Tuesday, July 29, 2008

Dá-me o silêncio


Deixa-me escrever o teu nome
Lê em cada letra o que sinto por ti
Lê o meu nome
Escreve de cada letra o que sentes por mim

Dá-me o silêncio
Deixa-me ouvir-me
Profundamente e no sentido puro
Deixa-me sentir-me o que era e saber o que sou ,
Agora, depois de ti.

Dá-me o silêncio e deixa ouvir
O som que fazes soar no meu coração
Para que eu possa cantar e enaltecer
O silêncio que me deste para te ouvir.

Deixa-me cantar esse som que me deixaste escutar
E então, poderei cantar

(Delfim Peixoto)
http://baudepoemas.blogspot.com/

28 comments:

Delfim peixoto said...

FIco sem jeito, mas obrigado ! Beijos nos olhos, hoje

samuel said...

Muito bonito!

Abreijos

salvoconduto said...

Depois da conversa de ontem fez-se o silêncio hoje.

Lindo.

Abreijo

. Rita said...

Que poema tão bonito! Boa escolha!

Beijinho,
Rita

Eduardo Aleixo said...

LindolindopoemaMariadesilênciocantante.
Eduardo
Beijo

marias said...

Linda esta poesia, preciso tanto deste silêncio!...
Ouves o bater do meu coração?!
Ouço o som do teu.
Obrigada Maria!

Beijos

Fernando Samuel said...

E é bonito, muito bonito.
Obrigado.

Um beijo grande.

pin gente said...

parabéns ao delfim peixoto e a ti que te dás e dás o teu espaço.
beijo, maria

Carla said...

ritmado...de uma melodia que nos faz sonhar
beijos

poesianopopular said...

Cheguei até aquí...guiado
pelo cheiro da marezia
Não vi o mar...fiquei assustado
-mas sei que estás aquí... Maria.

Obrigado e um beijão

lisse said...

Para lá das nuvens, num lugar de silêncio, o cântico dos sentidos.
è nesse lugar mágico que se vive muito do que se sente por aqui.Tavez por isso, instalei-me...
Gostei muito desse céu de algodão onde se podem moldar sonhos...
Fui conhecer o "baudospoemas" e guardei nos favoritos.
abraço forte e dia feliz

Vieira Calado said...

Saúdo a sua escolha.
Beijinhos

Leticia Gabian said...

Que coisa mais linda, Maroca!
Parabéns ao Delfim Peixoto!

Como tem gente que consegue escrever por nós, não é amiga?


Beijo enorme!

Gerlane said...

Lindo! E neste momento, ele falou-me profundamente. Até parece que o poeta descreveu os meus sentimentos.

Beijos pra ti!

Pitanga Doce said...

O poema é lindo é as nuvens me fizeram lembrar de tantas coisas boas!

boa tarde , Maria

Agulheta said...

Maria. Lindo a poesia do amigo! Adorei a forma de escrita,é ou não verdade que temos uma terra de poetas... pois temos.
Beijinho Lisa

Oris said...

Lindo....

Obrigada, pela partilha.

Beijitos

mariam said...

belo!
parabéns aos dois, ao Delfim porque escreve assim, e a Si porque parece ser muito querida.

boa semana
um grande sorriso :)

Sunshine said...

Amor, reciprocidade, liberdade... foram as palavras que me surgiram ao ler este lindo poema.
Beijinhos com raios de Sol

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, bela fotografia...Excelente poema...
Beijos

Meg said...

Maria,
Belíssimo o poema... um bálsamo.
Porque as nuvens estão cada vez mais negras.

Beijos

Ana said...

Sentir os nomes, cantar o silêncio.
Gostei do poema . Vou espreitar mais ao Baú :-)
Um beijo, Maria.

Orlando Gonçalves said...

Ás vezes no silêncio da noite eu fico imaginando coisas. O silêncio faz-me medo, medo da solidão. Deixas-me sempre a pensar..., Obrigada

instantes e momentos said...

muito bonito teu blog. Gostei muito daqui. Parabens. Vou voltar sempre.
Maurizio

Teresa Durães said...

gostei imenso!

BlueVelvet said...

Não conhecia.
Lindo: Deixa-me sentir-me o que era e saber o que sou ,
Agora, depois de ti.

Nestas alturas é bem vindo o silêncio. Para nos reencontrarmos.
Beijinhos e veludinhos

Sara said...

O autor ( que conheço pessoalmente) não só é um Poeta, é também um Homem de uma doçura no coração. Afinal, pelo que sinto, yem muitos amigos; ele adora não ser reconhecido mas ama os amigos de Verdade. A Maria transpira os mesmos sentimentos
jnhs e apareça lá na minha Lua

O Sibarita said...

Maria minha fia! kkkk Grande poesia de uma grande poeta...


Baita poesia!

bjs

O Sibarita