Saturday, August 08, 2009

pAuSa


Cânticos. Poetas. Fontes e rios a transbordar. Verdes espaços por entre fúrias e gritos. Calor de paixões entrelaçadas. Movimentos de ternura em suaves aromas a fel. Memórias içadas no mastro da impaciência. A noite consome-me hoje. E não sei para onde me levam as palavras...

Pedro Branco

27 comments:

Maria said...

Uma inesperada pausa no trabalho. Abrir um blogue amigo ao acaso e escolher palavras ao acaso. A fotografia já a tinha preparada, se fosse necessária...
A pausa é esta noite. Amanhã de manhã a rotina, até acabar o trabalho...

Saudades de vos visitar, vamos ver se a net portátil me deixa 'navegar' hoje.

Beijos a todos

maré said...

Só venho deixar um beijo Maria

Descobri a poesia do Pedro há pouco
e gosto muito.

------

Bom fim de semana

anamar said...

Boa continuacão do que te propuseste fazer...
As pausas também são precisas
Beijinho

mie said...

Uma bela pausa que aqui deixas.

Pedro Branco, já tenho lido escritos dele e tenho gostado...talvez seja hora de o conhecer melhor.

...ainda a planar

deixo-te um beijo

enorme. Ilha.

Baila sem peso said...

A fotografia está linda!
Para uma pausa bem escolhida
È um camponês? Parece ribatejano :)
Provavelmente meu engano...
E a outra figura? Algo segura? :)
A Luz que passa entre os dois
está alinhada com os versos
de Pedro Branco que vêm depois! :)
Ternura enlaçada em belas palavras
muito bem ilustradas!!!!

beijo bom descanso e bom trabalho

OUTONO said...

Um mar de ondas cheias de pensamentos...e um tormento chamado noite, onde o navegar incerto forma palavras sem porto de abrigo.

Parabéns Pedro

Obrigado Maria pela partilha.

Beijinho

Cris Caetano said...

Que lindo...

Beijinhos, Maria.

Fernando Samuel said...

Se assim é, que dizer?...

Um beijo grande.

Pitanga Doce said...

Aproveita a pausa. Um vinho branco tirado a pressão, fresco e leve. As ondas do teu mar (ou está longe outra vez?)

paula barros said...

Tem noites assim, tem dias assim...mas as palavras salvam, aliviam, reescre a emoção.

beijo

simplesmenteeu said...

Felizmente surgiu uma pausa! e vieste fazer-nos companhia.
Talvez um café rápido... com as palavras de Pedro Branco e uma bonita foto carregada de sentido.

...e que bom é sentir o calor da tua presença.

o beijo grande e carinhoso de sempre

Era uma vez um Girassol said...

Deixo um beijinho e votos de um bom fim de semana.

Violeta said...

espero que as palavras te levem a bom porto...
bj

mfc said...

De vez em quando elas são precisas... eu que o diga, que estive tanto tempo ausente.

O Puma said...

Bjs sempre

para ti

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, bela fotografia...Belo texto...Espectacular....
Beijos

paula barros said...

Pausa são necessária. Ótimo domingo.

abraços

bettips said...

Infantis: que bom acreditar.
Um outro beijinho a ti!

Filoxera said...

Eu é que fico sem palavras, para comentar quem escreve com esta garra, com tamanho talento...
Adorei. Obrigada a ambos.

pico minha ilha said...

Gostei das palavras de Pedras.E por vezes nem sabemos onde as palavras nos levam tão grande é a velocidade com que saem de nós.Um beijo Maria

pico minha ilha said...

E onde diz pedras deveria dizer Pedro

Carminda Pinho said...

Olá Maria!
Estou de regresso, as férias já acabaram :(
Escolheste muito bem um poema do Pedro, que traduz sentires difíceis de explicar.
Bom trabalho.:)
Beijinhos

tulipa said...

OLÁ MARIA

“A frouxidão no amor é uma ofensa,
Ofensa que se eleva a grau supremo;
Paixão requer paixão, fervor e extremo;
eu ardo, eu gemo; Eu choro, eu desespero,
eu clamo, eu tremo…”
Andando pela net, descobri esta poesia de Bocage.
Como estou de acordo com o 1º dos versos:
“A frouxidão no amor é uma ofensa…”
Pergunto, qual a tua opinião?
Vem, diz-me o que achas.
Para mim:
No amor tudo deve ser sentido e vivido com bastante intensidade.
Beijos

Aproveito para desejar uma excelente semana.

Agulheta said...

Maria. Bela escolha o poema,nesta passagem fica a minha amizade e tudo de bom.
Beijinho

elvira carvalho said...

Uma pausa é sempre necessária. Para retomar a luta com mais intensidade.
Um abraço

Clotilde S. said...

Maria,

Que bela escolha para uma pausa!

Tudo de bom para ti, amiga.

beijinhos,

Clo

Parapeito said...

Bom chegar aqui e sentir O Cheiro da Ilha e ler Pedro Branco :))
Duas com brisas frescas*****