)

Beijo daqui enquanto a lua se espreguiça na janela e eu mato o tempo que passa lento por mim...

Pitanga said...

Maria desfaz o nó da garganta e deixa a lágrima correr.

beijos docinhos

Fernanda e Poemas said...

Querida Maria, a foto é bonita mas, o teu coração está muito triste.
Lembra-te,que tens amigos sinceros que te dão colinho se necessitares.
Estou aqui ao lado, com os braços abertos, se precisares da minha companhia aqui tens o meu mail.
" fernanda17@sapo.pt "
Muitos beijinhos, com carinho.

Fernanda

Isabel said...

Não deixes que esse nó te embargue a voz e te iniba a liberdade de exprimires a tua dor.
Mas este é só um dia; amanhã, virá outro mais luminoso e acompanhado.

Bjt

Leticia Gabian said...

Amiga,
Esse nó só desata se deres vasão às lágrimas. Chora um pouquinho, baixinho... um choro sentido, daqueles que não lavam a tristeza, mas aliviam um bocadinho.
E, parafraseando a malandragem soteropolitana, te digo: sorria numa boa, você está em Lisboa!

hehehe.
Beijão

Maria said...

joão marinheiro

Dias virão, uns melhores outros logo se vê.
Dias há em que tenho saudades de subir todas aquelas escadas que me levam lá acima, ao varandim do Farol da Berlenga. Donde avisto toda a ilha, que parece ser só minha... aí é o meu abraço à ilha.
Este abraço, o deste momento, perdura para sempre, sim...

Um abraço, enquanto espero outros dias...

Maria said...

pitanga

É o que vou fazer, sim...
Obrigada pelo carinho

Beijinhos

Maria said...

fernanda e poemas

São dias...
Logo logo passa.
Muito obrigada pelas tuas palavras e pelo teu carinho.

Beijinhos

Maria said...

isabel

Eu sei que amanhã é outro dia...
E afinal quem não tem um dia menos bom?

Beijinhos

Maria said...

leticia gabian

Fizeste-me sorrir....
Foi aqui mesmo, no farol da barra, que um nêguinho me disse "sorria, cê tá na Bahía"... e me deu um colar, porque eu tinha "boas energias"...
Ai, acho que vou fazer uma caipirinha e deixar pra lá...

Beijão, Amiga

Leticia Gabian said...

A caipirinha também alivia bem. Ôxe, e como!

Beijão

Leticia Gabian said...

Dei muita risada sozinha, Maroca. Enviei um mail pra Zé Augusto, falando do teu presente e olha a resposta dele:

Folgo em saber que beberei a aguardente alfacinha.

Zé do Brasil

Maria said...

leticia gabian

Caipirinha bebida...
Estive a ver o blog do Bruno.... deixei lá umas palavras....
Ele estava a postar ao mm tempo que eu comentava, lol.

Beijinhos

Maria said...

leticia gabian

Diz a Zé Augusto que a Aguardente nem alfacinha é, porque foi comprada em Oeiras.

A origem dela é do Minho, região dos vinhos verdes.....

maria de Portugal (hehehe)

Anonymous said...

andámos pelos mesmos lugares...desfazadas no tempo....:))))
__________________
não vou lá hà três anos mas guardo o cheiro o sol a música e o doce inclinado das ruas e dos caminhos...
beijo.


posts para "beber".

/piano.

foryou said...

Bonito post :) gostei!





(não foram férias, não... mas estou cá e é o que importa :) beijoooo)

Teresa Duraes said...

primeiro li o poema. depois os comentários. sim, o melhor é mesmo beber a caipirinha!

(o muro por cair está no cap. I, parte 5)

beijos

AnaG. said...

Há dias, que mesmo que queiramos, é muito difícil desatar o nó...

É só um momento...

Bom fim-de-semana
Beijinhos

Vieira Calado said...

Sem a parte de cima, que deve ser recente, parece um forte sobre a baía que há em Lagos, onde moro.

Maria said...

piano/imf

... e das gentes, simpáticas e acolhedoras.
O cheiro é o que mais entranhado ficou...

Beijo.....
Obrigada.

Maria said...

foryou

Pois não... ainda bem que já aqui estás.
Percebi o que se estava a passar por palavras do A.Paiva...

Um beijo grande

Maria said...

teresa duraes

Uma caipirinha, com este calor todo, só faz bem....

Estou curiosíssima sobre a continuação e desfecho da tua estória...

Beijo

Maria said...

anag.

Neste momento o nó já está desatado.
São mesmo só momentos...

Bom fim-de-semana
Beijinhos

Maria said...

vieira calado

Vou tentar saber se o farol foi colocado aqui depois de estar a construção base. Duvido, pois está pecisamente numa ponta que entre bem dentro do mar, e portanto terá sido construído com o objectivo que têm todos os faróis...

Porque Te Amo said...

"tenho um nó na garganta... e uma lágrima nos olhos..." bem que podia ter sido eu a escrever isto ;)) gostei das tuas palavras
voltarei para visitar a tua ilha

1beijo... assim... entre pianos

herético said...

tanto mar... tanto mar! e a sauddade tão portuguesa...

belo poema, claro!

Som do Silêncio said...

Olá Maria

Tantas vezes eu tenho esse nó...
Mas fico mais aliviada quando deixo cair as lágrimas que o prendem, sabias?
E tal como dizes, existem dias e dias...e nos tais dias...a coisa é mais difícil.
Mas depois passa, e volta tudo ao normal :)

Beijo Silencioso

Gi said...

Quando não consigo desfazer o nó agrro nas pontas e faço um laço.
Ajeito uma ponta aqui , uma ponta ali ... pelo menos sempre pode ter alguma serventia e é mais agradável ao olhar. Hoje fiz laços que me fartei. Guardei-os na caixa com a etiqueta "Coisas para esquecer". vê bem que está cheia de coisas que não me lembro. Como é que foi possível chatear-me com elas?
Tenho aqui umas caixas vazias que posso dispensar em troca uma caipirinha. Dessas estupidamente geladas :)

Beijos Sereia
(estou onde sabes :) )

Maria said...

porque te amo

Eu sei que podias. Já escreveste melhor do que isto....
Gosto de te ver aqui, mas também queria ver-te lá...

Um beijo, assim...

Maria said...

herético

E não há tradução para a palavra saudade.... que é tão nossa...

Obrigada....

Maria said...

som do silêncio

Eu sei que tens. E eu faço o mesmo que tu, deixo que a chuva caia dos olhos até querer...
Mas é só às vezes... depois passa...

Acabaram-se as férias?

Beijinhos

Maria said...

gi

Já sabes que eu também tenho caixas, todas arrumadinhas. Sei exactamente o que está em cada uma. Mas há coisas, pedaços de vida, que eu não quero, ou não posso, ou não sei, esquecer.
Porque (ainda) fazem parte de mim.
Agora, segue-se a tal caipirinha.......

Beijinhos e
bom fim-de-semana

O Sibarita said...

Ô meu deu! kkkk Tá com nozinho na garganta é fia? kkkk Volta, volta logo viu? kkkkk


Ah essa poesia...

bjs
O Sibarita

Maria said...

o sibarita

Voltava sim, se pudesse....
Já já....

Bjs

Som do Silêncio said...

Olá Maria!

Ainda estou de férias sim, mas sempre que dá, venho espreitar!
O teu assunto não está esquecido, afinal de contas...eu prometi :)

Beijinho

Maria said...

som do silêncio

Eu sei que não está esquecido....
... para que havias de querer duas? :)

Boas férias

Beijinho