Thursday, January 29, 2009

A chuva

É quando o sol se põe no horizonte
e o mar ruge, rebentando em ondas de espuma
que a chuva cai em gotas de amor sobre o chão
e a natureza cumpre o seu dever de fecundar a terra

(eu vou ali. depois eu volto logo, logo)

56 comments:

salvoconduto said...

Quem me dera que ela caísse assim, com essa poesia toda, mas não chata não pára de bater à janela!

Abreijos

OnlyMe said...

Então, vai lá! Mas cuidado porque está a chover e muito... aqui para estes lados! ;)

Jinhos :)

Eduardo Aleixo said...

A Natureza não cunpre dever nenhum, Maria, a Natureza é, e a tarra também é: agradece.
Bonitas as tuas palavras; as que comentam... são isso mesmo:uma maneira de falar.
Abraço.
EA

PS: a nuvem anuncia o poema...

Delfim Peixoto said...

A chuva, o mar, as gotas, e tu para brilhar aqui....
:)
Jnhs, salgados como o "teu" mar

Ana said...

Leva o guarda-chuva e as galochas!

Aqui para nós, a terra, nesta altura do campeonato, já está a sentir-se mais violentada do que pròprimente fecundada.
Phone-ix!

Beijinho

Joao P. said...

Maria:
A chuva cai em gotas de amor

A chuva cai em gotas de amor

Então espero que por aqui haja uma inundação... E noutros sítios também

que belo Maria!

beijo grande
João

PreDatado said...

Uma maneira bonita de molhares o post, que é como quem diz de fazeres chover um poema com tanta natureza.
beijo.

BlueVelvet said...

Só tu para veres na chuva que cai na terra um acto de amor.
Mas se calhar é.
Beijinhos

samuel said...

Cá estaremos...

Abreijos

mariam said...

Maria,

linda esta tua chuva! gosto de ver a chuva (como já deu p'ra perceber)...

parabéns à tua amiga!

boa semana
um sorriso :)
mariam

De Amor e de Terra said...

É minha querida Maria,a Natureza segue o seu curso...

Que sejam de luz e Paz os teus Caminhos, sempre!

Beijos

Maria Mamede

Só Eu said...

Vai, mas volta breve para continuares a fecundar este chão donde brotam versos tão bonitos.
Beijinhos Maria.
Ricardo

MPereira said...
This comment has been removed by the author.
Teresa Durães said...

e depois de fecundada novos seres vivos nascem para continuar esse acto de amor

Marta said...

olá, venho convidar para conhecer o meu espaço novo.
Conjuga fotografias com textos... espero que goste de me visitar.
Comecei hoje mas espero poder andar por estes sítio muito mais tempo.
Beijo.
Marta.

utopia das palavras said...

Fecundas...gotas de amor...!

Esperamos-te...!!!!!!

Beijinhos

mié said...

pois já tinhas dito...lembro-me :)

Que bons e belos são os tempos fecundos!


vai e volta.

Um beijo

enorme

Mar ia.


Ps: ontem estive off aqui no pc...
Também torci pela Dementieva mas a Serena está muito serena...e forte.

Fernando Samuel said...

simples e belo.



Um beijo grande.

elvira carvalho said...

O inverno da foto e o sol das suas palavras...
Um abraço

C Valente said...

Até já
Saudações amigas

Agulheta said...

maria! Nesta altura com tanta chuva,só vejo monotonia sem sol tudo parece vazio.Vai mas não demores?

Beijinho

Lisa

nanda said...

Boa ida.

bjs

Leticia Gabian said...

Linda a tua chuva, Maroca!

E logo, logo vamos nos encontrar ali.


Beijo enorme, amiga~irmã

Arabica said...

Assim lida, a chuva até é algo divina :)

Bela forma de a sentires!

Apenas eu said...

oh! Pá! Tá lindooooooooooo...

Não há palavras se houvesse poderia estragar tamanha beleza.

Bem me parece que ias sair :))
Hoje ainda não te ouvi :)

Vai lá e volta, cá te espero.

Beijo Grande. gmdtevgsssssssss

Justine said...

Não paras, amiga, sempre a ir aqui e ali...
Faz muito boa viagem e volta bem, para continuares a oferecer-nos "pérolas" como esta que deixas por baixo desse céu zangado!

Cris Caetano said...

Há dias que a tua poesia cai como uma luva no meu estado de espírito.
Não demores!!!
Beijinhos

Filoxera said...

Lá estás tu no ir e vir...
Ok, eu espero.
Beijos.

mfc said...

Volta que precisamos das tuas palavras... fecundas.

Mar Arável said...

O mar continua a rugir

fecundo

Sofá Amarelo said...

Hoje dei por mim a olhar as nuvens e a descobrir rascunhos de sonhos e magia...

simplesmenteeu said...

Que bem se vê o milagre do amor, debruçada na tua janela...

Abraço

Carminda Pinho said...

Maria, como em dias tão tristes, consegues escrever coisas tão belas?!

Beijos

Ana said...

A força de se ver poesia até num dia cinzento.
Volta, Maria. Fazes falta.
Um beijo.

Carla said...

e a terra fecunda...germina e daí nasce vida
boa viagem e que seja rápido o teu regresso
beijos

Vanda Paz said...

Está tudo dito...

Beijo

(vai e volta logo)

Rosa dos Ventos said...

Não demores!
Fico aqui sentada à espera...

Abraço

AnaMar (pseudónimo) said...

Desde que voltes...(Eu não sei se já regressei :-D)
Um beijo

pin gente said...

grossas gotas,
transparentes,
relumzem no olhar de dois amantes.
os corpos falam uma linguagem, simples,
aveludada
e a natureza cumpre-se.
o amor não nasce.
nasceu já!
rebenta nos poros,
nas línguas,
nos dedos,
em todas as seivas que deles brotarem.
vê-se e ouve-se e sente-se e pede-se e dá-se e geme-se e sua-se e luta-se e pacifica-se e...
e o amor brota, em gotas
grossas e transparentes!


um beijo, maria

Pico minha ilha said...

E é nesse fecundar que existimos, para de novo partirmos.Beijo Maria bom fim de semana no vou que eu espero

Delfim Peixoto said...

E chove, chove, chove...
E as ondas salpicam, salpicam, salpicam...
E o sabor é salgado, salgado, salgado...
E o céu ficaestrelado, estrelado, estrelado



:(


NuVenS

marias said...

Colocaste neste post maravilhas da Natureza que me dão calma e me fazem arrepiar ao mesmo tempo: o sol a por-se no horizonte, o mar a rugir e a chuva a cair.

Ainda bem que este ano a chuva tem caído em quantidades suficientes para que a Natureza possa cumprir o seu destino!...
Será prelúdio de que momentos bons se avizinham?!...

Bjs e até à volta.

Carol Bonando said...

olaaaaaaaaaa, anda sumido de mim.Volte por favor heuaheuae
ADorei seu post...
adoro a chuva!!!
bjs

Olhos de mel said...

Belos versos, minha querida amiga! Fique o tempo necessário e volte plena.
Bom fim de semana!
Beijos

Sal said...

Hoje tive nuvens assim por cima da cabeça todo o dia!
VOLTA E TRÁZ O SOL!

beijinhos

Goldfinger said...

Pois nestes últimos tempos a natureza tem andado a cumprir o seu dever para com a terra com muita intensidade e frequência. Então ontem não parou de chover e parece-me que os próximos dias a cena continua.
Sei que a chuva faz falta, mas isto deveria estar melhor organizado. Só chovia quando fosse mesmo necessário e de forma regrada.

Um bom fim de semana e espero que já tenhas voltado.

Abraço

GOLDFINGER

Fenix said...

"...Gotas de amor sobre o chão..."
Espectacular!
Lindo, lindo...

Beijinhos
Bom fim de semana

fj said...

vai,vai Maria, aproveita e leva-A por um instante e leva-O...ctg para sempre!
Beijos para ti Maria

Rogéryo de Sá said...

Vim ao cheiro da ilha. Será a Berlenga? Rsrsrs...

Ludo Rex said...

Passei para te dar um beijinho.
Kisses

C Valente said...

o tempo está mesmo mau, está-se bem é em casa
saudações amigas.

melgadoporto said...

Parabéns sinceros!
51 assinaturas no livro de visitas.
:-)

Maria said...

melgadoporto

Já te disse que és delicioso?

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram por aqui.
Espero pôr a "leitura em dia" no domingo...

Beijos a todos

paula barros said...

Lindo poema, a natureza fecundando a terra com amor. Belo!

bjs, bom domingo

Vieira Calado said...

Mas leve o chapéu-de-chuva!
Veja lá, cuidado com as constipações!

(rs)

Bom resto de Domingo para si.