Sunday, February 22, 2009

Caminante no hay camino



Todo pasa y todo queda,
pero lo nuestro es pasar,
pasar haciendo caminos,
caminos sobre el mar.

Nunca persequí la gloria,
ni dejar en la memoria
de los hombres mi canción;
yo amo los mundos sutiles,
ingrávidos y gentiles,
como pompas de jabón.

Me gusta verlos pintarse
de sol y grana, volar
bajo el cielo azul, temblar
súbitamente y quebrarse...

Nunca perseguí la gloria.

Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.

Al andar se hace camino
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.

Caminante no hay camino
sino estelas en la mar...

Hace algún tiempo en ese lugar
donde hoy los bosques se visten de espinos
se oyó la voz de un poeta gritar
"Caminante no hay camino,
se hace camino al andar..."

Golpe a golpe, verso a verso...

Murió el poeta lejos del hogar.
Le cubre el polvo de un país vecino.
Al alejarse le vieron llorar.
"Caminante no hay camino,
se hace camino al andar..."

Golpe a golpe, verso a verso...

Cuando el jilguero no puede cantar.
Cuando el poeta es un peregrino,
cuando de nada nos sirve rezar.
"Caminante no hay camino,
se hace camino al andar..."

Golpe a golpe, verso a verso.

(Antonio Machado)
(26 Julho 1875 – 22 Fevereiro 1939)

23 comments:

samuel said...

É uma grande, grande cantiga!

Sunshine said...

Grande verdade!
Hoje literalmente andei onde não havia caminho traçado e fui largamente recompensada. Na vida, também é assim...embora muitas vezes não o compreendamos e preferíssemos seguir um caminho já construído.
beijinhos com raios de sol

marias said...

E os caminhos sucedem-se conforme o caminhar.
Ainda ando à procura!...
Gostei da canção

Bjs

salvoconduto said...

Uma delícia!

Bom domingo.

Joao P. said...

Maria:

É uma das músicas da minha vida...

Que coisa fantástica

Que força nos dá!

Obrigado Maria por me dares a ouvi-la de novo

Beijo

João

Ana said...

Bela voz, bela canção.

Bom Domingo

Beijinho

andorinha said...

As palavras sempre vivas e as memórias da voz.

"Se hace camino al andar..." ... andemos!
Um beijo.

Fátima Borges said...

muito linda.

mfc said...

Arrepio-me sempre que ouço este poema de Machado.
Tem uma força tranquila intensa.

Menina do Rio said...

Fazemos nosso caminho, na medida que caminhamos. É lindo!

Um beijo pra ti e bom domingo

Anonymous said...

é mesmo um cantigaço!
beijocassss
vovó Maria

Isabel said...

vim recolher a minha dose de serenidade.



bom domingo Maria.


beijo.



.piano.

Nuno de Sousa said...

Belo momento amiga, bela canção bem cantada com uma bonita letra.
Bjs em ti e um bom Carnaval por esses lados.
Nuno

Luis Eme said...

mi gusta tu camino...

beijinho Maria

Fernando Samuel said...

Belíssimo: poema, música, voz...


Um beijo grande.

Ludo Rex said...

Golpe a golpe, verso a verso...
Kisses

BlueVelvet said...

Um dos poetas/cantores da minha vida.
E esta música é muito especialpara mim:"Caminante no hay camino,
se hace camino al andar..."
Beijinhos

FERNANDA-ASTROFLAX said...

QUERIDA MARIA, BELA CANÇÃO AMIGA... LINDA!!! UM GRANDE ABRAÇO DE AMIZADE E CARINHO,
FERNANDINHA

caurosa said...

Olá, que belo espaço, passei para uma visita. Parabéns, espero poder voltar.

Paz e harmonia,
forte abraço

Caurosa

elvira carvalho said...

Um belíssimo poema, que eu já tive num dos meus blogues.
Um abraço e uma boa semana

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram aqui.

Boa semana

Beijos

momo said...

Que hermoso encontrar a Machado en la voz de serrat, y en un blog de otra lengua pero cercano , como los caminos.
me gusta tu blog

C Valente said...

Bom carnaval
saudações amigas