Sunday, August 19, 2007

Impotente



Sinto-me tão impotente
por não conseguir cortar
essas amarras...

60 comments:

albertokorda said...

Possivelmente porque não as queres cortar

joão marinheiro said...

Existem amarras que são eternas. Perduram na memória dos tempos. Só nós não.
Beijo a ti hoje que regresso dos lagos de água doce.

Tiago said...

...Sinto-me,
sentes o que sentes,
num sussurro entre dentes,
Sou-me, assim como lestes...

um enorme beijo Maria

SILÊNCIO said...

As amarras que prendem, são as mesmas que soltam o barco para navegar ...

(ja está tanto frio por aqui...)

Beijo*

SILÊNCIO said...

do anterior:
ferias nao, tou trab no carregado..
,e ainda "as voltas com a vida"
sem tempo nenhum
e ja tanto frio por cá...
aH e desmotivada tb ...

espero melhores dias

beijinho

Luis Eme said...

Há amarras que parecem eternas, Maria...

Kalinka said...

LINDO, MARIA.
Gostei.
BOM DOMINGO.

Depois de leres, adivinha de quem estou falando?
Encontro no amor deles, o brilho que me d� luz, que me d� vida.
N�o h� amor igual no mundo, julgo
Que tal do�ura tenha, tal magia...
O carinho e a ternura deles, s�o a raz�o do meu ser.
Neles est� todo o fim e o princ�pio, qual para�so. A raz�o do meu pr�prio cora�o. Sem eles o mundo � t�o escuro, t�o negro, t�o vazio, t�o confuso.
Meus Amores, meus encantos.
O luar entrou pela minha janela
e aqueceu o meu cora�o,
iluminou a minha alma.

Isabel said...

As amarras se soltam mas as marcas, essas, ficam sempre.
Obrigada pelas visitas; e, porque não, aproveitar este restinho de Verão (?!) para uma visita nocturna a Coimbra?! Tanto que Ela esconde ...

Bjt

Maria said...

albertokorda

Porque não depende só de mim.........

Teresa Duraes said...

que amarras? se te sentes impotente, o que será de mim?

(não gosto de dizer estas coisas, hoje digo, parece um peso em cima dos ombros de alguém. Algo que não faço)

não te sintas, talvez não sejam para cortar, talvez sejam....


beijos

Maria said...

joão marinheiro

As minhas amarras existem e existirão enquanto eu existir.....
Estas amarras, este cais, é da nossa ilha....
Queria tanto....

Beijo daqui, enquanto sonho com a segunda semana de Setembro....

Paulo Afonso said...

Maria,
A união faz a força...
Beijos

PS: Não percebi a do "Mercado Livre" mas deve haver alguma lógica/razão...
Obrigado por passares por lá!

Maria said...

tiago

Sentimos o que sentimos...
... enquanto sentimos.
E eu... sinto-te.... e sei-te....

Um beijo em Ti, Tiago

Maria said...

silêncio

Tens razão.
Só que o barco não nevaga mais........

Frio? Estou de ventoínha em cima de mim....

Beijos, bom domingo

Maria said...

silêncio

Não desanimes, Amiga.
No Carregado? O calor vai ainda chegar aí....
Às voltas com a vida andamos todos, sorri...
Melhores dias pra ti (e pra mim, lol)

Beijinhos

Maria said...

luis eme

Há amarras que SÃO eternas....
... e eu até quero.....

Maria said...

kalinka

Do que te conheço, só podem ser.... os netos....

Beijinhos

Maria said...

isabel

As marcas, sempre.......

Um dia destes, talvez, quem sabe.... Coimbra á noite.... e de dia....

Beijinhos

Maria said...

teresa duraes

As minhas amarras são necessariamente diferentes das tuas. Quanto mais não seja, pela diferença de idade...
Eu percebo-te. Eu já me "despi" aqui o suficiente para tu me perceberes....
Há amarras que são para cortar, há amarras que já não se podem cortar.....

Um beijo...

Maria said...

paulo afonso

É esse um dos meus lemas de vida....
... mas as amarras... são outra coisa, bem diferente...
Já fui ao teu blog explicar essa coisa do mercado livre.

Beijos e bom domingo

Leticia Gabian said...

Amiga Maroca,
Há ligações que transpõem tempo e espaço....

Beijo grande

Rosa dos Ventos said...

Se as cortasses sentirias o mesmo!...
Abraço

joão marinheiro said...

Maria, eu sei que a foto é da ilha, mesmo que não me dissesses. Existem imagens que não se explicam e ficam claras em nós. Os cabos Maria, só ali estão assim desde os meus tempos de menino da ilha...Rsss...Se quiseres procura o outro ângulo imperfeito no meu canto...

Abraço enquanto se avizinham ventos e vagas de 3 mts para a semana na travessia...

herético said...

prefiro laços, aos nós. e âncoras.

talvez as tuas amarras naturalmente se deslacem...

mas as tuas palavras poéticas são belas. sempre.

Teresa Duraes said...

Maria (em resposta lá no Voando):

Claro que é liberdade de imprensa. Está emendado. Foi lapso, era tarde.

Estou a escrever apenas :)

Pena de mim? Não, para quê? A ter pena seria a de uma geração completa e não me identifico com ela nem sou de amor a causas sem seguidores.

AnaG. said...

Deixa que essas amarras, a pouco e pouco, se vão soltando...Mesmo que fiquem só um pouco mais frouxas.

Beijitos

Sophiamar said...

há uma altura em que é preciso cortar amarras. faz parte da vida.
beijinhos

Alice said...

Querida Maria...
cortar amarras é sempre um árduo trabalho... e muitas vezes o esforço é inglório... mas não para sempre...
Acredito que... se quiseres mesmo... consegues abrir o caminho... O tempo dirá onde ele conduz...
Beijinhos para ti...

Papoila said...

Também eu linda me sinto impotente por não conseguir cortar as amarras que me oprimem o coração...

Beijocas
BF

brisa de palavras said...

Às vezes há amarras muito dificeis de cortar sim, mas se " descalçares os sapatos e arrumares a casa " talvez ajude....
um abraço

brisa de palavras

Meg said...

E não é que hoje, mais uma vez, estou do mesmo lado que tu!!!
Quem me dera ser capaz de as cortar. As amarras em que a vida nos enleia.
Beijo grande, Maria...

Pitanga said...

Concordo com a Isabel. Porque não um passeio em Coimbra à noite? Conheces a pastelaria Vênus? Fica me Celas e os doces são deliciosos.

beijos

SILÊNCIO CULPADO said...

Sempre aqui volto, sempre aqui fico e sempre aqui contemplo.
Retorno maior ao meu canto com o que aprendi.

O Profeta said...

Será que queres?!


Hoje tinha decidido pintar-te
Com matizes de profunda ternura
Perdi na memória a cor do teu sentir
A tua voz de água cristalina e pura

Hoje a lembrança é lança de fogo frio
É punhal afiado em tua mão
A incerteza tolda a razão ao amor
Perdido bem no fundo do coração


Boa semana
beijinho

Sei que existes said...

Às vezes também me sinto assim... mas depois acabo por as cortar e vejo como tudo fica diferente e mais fácil!...
Beijinhos

Maria said...

leticia gabian

Há ligações que são pra sempre.....

Beijão, Amiga

Maria said...

rosa dos ventos

Se calhar.....
Abraço

De Amor e de Terra said...

Olá minha Menina, boa noite!
Yambém me parece que este teu tempo de "amarras" tem tanto de trsitezas como o meu...

Arriba, Amiga, Arriba (às duas)!!!

Beijo

Maria Mamede

Maria said...

joão marinheiro

Mesmo que eu reduza um quadradinho só do mar, acho que tu reconheces....
... quem diz de mar diz da rocha...

A travesia com vaga de 3 metros é boa... no dia 14 estava um mar de azeite.... não gosto...

Um abraço, daqui

Ana Patudos said...

Ai as amarras que nos prendem ao lugar que pensamos querer largar.
Será que queremos??
Grande beijinho e boa semana para ti
Ana Paula

Maria said...

herético

Não gosto de âncoras. Nem de amarras....
Gosto de me sentir livre...

Maria said...

teresa duraes

Provavelmente estava influenciada pelo teu primeiro comentário......

Beijo

Maria said...

anag.

É uma boa ideia. Ficando mais frouxas, acabarão por se desatar....

Beijos

Maria said...

sophiamar

e eu sei, já cortei tantas....

beijinhos

Maria said...

alice

Tens toda a razão no que dizes, Amiga... é isso sim...
Beijinhos, querida

Maria said...

papoila

Só posso estar solidária contigo. Não sei como se cortam...

Beijinhos

Maria said...

brisa de palavras

O que eu costumo fazer é "mudar os móveis".
Vou experimentar fazer isso descalça....

Um abraço

Maria said...

meg

Um dia destes ainda ficas deste lado.....
Eu vou cortando as que sou capaz...
Um beijo grande, Meg

Maria said...

pitanga

É sempre uma boa ideia um passeio por Coimbra. À noite melhor ainda...
Queres vir?

Beijinhos

Maria said...

silêncio culpado

Obrigada pela tua simpatia...

aryana said...

Eu não tenho amarras!!o que me aprisiona são correntes de aço...grilhões.
Tenho chagas profundas na alma e no corpo, que sangram noite e dia, e que hão-de inevitavelmente levar-me à tumba, se é que nela não vivo já.
Dizem os entendidos-psicólogos e psiquiatras, que é nas noites de Domingo que mais sofre quem está só, e eu não fujo à regra..
desculpe-me o desabafo,

Maria said...

o profeta

Quero sim....
Gostei do teu poema....

Boa semana pra ti também
Beijinhos

Maria said...

sei que existes

Pois, mas o difícil é cortá-las....

Beijo

Maria said...

de amor e de terra

Então um "Arriba" muito grande às duas...

Beijinhos, Amiga

Maria said...

ana patudos

Porque nos interrogamos tanto?
Era tão mais fácil cortar logo e pronto....

Boa semana também pra ti
Beijinhos

Maria said...

aryana

Mas tu não estás só, neste momento andas a visitar alguns amigos, embora virtuais.
E quantas vezes está um monte de gente numa casa e cada um se sente sozinho no seu canto?
Não é muito mais chato?

Desabafa à vontade
Um abraço

Pitanga said...

Maria, não me provoques. Olha que me passo e aí já sabes o resultado...hehe

beijos em stand by

Maria said...

pitanga

É assim que quiseres....
... eu também me passo...

Beijinhos

O Sibarita said...

Oi fia, não corte não viu? kkk O amor é lindo, apaixonante...


bjs
O Sibarita

caraecoroa said...

Ai as amarras. Se o Cara pudesse...