Tuesday, February 03, 2009

*


Se ontem te dissesse que morria
de tanta saudade que te tenho
se hoje tivesse o teu abraço
que me aquecesse nesta noite fria
se amanhã estiveres aqui eu venho
e apesar de todo o teu cansaço
faremos em nós a alegria
de nos sabermos com um amor tamanho
e então descansarás no meu regaço

53 comments:

salvoconduto said...

Pelo menos podes contar com o meu abraço.

Abreijo

samuel said...

...como tatuagem, pra te dar coragem de seguir viagem, quando a noite vem...

Abreijos

simplesmenteeu said...

"Apesar de todo o cansaço"... voltei.
Não encontraste as pedras que deixei...
ou não soubeste adivinhar...
"a tanta saudade que te tenho"...
Abraço

catarina said...

Descansar num regaço sabe sempre bem...

Descansa maria que não me lês, mas eu venho aqui sempre sempre...

Um beijo com aqueles aaromas que so nos conhecemos!

Eduardo Aleixo said...

Bonito, o teu poema.
Beijo.
Eduardo

Maria said...

simplesmenteeu

A verdade é que não tenho a certeza de quem és.
A verdade é que também não consigo comentar o teu blogue, porque a caixa de comentários que tens não gosta de mim.
Nenhum dos blogues que usava essa caixa gostou da minha "aproximação". A verdade é que não aparecem as letras de verificação de palavras... já aconteceu com outros blogues, que depois modificaram a caixa de comentários e onde agora já consigo comentar...
A verdade é que te leio sempre em RSS, mas não consigo escrever nada...
Gosto do que escreves. Só não posso dizê-lo no teu espaço....
(aconteceu o mesmo quando a Mié tinha a caixa como a tua)...

Um beijo

paula barros said...

Uma declaração, um chamado, terno, apaixonado. Assim li.

abraços

lisse said...

Sei que me sabes adivinhar... sempre o soube. Mesmo quando nos cruzavamos silenciosamente, numa outra caixa de comentários...
(deixo aqui um lamento... e um grande obrigado, ao facto de ter encontrado).
Vou deixar poucas marcas:
-Não quero que ninguém se sinta "obrigado" a nada.
-Não quero pensar muito no que deixo por lá...Foi um impulso e quero que possa continuar a sê-lo.
Quanto à caixa de comentários não sei como fazer... Fui onde podia chegar... e não sei como alterar.
Até que alguma coisa mude vou sentir a tua falta.

Abraço forte e carinhoso

Joao P. said...

Bonito Maria. Muitíssimo bonito

beijo

João

lisse said...

Tentei mudar alguma coisa.
Não sei se mudei a coisa certa.
Abraço

Brancamar said...

Tão lindos estes teus versos e as imagens de uma brancura alva.
Obrigada pelo apoio.
Beijos.
Branca

Maria said...

lisse

Tão bom poder ler-te...
E tantas saudades...

Beijo grande

Leticia Gabian said...

Fantástico, amiga-irmã!

Mais lindo que isto, só mesmo o amor que tens por dentro.

Beijo imenso

A CONCORRÊNCIA said...

Um colo para descansar, ás vezes é apenas do que precisamos ... e tu Maria tens um dom, sentes quando alguém precisa de colo ...

Obrigada Amiga

MisteriosaLua said...

Amiga, quando se trata de um amor tamanho, a alegria deveria estar sempre presente... Não esperes por amanhã, celebra esse amor sempre!

Pitanga Doce said...

O amor virá, Maria, ainda que cansado e confuso.

bom dia

MPereira said...
This comment has been removed by the author.
BlueVelvet said...

É tão bom amar assim e saber pô-lo em palavras.
Lindo.
Beijinhos

utopia das palavras said...

Um amaor sem tamanho... num poema lindo!

Beijos, Maria

Justine said...

Que bem se está dentro do teu poema/regaço...

mié said...

Meu Deus...

o que dizer mais quando assim escreves, dizes?

Amor, amor, amor, amor. ternura!!

Obrigada. cada vez mais Te gosto.

Maria

ilha

de tanto.

mdsol said...

:)))

[gosto das palavras rimadas e cadentes em direcçaõ ao afago]

djaniras@globo.com said...

Maria, não sei o que dizer de tudo quanto li no seu blog. Fiquei encantada com sua sesibilidade, criatividade e segurança. Sou brasileira, pernambucana do Recife. também gosto de escrever, tenho alguns livros publicados.
Parabéns, parabéns, mesmo. Conheci seu blog através de Paula Barros. Gostei do que vi. Um abraço Djanira Silva

blogdjanirasilva.blogspot.com

Teresa Durães said...

tanto o amor faz parte da tua vida!

Agulheta said...

Nada melhor que deitar no regaço amado,onde as palavras sai e se constrói este poema.

Beijinho

elvira said...

Quanto amor neste poema Maria. Ás vezes leio os seus textos, pergunto-me se se dirigem a alguém especial, ou se se dirigem ao próprio Amor...
Um abraço

rosa dourada/ondina azul said...

Como é bonito ver os jardins cheios de neve...
Inspirou-te
Belo poema cheio de Amor!


Beijinho,

david santos said...

Olá, Maria!
Descansa. Mesmo num regaço. Mas descansa!
Parabéns.

nanda said...

Olá, Maria!

Com esse frio, sabe bem o aconchego de regaço.

Bjs

maresia_mar said...

maria querida
lindo poema.
tenho andado tão longe que não tenho tempo pra nada, hoje vim trazer-te um beijinho. Até um dia destes

mfc said...

Então ... anda!

Fernando Samuel said...

Tanta serenidade nestes versos...




Um beijo grande.

Ana Camarra said...

Maria

Acho que andamos muitos, a conta do cansaço, a precisar desse abraço!

Beijos

bettips said...

Mesmo assim, com neve, se vê a robustez das folhas resistentes. Como tu e o regaço virtual que dás a tantos de nós.
Bjinho Maria

LOURO said...

Querida amiga Maria,lindo poema,com
este frio e neve, sabe bem o aconchego de um regaço ou um ombro
amigo...

amigona avó e a neta princesa said...

Quando leio coisas assim nem sei que te diga...a emoção fica sempre em primeiro lugar...beijos minha querida...

Apenas eu said...

e se ontem te dissesse que precisava tanto desse abraço, que as saudades apertam e que apesar do meu cansaço para Ti tenho sempre um sorriso do tamanho do Mundo e um abraço apertado?

Beijos Minha Amiga Maria.

Gosto de te ler assim, quando escreves com todo o TEU coração.

Cris Caetano said...

Saudades... palavra linda.
Deixo-te um beijo grande e um abraço apertado pra matar essas saudades.

Beijinhos

marias said...

O calor dum regaço é sempre uma dádiva!
Se todos pudessem contar com um regaço para se aquecerem nas noites frias a vida seria bem melhor ou pelo menos seria vivida com mais alegria.

A foto está linda! A neve nos arbustos a fazer lembrar algodão faz-me saudade...

Bjs

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, belas palavras...Excelente...
Beijos

heretico said...

poesia tão genuína. como o ar que se respira...

gosto.

beijo

M. said...

Lindíssimo.

joão marinheiro said...

Saudades dão pra morrer de cansaço...

Beijo no mar a norte

Menina do Rio said...

Que lindo! Nada como o amor em sintonia...

Um beijo deste lado da Ilha

Arabica said...

Maria,


com esse amor

não há neve que te contenha

o coração.


Beijo

pin gente said...

como tantas vezes me dizias..." hoje não tenho palavras para ti", maria.

deixo um beijo

Maria said...

Obrigada a todos que passaram por aqui.

Beijos

mariam said...

ai, Maria.
acho que percebi.

um abraço
mariam

AJO said...

Esta tua ilha tem um cheirinho maravilhoso.
Beijinhos e até já, assim espero.

AnaMar (pseudónimo) said...

Como preciso de um regaço para repousar.

Emprestas-me o teu?

1001 bjs

Parapeito said...

...Gostei gosteii. gostiii :)
"faremos em nós a alegria
de nos sabermos com um amor tamanho
e então descansarás no meu regaço "

beijo*

lgb said...

Lindo!

Beijinho

Raquel said...

Fiquei queda e ...silenciosa...
Gostei mesmo...
bjnhs