Tuesday, July 15, 2008

As horas




Se eu pudesse viajar nas horas
faria este tempo nosso parar
Se eu pudesse recuar nas horas
teria toda a vida para te amar...

Diz-me do tempo das horas
que faltam para te encontrar
Não sei porque tanto demoras
se nem saí do mesmo lugar...

Ah, como me fazes falta...

37 comments:

pin gente said...

não sei que diga!
falámos hoje, conbinámos?
as nossas almas cruzaram-se nalgum ponto?
acaso ouvimos o coração uma da outra?
podes explicar-me, maria, que eu não entendo?

um abraço
luísa

Catarina Alves said...

O tempo passa... mas as marcas duma vida, as memórias, o amor... não...

...Era tão bom se pudessemos voltar atrás...

Bjs

Catarina Alves said...

p.s.: post lindo...

samuel said...

"No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ..."

Abreijos

Eduardo Aleixo said...

Nem sei que te diga, Maria.

Olha, não digo nada.

Digo, sim: o raio do tempo está a mais.

É a nossa limitação.

O tempo...

Se quando amamos, ele não existe.!

Enfim, uma longa conversa. Que um

beijo dispensaria.

Com o devido respeito.

Eduardo Aleixo

poesianopopular said...

Maria

Nas horas não podes viajar
Nem tentes parar o tempo
Em ambos podes amar
Viajando no pensamento...

É vup e vap!
Bjos

Parapeito said...

...E quando se ama assim...toda uma vida é tao pouco...
Gostei do cheiro desta ilha... sempre que puder passarei por cá pra perfumar a alma...
Foi bom que tivesse passado no meu parapeito***

Pitanga Doce said...

...afinal, não devias tê-lo deixado ir.

beijos, Maria

BlueVelvet said...

Como não sei dizê-lo por palavras minhas, socorri-me do meu amigo Mário, o Quintana, sabes...

"O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..."
Beijinhos linda Maria

Só Eu said...

Quando alguem nos faz falta dói muito cá dentro...
Poema muito bonito e carregado de saudade.
Beijinhos de parabens

Manuela Fonseca said...

Obrigado Maria, pela tua visita.

"Se eu pudesse recuar nas horas
teria toda a vida para te amar..."

Palavras que me prenderam e tocaram fundo...

Beijinhos de saudade***
Manuela

Justine said...

Ah, como está belo o teu poema!Ah como está acolhedor e apaixonado o mar que retratas!

Teresa Durães said...

lindas fotos e poema!

as velas ardem ate ao fim said...

marcas que cravam na pele..falta ...falta tudo...

um bjo

tempoparaamar said...

Se podessemos recuar no tempo tanto mais amariamos.Beijinhos Maria, um sorriso e esta rosa para seu dia.

...._.;_“.-._
...{`--..-.“_,}
.{;..\,__...-“/}
.{..“-`.._;..-“;
....`“--.._..-“
........,--\\..,-“-.
........`-..\(..“-...\
...............\.;---,/
..........,-““-;\
......../....-“.)..\
........\,---“`...\\
....._.;_“.-._ COM CARINHO

Salomé

Sal said...

Ahhh Saudade..
bjinho

rosa dourada/ondina azul said...

Mar, luz e um belo poema de saudade :)))


Beijinho,

Leticia Gabian said...

Não há o que falar.
E a distância nem permite o abraço, um pedacinho de consolo, um olhar a dizer: eu sei o que sentes.

Arranja um tempinho e vai ao mar pra escutar as canções de maré.

Fica bem, irmã querida

Huckleberry Friend said...

Respondo-te com um poema de Sérgio Godinho, musicado por Chico Buarque... beijinhos!

Um tempo que passou

Vou
uma vez mais
correr atrás
de todo o meu tempo perdido
quem sabe, está guardado
num relógio escondido por quem
nem avalia o tempo que tem

Ou
alguém o achou
examinou
julgou um tempo sem sentido
quem sabe, foi usado
e está arrependido o ladrão
que andou vivendo com seu quinhão

Ou dorme num arquivo
um pedaço de vida
a vida, a vida que eu não gozei
eu não respirei
eu não existia

Mas eu estava vivo
vivo, vivo
o tempo escorreu
o tempo era meu
e apenas queria
haver de volta
cada minuto que passou sem mim

Sim
encontro enfim
iguais a mim
outras pessoas aturdidas
as horas dessas vidas que estão
talvez postas em grande leilão

São
mais de um milhão
uma legião
um carrilhão de horas vivas
quem sabe, dobram juntas
as dores colectivas, quiçá
no canto mais pungente que há

ou dançam numa torre
as nossas sobrevidas
vidas, vidas
a se encantar
a se combinar
em vidas futuras

Enquanto o vinho corre, corre, corre
morrem de rir
mas morrem de rir
naquelas alturas
pois sabem que não volta jamais
um tempo que passou

eu said...

O relogio anda sempre "desacertado"... com a vida...
Se eu pudesse também por momentos tinha parado o meu... se calhar ainda bem que não consegui...

Agulheta said...

Maria. Para amar,nunca há tempo,até por vezes temos pouco,assim a vida nos "trama"mas estas palavras tem todo o tempo do mundo. Beijinho Lisa

pb said...

Maria, a vida tem-me ensinado que há sempre alguém que nos faz falta !! Beijo

Ana said...

O post anterior, agora este...
O tempo anda a mexer contigo:)
Mas é uma forma bonita de mexer.
Gostei e senti.

Esse sol é fogo...

Beijinho

Placi said...

Maria,
Que bom é sentir assim!
abraço

FERNANDA & POEMAS said...

Olá minha querida Maria, lindo o que escreves-te!
Tenho saudades tuas... Muitos beijinhos do coração,
Fernandinha

Fernando Samuel said...

E eu digo: belo, muito belo.

Um beijo.

Rosa dos Ventos said...

Dizem que o tempo ajuda a esquecer...
Eu não quero esquecer!

Abraço

Maria said...

Quero agradecer a todos que passaram por aqui.
Beijos, e boa semana

Cris Caetano said...

Porque será que "saudade" só exite na nossa língua? Quem nunca se sentiu assim? Lindo demais!!!

Beijinhos

fj said...

...
e não é q o tempo não pára mesmo
Ah, como me fazes falta...
bjs Maria

Lúcia said...

Bom - este post extasia, Maria - palavra. Doces palavras; magníficas fotos - é e ficar a qui a olhar.
Beijinhos

Sunshine said...

A vida � feita de encontros que se transformam em desencontros. �s vezes, temos a sorte de um desencontro se transformar num delicios reencontro.
Beijinhos com raios de Sol

Filoxera said...

Palavras bonitas cujo significado não o é tanto...
:-((
Beijinhos.

mariam said...

pois, o pior mesmo é o "raça" da saudade...
mas, pense como «Cecília Meireles»
"Tenho fases, como a Lua; fases de ser sozinha, fases de ser só sua"

um sorriso :)

CNS said...

Como nos faz falta o tempo que teima em não permanecer...

um beijo

Claudia said...

Essa célebre frase, que diz tanto!

Beijo, e não te esqueças que também me fazes muita falta!

Vanda Paz said...

Beijos poetisa